Blogger Widgets

[Resenha #171] Olhos de Fogo - Helena Gomes & Kathia Brienza @escrita_fina @mundonergal


    


Título: Olhos de Fogo
Autoras: Helena Gomes & Kathia Brienza
Editora: Escrita Fina
Ano: 2010
Páginas: 176
   
    Sinopse: Em 1646, em pleno declínio da invasão holandesa ao Brasil, holandeses acuados invadem a vila de Tejucupapo, em Pernambuco, quando a maioria dos homens está fora, a trabalho. As mulheres de Tejucupapo arquitetam uma inteligente defesa (fato verídico). Mas, além disso, os habitantes do vilarejo ainda têm que se defender de um serial killer à solta. Fatos verídicos e ficção aliados num suspense emocionante.


 
Resenha:


As autoras nos mostram nesse livro o século XVII, misturando fatos históricos com ficção, ficamos sabendo de fatos históricos esquecidas de Pernanbuco.

A história se passa em 1646, onde os holandeses queriam invadir as terras brasileiras e uma das cidades alvo foi Tejucupapo, um pequeno povoado de Pernanbuco. E ao longo de todo a história ficamos sabendo de como forá a invasão. E tem também a distupa entre Holandeses e portugueses que querem o domínio do litoral. E os luso-brasileiros revoltados, que querem expulsar os holandeses para não ter que pagar suas dividas de empréstimo.

O protagonista é Pim, um adolescente obediente e sonâmbulo e que tem muitos pesadelos. Ele e seu pai Frans deixam Recife, acompanhados de sua escrava Isabel e a milícia de Diogo Venâncio, um dono de engenho e também anfitrião de ambos na cidade de Tejucupapo, para onde eles vão morar. O pai de Pim, Frans é um cientista e ele quer expandir suas pesquisas sobre a fauna e flora brasileira.

“Ela demonstrou medo ao vê-lo. Quis gritar, só que as mãos de Pim a sufocaram. Entre os sons da mata, um deles ecoou alto, em fúria. Agudo, dilacerante. E os olhos da índia se transformaram em chamas. Olhos de fogo.” Pág. 16

Em sua nova morada que os pesadelos de Pim se tornam em realidade, e começa uma série de assassinatos, atribuídos a Anhangá, uma força mística de olhos de fogo que é protetor dos animais e acostuma bater em caçadores.

Na noite da chegada dos holandeses, Jussara uma jovem índia, encontra o corpo de Maíra, uma jovem mestiça, que foi brutalmente assassinada e teve seus olhos queimados após ser sufocada. E Pim estava perto do corpo, assim ele parece muito suspeito. Mas Jussara não acredita que Jim seja o responsável.
Mais corpos começam a aparecer, e todos eles com os olhos queimados. Jussara e Pim acreditam que exista um culpado real para os crimes, e não vão descansam até encontrar o verdadeiro culpado.

    “Uma sombra enorme se interpôs entre o garoto e a fogueira. Ela se abaixou para retirar algum objeto das chamas... Uma fina barra de ferro, com a ponta incandescente. O terror se apoderou de Pim. Quis gritar por socorro, se debater, fugir... O ferro mirava seus olhos, cada vez mais próximo. Quando os tocou, queimando, ele enlouqueceu de dor...”   Pág. 40




 A editora fez um trabalho ótimo com o livro. A diagramação e revisão estão perfeitos sem nenhum erro. A capa é muito bonita e adorei que cada início de capítulo conta com uma ilustração, assim como as primeiras páginas do livro e as duas últimas, que trazem um mapa da época em que a história se passa, e a fonte das letras são em vermelho escuro, deixando o livro muito bonito.






Este é um livro muito bem escrito e de fácil leitura, personagens bem desenvolvidos, e essa mistura de fatos históricos e ficção ficou ótima, adorei saber sobre esses fatos, pois nunca tinha lido nada sobre esta batalha, e as autoras criaram um suspense tamanho, que li o livro de uma só vez, em questão de poucas horas, pois estava ansiosa para saber quem era o assassino, e posso falar que foi surpreendente.


0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...