Blogger Widgets

[Resenha #162] Inverno Russo de Daphne Kalotay @editorarecord


Autor: Kalotay, Daphne
Editora: Record
Categoria: Literatura Estrangeira / Romance
I.S.B.N.: 9788501093509
Número de Paginas : 476
Compre :
Submarino

Sinopse - Um misterioso conjunto de joias de âmbar é a chave para um segredo de meio século. Alternado-se entre a Boston dos dias de hoje e a Moscou da Guerra Fria, Inverno Russo narra a jornada de Nina Revskaya, bailarina do Bolshoi que se tornou parte da elite cultural stalinista antes de fugir para o Ocidente. Nina acredita ter abandonado seu passado, mas quando, décadas depois decide leiloar sua coleção de joias, Grigori Solodin, um professor de russo da Universidade de Boston, cruza o seu caminho, e esse encontro vai obrigá-la a confrontar seus fantasmas. 


 
Resenha:

Inverno russo conta a história de Nina Revskya, uma famosa bailarina russa em 1950. Ela tem uma carreira fabulosa em uma das mais prestigiadas companhias de balé da Rússia e é casada com um famoso poeta. No entanto, ela está se tornando cada vez mais desconfortável do estilo de vida soviético sob o governo de Stalin. Quando os amigos e familiares são presos ou mortos, Nina faz uma ousada fuga da Rússia e acaba estabelecendo-se em Boston.

Nina Revskaya agora é uma ex-dançarina idosas do ballet Bolshoi. Agora vivendo em Boston, e ela decidiu leiloar suas jóias. E isso traz memórias que ela preferiria esquecer de sua vida na Rússia stalinista. O leilão também revela um mistério no presente - por que Nina é tão relutante em atender Grigori Solodin, um professor de russo com um colar de âmbar que aparentemente faz parte de um conjunto que Nina possui?

As cenas russa são bonitas e cativantes. Eu amei ler sobre a ascensão de Nina a bailarina principal. A autora descreve ballet com o olho de uma contadora de histórias. Nós somos atraídos para a dança de Nina porque a autora entra em tantos detalhe que quase podemos imaginar que estamos assistindo ao balé e sentir a magia do teatro ao vivo.
Podemos praticamente ver Nina flertar com homens no palco. Sua alegria é marcada pela presença de Stalin na platéia, o homem responsável pela queda de sua amiga Gersh e eventual prisão. No entanto, com essa pose final, a autora nos presenteia com uma bela imagem de triunfo. Pode não significar nada em termos práticos, mas, lendo essa passagem, podemos acreditar que Nina venceu Stalin, que ela está livre do controle de seu regime. E percebemos, que a arte nos proporciona uma sensação de liberdade.

Eu fui atraída pela história de Nina: seu romance com o poeta Victor Elsin, as complexidades de sua amizade com Vera, e, nos dias de hoje, o seu enorme desejo de  confrontar seu passado e esquecê-lo. Eu adorei ler sobre seus amigos na Rússia.

Ao fazer alguma pesquisa, descobri que "Inverno Russo" é um termo militar real usado para descrever a vantagem que a Rússia tem contra os invasores no fato de que é lá é um frio que chega ao insuportável. Máquinas e os homens não tem chance. Na verdade, Napoleão Bonaparte perdeu mais de meio milhão de soldados marchando na Rússia no auge do inverno.

Embora o livro seja longo, não parece. Eu li rapidamente, é muito gostoso, as descrições incríveis e realmente te faz sentir como se estivesse lá. Os personagens são bem desenvolvidos, e eu particularmente gostei da Nina.
Por eu seu filha de russo, sou apaixonada por tudo o que se refere a Russia, então eu não podia deixar de ler esse livro. Já imaginava que iria gostar, mas foi bem além das minhas expectativas. Amei.

O trabalho da editora está de parabéns, a capa é linda, a diagramação e revisão perfeitos!

Se você quer ser levado para outro tempo e lugar, se você tem interesse por ballet, história russa, então este é o livro perfeito para você.



