Blogger Widgets

[Resenha #222] E o vento levou - Margaret Mitchell @editorarecord


E o vento Levou
Autor: Margaret Mitchell
Editora: Record
Ano: 1939 ... 2013
Onde comprar: Submarino - Saraiva

Classificação: 5 estrelas

 Sinopse:
Um relato apaixonante sobre a guerra civil norte-americana, a aristocracia sulista que ela abala e transforma, e a coragem de uma mulher que nunca se deixou vencer. Conheça a linda e tempestuosa Scarlett O Hara e o irresistível Rhett Butler, que a ama ao longo de todas as suas provações. Conheça a doce Melanie, o honesto Ashley Wilkes e os muitos outros personagens que habitam a esplendorosa fazenda Tara. Leia a história de amor que já emocionou milhões de pessoas no mundo inteiro, imortalizada na tela pela beleza de Vivian Leigh e o charme de Clark Gable.

Resenha:

Conto clássico de Margaret Mitchell de amor em tempos difíceis é muito mais do que apenas um romance, segue as aventuras de Scarlett O'Hara, filha bonita, mas mimada de um fazendeiro rico em Atlanta. Ambientado durante a Guerra Civil em 1861, o romance segue através da guerra civil, destruição e amor não correspondido. A autora dá aos leitores uma visão tão íntima da mente de Scarlett que, embora você pode não gostar dela, você vai respeitá-la e quero que ela triunfe.

O livro começa quando Ashley Wilkes, o homem que Scarlett O'Hara ama, anuncia que vai se casar com outra pessoa, a sua prima Melanie, o mundo de Scarlett começa a desmoronar. Levando assim a declarar seus sentimentos para Ashley. Ele diz a ela que a ama, mas que ele vai se casar com Melanie porque ela é semelhante a ele, enquanto ele e Scarlett são muito diferentes. Esta confissão de ardor é ouvida por Rhett Butler, um cavalheiro com uma reputação de comportamento não-convencional, mas arrojado. Isto marca o início de seu relacionamento e desenvolvimento de sentimentos de Rhett para Scarlett. A narrativa segue a protagonista através das diversas fases da Guerra Civil e as dificuldades que se seguem. Quando ela amadurece e aprende a refrear seus impulsos, desenvolvendo assim maturidade e experiência, Scarlett ainda assim deseja Ashley Wilkes. Ela insensivelmente ignora o profundo e duradouro amor que Rhett tem por ela. Ela cresce e enfrenta lutas, dificuldades e perigo, em face de uma sociedade passando por grandes mudanças, na tentativa de criar um nicho para a sobrevivência de sua família e ideais. Em última análise, ela percebe que o verdadeiro valor das coisas e dos seus sentimentos até então desconhecidos por Rhett, mas aí pode ser tarde demais, mas ela irá lutar por esse amor.

Reth Buttler é meu personagem favorito. Rhett Butler é o terceiro marido de Scarlett, um arrojado aventureiro, canalha perigoso, sedutor, sem papas na língua. Expulso de West Point e repudiado por sua família de Charleston, Rhett torna-se um oportunista durante a guerra, emergindo como um dos únicos homens ricos do sul em Atlanta após a guerra. Rhett se mostra um pai amoroso e, às vezes, um marido carinhoso. Embora ele ama Scarlett, seu orgulho o impede de mostrar-lhe o seu amor. Espontâneo, bem-humorado, tem desprezo pelos códigos sociais, Rhett expõe a hipocrisia por onde passa. Ele representa a sociedade do pós-guerra, um mundo pragmático, acelerado em que os fortes prosperam e os fracos perecem. E o romance dele com Scarlet não é açucarado, longe disso, eles são perfeitos juntos, eles são iguais, chocam a sociedade, gostei muito de ler sobre eles, e fiquei torcendo por eles.

O livro é uma crônica da alta sociedade norte-americana durante e após a Guerra Civil americana. A autora escreveu perfeitamente sobre essa época, que documenta os estragos da guerra em uma sociedade pacífica e pós-guerra, assim como as dores de uma nova dinâmica social.

O estilo de escrita é simples e extremamente fluída. A narrativa em terceira pessoa com o ponto de vista da protagonista central. Os personagens são esboçados de forma simples e muitas vezes estereotipados, mas com complexidade e realismo.

A autora descreve o que está acontecendo tão bem que a história permanece com você, mesmo quando você terminar o livro. Este romance é fantástico, mostrando todos os altos e baixos, todas as falhas de comunicação, todo o desespero de amor. O livro foi centrado em torno da Guerra Civil, mas logo se percebe que não é sobre a guerra, mas os efeitos dela.

A capa dessa edição está simplesmente linda demais, a diagramação, revisão e tradução perfeitas!



Se você está à procura de uma história que vai ficar com você para os próximos anos. Este é o livro para você. É glorioso, brilhante, poderoso e épico.

É uma história de amor eterno, e um conto inspirador de perseverança. Mais que recomendado!

5 comentários:

  1. Oie,
    nossa vc parece ter adorado o livro.
    Não sei se leria, fiquei na dúvida, ele obviamente me lembrou o filme que não gostei mto.

    bjos

    http://blog.vanessasueroz.com.br

    ResponderExcluir
  2. Bom dia Michelle,

    Esse é um livro que gostaria muito de ler....gosto do estilo de leitura e realmente a capa esta bela....abraços.


    devoradordeletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Adoro o filme, mas não sei se leria o livro, a princípio. Depois da sua resenha, vou olhar com mais carinho pra ele!

    ResponderExcluir
  4. A capa é de encher os olhos, também gostei da sinopse.
    Sua resenha só me deixou com curiosidade para saber
    sobre esse livro,
    bjs

    Love Books

    ResponderExcluir
  5. Esse livro é lindo, não têm como não amar. A resenha está linda.
    Beijos!

    http://follow-and-breath.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...