Blogger Widgets

[Resenha #157] Inferno de Gabriel de Sylvain Reynard @editoraarqueiro


Título Original: Gabriel's Inferno
Editora: Arqueiro
ISBN: 9788580411263
Ano: 2013
Páginas: 512
Compre: Submarino

sinopse:

 Enigmático e sedutor, Gabriel Emerson é um renomado especialista em Dante. Durante o dia assume a fachada de um rigoroso professor universitário, mas à noite se entrega a uma desinibida vida de prazeres sem limites.  O que ninguém sabe é que tanto sua máscara de frieza quanto sua extrema sensualidade na verdade escondem uma alma atormentada pelas feridas do passado. Gabriel se tortura pelos erros que cometeu e acredita que para ele não há mais nenhuma esperança ou chance de se redimir dos pecados. Julia Mitchell é uma jovem doce e inocente que luta para superar os traumas de uma infância difícil, marcada pela negligência dos pais. Quando vai fazer mestrado na Universidade de Toronto, ela sabe que reencontrará alguém importante – um homem que viu apenas uma vez, mas que nunca conseguiu esquecer. Assim que põe os olhos em Julia, Gabriel é tomado por uma estranha sensação de familiaridade, embora não saiba dizer por quê. A inexplicável e profunda conexão que existe entre eles deixa o professor numa situação delicada, que colocará sua carreira em risco e o obrigará a enfrentar os fantasmas dos quais sempre tentou fugir.
    Primeiro livro de uma trilogia, O inferno de Gabriel explora com brilhantismo a sensualidade de uma paixão proibida. É a história envolvente de dois amantes lutando para superar seus infernos pessoais e enfim viver a redenção que só o verdadeiro amor torna possível.


Resenha:

A escrita intensa de de Sylvain Reynard evoca uma gama de emoções. A história tocou vários assuntos que são reminiscente de obras clássicas da literatura. O próprio título do livro é uma homenagem ao poema épico Divina Comédia do século 14, de Dante Alighieri. Em paralelo com a literatura clássica italiana, Inferno de Gabriel explora a alegoria da amizade, desejo, amor, perdão e redenção. Não é sempre que um autor de romance já me fez pensar sobre metáforas ou pesquisando obras de arte ou literatura.

Inferno de Gabriel começa com Julia em seu primeiro dia de pós-graduação na Universidade de Toronto. Ela é um dos alunos do professor Gabriel Emerson em seu seminário sobre o Inferno de Dante. Ela foi para a escola para aprender o maior especialista de Inferno de Dante.
Julia foi apaixonada por Gabriel desde que ela tinha dezesseis anos, mesmo depois que eles passam um "momento" juntos seis anos antes, Gabriel é incapaz de reconhecer Julia. A partir do instante que eles se reencontram, ele é rude e desrespeitoso, e ainda fez Julia chorar. Depois de um início tumultuado, Gabriel finalmente percebe sua conexão e é aí que o seu intenso, tumultuado, proibido, e aluno/professor relacionamento secreto começa.


   "...ele me mostrou que um voto é a promessa que o marido faz de que irá amar sua esposa e não só usá-la para o sexo. Ele disse que esse voto expressava a ideia de que fazer amor é um ato de veneração. O marido venera a esposa com seu corpo ao amá-la, se entregar a ela e levá-la ao êxtase." pág. 424

“Quando eu for um homem velho e não me lembrar de mais nada, vou lembrar-me deste momento. A primeira vez que meus olhos viram um anjo de carne osso. Vou lembrar de seu corpo, seu rosto bonito... vou me lembrar do seu cheiro e seu toque e como era amar você. Mas acima de tudo vou me lembrar como se senti ao olhar para verdadeira beleza, tanto dentro como fora. Pois tu és bela, minha amada, na alma e no corpo, generosa de espírito e de coração. E eu nunca vou ver nada deste lado do céu mais belo do que você” pág. 487

Pessoalmente, eu gostei de Julia Mitchell. Ela é atenciosa, carinhosa, doce e bondosa. Ela foi capaz de quebrar o muro que Gabriel construiu, apenas por ser ela mesma. Sem pretensão, apenas sendo Julia, com todas as suas inseguranças, mas com um coração grande e amoroso. Ela tem alguns segredos e é interessante ver como ela e Gabriel escolhem lidar com seus próprios demônios.