Capa Americana 

15 comentários:

  1. Olha, não tenho interesse em histórias russa... Mas só o fato da narrativa me levar para outro lugar me interessa!

    Adorei o contexto geral do livro, acho que vale a pena ler!

    Beijos

    Livros... Quero ler sempre

    ResponderExcluir
  2. Oi flor, tudo bem ?
    Hmm fanstamas, amo livros assim..
    Adorei seu blog, tá lindo, já estou seguindo!
    Passa lá no meu se gostar segue também :)
    Otima quinta!
    Beijinhos
    faaniilairy.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Olá Michelle! Não pude deixar de visitá-la, saiba que fiquei muito feliz com suas visitas e comentários no meu blog. Obrigada linda ^^! Que resenha hein? Me encantei pela história... Estou de fato com uma vontade enorme de ler este livro, suas palavras foram incríveis ao descrevê-lo e trouxe um gostinho de quero mais rs *----*. Parabéns!

    Seu blog é incrível. Alegro-me em conhecê-lo e com toda certeza, SEGUI-LO! Serás sempre bem-vinda no meu cantinho...

    Xoxo, Thaia ^^
    livroserascunhos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Oie,
    eu não conhecia o livro, mas adoro um romance. Nunca li nada sobre a russa, então não sei se iria gostar, mas só por ser um romance fofo já tem minha atenção rsrsrs

    bjos

    http://blog.vanessasueroz.com.br

    ResponderExcluir
  5. Oi, Michelle!
    Parabéns pela resenha, ficou muito boa e me deu minha vontade de ler esse livro também. Ainda não conhecia ele e nunca li nada dessa autora.
    Beijos!

    Café com Leituras!
    http://cafecomleiturasneriana.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Bom dia Michelle,

    Mais um livro que fico conhecendo aqui no seu blog...achei bem interessante, só não gostei da capa...parabéns pela resenha...abçs.


    http://devoradordeletras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Oi Michelle.
    Nossa que frio é esse por lá hein rsrsrs, deu até medo.
    Eu ainda não conhecia o livro, mas lendo a resenha me interessei, gosto de conhecer histórias e autores diferentes.
    Dica anotada.

    Beijos
    Leituras da Paty

    ResponderExcluir
  8. Mi, aodrei as duas capas, e a ideia do livro.
    Depois dessa empolgaçao toda sua com o livro acho q com ctz vou ter q busca-lo em alguma livraria xD
    Beijos
    http://nolimitedaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. As capas são lindas, gostei mais da brasileira <333
    Amei sua resenha, o livro parece ser muito bom.
    Ahh, eu n sabia o pq do inverno russo, vou começar a usar haha

    Beijos.
    Modaeeu.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. Oi Michele, esse livro mão
    conhecia. Mas a capa é linda, gostei
    bastante. Sua resenha esta muito boa
    até que leria ele. rs
    bjs

    http://loveebookss.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Oi, Michele!

    Não conhecia esse livro ainda! Puxa, parece bem legal. Sabe que nunca li um livro com uma bailarina? Fiquei curiosa, parece muito bom!

    Bom saber que você gostou!

    Beijos,
    Inara
    http://lerdormircomer.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Oi Michelle,
    Eu gosto de livros com lugares diferentes e esse me chamou a atenção. Fiquei bem interessada para ler. A capa está linda.
    bjs

    http://entrepaginasesonhos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Estou com uma dúvida em relação ao livro. Na página 104 há uma carta citada pelo personagem do livro (Grigori Solodin) em que o trecho diz assim: " Nossa querida V. me diz que talvez vocês façam um passeio juntas(...)"
    Na página 434, a mesma carta é citada pelo personagem, porém, é iniciada assim: " V. me diz que talvez vocês façam um passeio juntas(...)"
    Lendo as 2 cartas (mesmas cartas), abre na segunda ( pg. 434), uma possibilidade de "V." tratar-se de um homem ou uma mulher. Hipótese que, em meu entendimento, pela primeira ( pág. 104) é descartada, pois começa com " Nossa querida", referindo-se dessa forma a um ser feminino, uma mulher!
    Gostaria de saber se há algum erro de tradução, do autor ou de minha própria interpretação e entendimento do livro?

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...