Blogger Widgets

[Resenha #201] O Duque e Eu - Julia Quinn @editoraarqueiro



Título Original The Duke and I
Páginas 288
Lançamento 15/04/2013
ISBN 9788580411461
Editora: Arqueiro
Páginas: 288
Classificação: 5 estrelas

sinopse:
Simon Basset, o irresistível duque de Hastings, acaba de retornar a Londres depois de seis anos viajando pelo mundo. Rico, bonito e solteiro, ele é um prato cheio para as mães da alta sociedade, que só pensam em arrumar um bom partido para suas filhas. Simon, porém, tem o firme propósito de nunca se casar. Assim, para se livrar das garras dessas mulheres, precisa de um plano infalível. É quando entra em cena Daphne Bridgerton, a irmã mais nova de seu melhor amigo.Apesar de espirituosa e dona de uma personalidade marcante, todos os homens que se interessam por ela são velhos demais, pouco inteligentes ou destituídos de qualquer tipo de charme. E os que têm potencial para ser bons maridos só a veem como uma boa amiga. A ideia de Simon é fingir que a corteja. Dessa forma, de uma tacada só, ele conseguirá afastar as jovens obcecadas por um marido e atrairá vários pretendentes para Daphne. Afinal, se um duque está interessado nela, a jovem deve ter mais atrativos do que aparenta.Mas, à medida que a farsa dos dois se desenrola, o sorriso malicioso e os olhos cheios de desejo de Simon tornam cada vez mais difícil para Daphne lembrar que tudo não passa de fingimento. Agora ela precisa fazer o impossível para não se apaixonar por esse conquistador inveterado que tem aversão a tudo o que ela mais quer na vida.


Resenha:

Simon Basset, o atual duque de Hastings definitivamente tem problemas. Quando criança, ele não conseguia falar, e depois teve que lutar contra uma gagueira terrível. Ele superou sua deficiência, apesar das reivindicações de seu pai que ele era um idiota. Rejeitado desde a infância por um pai orgulhoso que se recusou a aceitar nada menos do que a perfeição em seu herdeiro, Simon está determinado a ter sucesso em tudo.

Isso poderia tê-lo levado a se tornar um libertino ou arrogante e prepotente, mas Simon acabou se tornando um homem de bom coração. Só recentemente retornou de seis anos viajando ao redor do mundo, em parte, a despeito do falecimento de seu pai, Simon retorna da Inglaterra para assumir o lugar de Duque.
Simon é um grande herói. Amei o personagem desde o momento em que ele aparece. Há algo sobre ele que atrai, ele tem segredos que fazem você querer manter a leitura até que sejam revelados. E, para não mencionar, ele é bem sedutor também.

A mocinha da história é Daphne, que já está na idade de se casar e sua mãe a leva a todas as festas promovidas pela alta sociedade para lhe arrumar casamento, mas poucos demonstram interesse nela.

Simon é um dos melhores amigos do irmão mais velho de Daphne e quer fugir do casamento, assim pensando em ajudar Daphne a arranjar mais pretendentes e ao mesmo tempo se livrar das pretendentes que o perseguem, Simon decide fazer um acordo e fingir que está interessado em se casar com ela para que ela pareça mais interessante aos olhos dos solteiros que nunca lhe deram atenção.

 "Mas, embora tivesse a consciência de que precisava encerrar aquele flerte e voltar à questão de transportar o pretendente idiota de Daphne para fora da casa, não pôde resistir a um último comentário. Talvez fosse o modo como os lábios dela se apertavam quando estava irritada. Ou a forma como eles se abriam quando ela estava em choque. Tudo o que ele sabia era que se sentia indefeso contra a própria natureza diabólica quando se tratava daquela garota." pág. 48

Claro que, o plano funciona esplendidamente em primeiro lugar. Mas Daphne rapidamente se encontra desejando que sua ligação com Simon seja real. Naturalmente, ambos Simon e Daphne, eventualmente, perdem a batalha e cedem a seus sentimentos.

 “Simon sentiu algo bastante esquisito invadir seus pulmões. Percebeu melancolicamente que se tratava de ar. Ele estivera prendendo a respiração sem sequer notar. Experimentou outro sentimento também. Algo quente e terrível, e ao mesmo tempo exultante e maravilhoso. Era emoção, pura e absoluta, uma mistura bizarra de alívio, alegria, desejo e temor. E ele, que passara a maior parte da vida evitando sensações confusas, não tinha ideia como agir em seguida.” Pág. 163

A autora foi capaz de tecer uma história divertida e romântica que te prende do começo ao fim. Ela criou um herói e heroína de profundidade admirável que realmente pensam sobre seus problemas.

Claro que minha personagem favorita é Daphne, uma jovem inteligente, uma verdadeira heroína capaz de captar rapidamente a extensão da carga de Simon.
E é uma mulher forte capaz de lidar com situações complicadas. Eu amei a força que ela mostrou ao longo deste livro. Não há nada melhor do que uma heroína forte, que não tem medo de enfrentar os homens e seus irmãos.

Os personagens secundários, que consistem principalmente de vários irmãos de Daphne, irmãs e sua mãe são encantadores e adicionam a história.

Como o primeiro livro da série, a autora fez um trabalho magistral de introduzir um elenco grande e animado de personagens. Com um dom para escrever alguns dos diálogos mais animados e engraçados do romance

Eu adorei o enredo! Que tipo de mulher romântica não gostaria? Ele tem todas as características dos melhores romances históricos que já li.

O que eu amo sobre o romance histórico é a natureza leve e o charme das histórias. Achei que a autora consegue tecer histórias que estão cheias de coração e paixão, mas ainda assim leve e divertido.

A editora está de parabéns pela excelente diagramação, revisão e tradução, sem falar na belíssima capa, que não tem como não chamar a atenção dos leitores.

Este é um daqueles livros que te mantém acordado a noite toda com os seus momentos doces e brincadeiras hilariantes. E não importa quantos romances históricos eu consiga ler. Eu vou sempre apreciá-los. E este livro não foi diferente. Se você é uma viciada em romance de época, tem que ler este já.

 

5 comentários:

  1. Oie,
    menina estou escutando falar mtooo bem desse livro e estou mega curiosa. Adoro romances de época.

    bjos

    http://blog.vanessasueroz.com.br

    ResponderExcluir
  2. Fiquei curiosa para ler esse livro porque muita gente tá falando dele. Nunca li romance histórico e não sei se vai me agradar no gênero, mas a história parece ser muito boa.

    Um beijo, Karine Braschi.
    Geek de Batom. (@geekdebatom)

    ResponderExcluir
  3. Esse livro é maravilhoso, já li e amei
    Teve momentos que arregalei tanto os olhos e dei tantas gargalhadas com a loucura desse casal

    Beijos
    @pocketlibro
    http://pocketlibro.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Oi Michele,
    Eu já li e amei, favoritei também. Romances históricos são maravilhosos, me fazem viajar para outra época.
    Daphe é admirável, uma protagonista de respeito e Simon apesar de ser cabeça dura é apaixonante.
    Livro esplêndido!!!!
    bjs

    http://entrepaginasesonhos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oi Michele,
    Li algumas resenhas desse livro e muito positivas, logo que vi o livro imaginei como seria, sua resenha só comprovou minhas expectativas, mesmo assim pretendo ler ele :)
    Parabéns pela resenha.
    Beijo
    http://marifriend.blogspot.com.br/2013/07/minha-opiniao-lua-de-mel.html

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...