Sua história de amor me tocou profundamente, porque para mim é muito mais do que isso. É uma história que prova que há sempre uma chance no amor, mesmo que você é o pior de todos os pecadores. Trata-se de abraçar e aceitar nossa fragilidade, sobre a possibilidade de amar e ser amado profundamente, apesar de todas as dúvidas que possam nos afligem. Depois de terminar o livro, você não será capaz de deixá-los ir. Gabriel e Julia vão ficar com você por muito tempo depois de virar a última página do livro. Ouso dizer que você nunca vai esquecê-los. Tenho certeza que eu não vou.

A escrita de Sylvain Reynard é excelente e ele leva o leitor a uma bela viagem feita de paixão, inteligência e sentido. Ele é um autor que é muito hábil em escrever cenas escaldantes entre os dois personagens.

A quantidade de pesquisa e conhecimento, que o autor coloca dentro da história é surpreendente. Há muitas referências na literatura espalhados por todo o livro, que vão de A Divina Comédia de Dante, a JRR Tolkien, a Bíblia, Shakespeare e muito, muito mais. Também encontramos várias menções de obras de arte e música.

Inferno de Gabriel é uma história sobre duas almas perdidas que se encontram, aprendem a amar e perdoar. Eu ri, chorei e aprendi com eles. Como cada um tenta encontrar o seu caminho através de seu inferno pessoal, você acaba crescendo com os personagens. O romance foi intenso e a profundidade das emoções é algo bastante incomum em um romance contemporâneo. O autor vai sugar você para a vida de Gabriel Emerson e Julia Mitchell. Inferno de Gabriel não é apenas emocionante, mas instigante e você não quer parar de ler para saber mais sobre Julia e Gabriel e como eles acabam.


9 comentários:

  1. Oie Michele, tudo bem??

    Eu adorei esse livro, adorei a forma como os 'autores' envolveram o romance, erotismo e clássico de uma forma que deixou a história completamente harmoniosa. Mal posso esperar por 'O Julgamento de Gabriel', e confesso que fiquei bem curiosa quanto a 'A Divina Comédia'.

    Beijos,
    http://www.segredosentreamigas.com/

    ResponderExcluir
  2. Parabéns pela resenha Michelle! Ganhei O Inferno de Gabriel no sorteio de um blog e estou ansiosa para ler! Beijo!

    ResponderExcluir
  3. OLá Michelle,

    Li boas críticas desse livro, mas apesar da sua excelente resenha e recomendação não tenho interesse em lê-lo, pois não faz meu estilo de leitura.....abçs.


    http://devoradordeletras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Nahim...esse é um livro que estou louca para ler! Queroooooo muitooooo mesmo. Parece conter uma história interessante, pelo o que você escreveu.
    Beijos!
    P.s.: Tem várias promoções boas rolando no meu blog. Dá uma olhadinha, se interessar...Participa!
    Paloma Viricio- Jornalismo na Alma.

    ResponderExcluir
  5. Já tinha ouvido falar desse livro
    Mas ele não me chama bastante atenção

    Beijos
    @pocketlibro
    http://pocketlibro.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Oi Michelle, estou doidinha para ler este livro. Muito legal a pesquisa feita pelo autor, pelo visto te agradou.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  7. Quero ler!!!
    Dizem ser bem pesado!
    Beijos
    Rizia - Livroterapias

    ResponderExcluir
  8. Oi Michele,
    É a primeira resenha que leio desse livro e fiquei interessada. Parece ser bem envolvente e mexer com as emoções.
    bjs

    http://entrepaginasesonhos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...