Blogger Widgets

[Resenha #213] As Memórias Perdidas de Jane Austen - Syrie James @editorarecord





As Memórias Perdidas de Jane Austen
Autora: Syrie James
Editora: Record
Categoria: Literatura Estrangeira / Romance

Compre: Submarino
Classificação: 5 estrelas

Sinopse:
Um dos maiores nomes da literatura inglesa, Jane Austen escreveu clássicos como Orgulho e preconceito. Embora seus livros tenham interessantes histórias de amor, a vida amorosa da autora nunca foi considerada notável. Esse foi o ponto de partida para Syrie James, estudiosa de Austen, criar uma versão romanceada sobre a vida da aclamada escritora. E se memórias escritas pela própria Austen fossem descobertas, revelando um grande caso de amor? Escrito em um estilo próximo ao da própria escritora britânica, As memórias perdidas de Jane Austen é um livro notável, irresistível para qualquer um que ame Jane Austen – ou grandes romances.



Resenha:


E se estivesse escondido em uma caixa no sótão as memórias de Jane Austen e fossem descobertas depois de centenas de anos? E se essas páginas revelassem a história não contada de sua vida? Essa é a premissa por trás deste romance fascinante, que investiga os segredos da vida de Jane Austen, dando-nos idéias incalculáveis de sua mente e coração.

A autora, uma historiadora, se baseou em fatos da vida de Jane Austen para criar uma história de amor. Todos sabem que Jane Austen nunca se casou, somente teve um breve envolvimento com o amigo de seu irmão, Thomas Lefroy.
Este livro é contado em formato de memórias, como se tivesse sido escrita pela própria Jane Austen nos momentos finais de sua vida.

Em seu prefácio Syrie James escreve: "Senti uma grande responsabilidade de manter-se fiel à história conhecida de Jane Austen, e para representar não só a sua precisão, mas seus amigos da vida real e familiares." e ela conseguiu fazer isso. O amor e o respeito que ela sente por seu tema são evidentes em cada parágrafo como ela escreve, não só sobre a Jane, mas como a própria Jane.

O livro de memórias está sendo escrito nos últimos anos de Jane, quando ela está doente e sente a necessidade "de se relacionar, em caneta e tinta, uma relação de natureza mais pessoal".

"Porque eu sinto uma vontade súbita de relatar, em pena e tinta, um relacionamento de natureza tão pessoal que jamais assumi, não sei dizer. Talvez seja essa doença enlouquecedora que tem me perturbado ocasionalmente nos últimos tempos - esta lembrança sagaz da minha mortalidade - que me impulsiona a ter algum registro do que aconteceu para evitar que a lembrança desvaneça nos recônditos da minha mente, e dali desapareça para sempre da história, tão fugaz como um fantasma em meio à névoa." pág. 17

É durante a sua estada em Lyme, no início de 1800 que Jane encontra seu verdadeiro amor, o encantador Frederick Ashford, com quem sente uma ligação imediata, um homem que é seu igual no intelecto e temperamento.

Ashworth é um personagem único, porque ele é um verdadeiro herói, além disso, ele combina três dos personagens masculinos mais amados de Jane: Darcy, Edward Ferrars e Willoughby. Ele mora em uma bela residência em Derbyshire, é um barão e, aparentemente, o herdeiro de um enorme patrimônio. Eles se reúnem em Lyme e ele salva Jane de cair e se machucar. Mas a relação não é simples e direta. Ashworth, como Edward Ferrars, torna-se estranho em sua tentativa de cortejar Jane e o motivo é o mesmo: ele também esconde um noivado secreto. Quando Jane descobre o segredo de Ashworth, ela fica terrivelmente desapontada e sofre desesperadamente, como Marianne e Willoughby.
Foi um cenário tão verosímel que eu tive que fazer um esforço para me convencer de que eu estava lendo ficção e não um romance biográfico, mais de uma vez, durante a leitura. É ficção histórica baseada em alguns fatos documentados, mas tão bem escrito que, como eu disse acima, soa ainda mais verdadeiro do que a verdade!



Jane Austen passa por muitos encontros, desencontros, desilusões e momentos bons. Sentimos por cada momento que ela passa, nos identificando com ela e nos solidarizamos.

O romance é uma mistura de ficção e realidade e que a autora adicionou muitas notas de rodapé das páginas que explicam as referências na passagens dos livros de Jane e seus documentos pessoais. 



Eu tenho que te dizer que este livro responde a cada uma dessas questões de uma forma completamente acreditável. Syrie James usa as viagens de Jane da vida real, cartas, e interações para nos contar uma história que não só deixa você acreditar "que poderia ter acontecido", mas desejando 'oh, se ela não podia ter tudo, espero que ela tenha essa' .

As Memórias Perdidas de Jane Austen é muito fácil de ler. Eu fiquei totalmente entretida do início ao fim, muito bem escrita e digna dos contos memoráveis de Jane Austen.

Meticulosamente pesquisado e escrito num estilo assim como o de Jane Austen eu fiquei totalmente cativa desde o início com esta história fascinante. Gostaria de recomendar vivamente não só para os amantes de Austen, mas para aqueles que podem pensar que Jane Austen não é para eles como uma introdução ideal para o seu mundo.

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...