Blogger Widgets

Lançamentos de outubro da @editoraprumo


 Lançamentos de Outubro:



Enquanto as meninas do orfanato St. Bridget sonhavam que eram as filhas perdidas de duques que, mais cedo ou mais tarde, seriam levadas de volta para casa em elegantes carruagens, tudo o que Rose queria era ganhar seu próprio sustento, trabalhando como serviçal na casa de uma boa família.
Ao realizar seu singelo sonho, sendo contratada como empregada na casa do mago e conselheiro do rei da Inglaterra, Aloysius Fountain, Rose nem podia suspeitar que se tornar aprendiz de feiticeira seria apenas o início de uma incrível jornada de descobertas. Ao lado do sr. Fountain e dos amigos Bella, Freddie, Bill e o gato Gus – um típico felino astuto com poderes mágicos nada ordinários – Rose está prestes a desvendar o maior mistério de todos: a verdade sobre a história de sua família. Uma série encantadora, protagonizada por uma heroína de 9 anos, com um quê de Gata Borralheira e poderes de Harry Potter.


Domício Proença Filho, renomado professor universitário de literatura brasileira e de língua portuguesa, estudioso da linguagem, ficcionista, crítico literário, promotor cultural, roteirista, é também autor de uma obra poética em construção. Com significativa acolhida de público e da crítica especializada, todas essas obras encontram-se, há algum tempo, esgotadas. As duas últimas têm sido objeto de teses universitárias e vários de seus poemas integram antologias publicadas no Brasil e no exterior. O risco do jogo retoma, nesse processo, ampliadas, as perquirições existenciais e o acurado trabalho na linguagem.

Miranda Madock, Maíra Maia, Mariana Müller. Três mulheres em M. Uma policial. Uma repórter de televisão. Uma modelo fotográfica. Três profissionais determinadas, passionais e idealistas, dispostas a sacrificar a carreira em nome de suas convicções.
Miranda exerce uma tarefa quase exclusiva de homens, entocada em um distrito policial. A morte não esclarecida de uma garota de programa a coloca em confronto com personagens ilustres da alta sociedade. Maíra, que está a caminho de se tornar uma estrela jornalística, enfrenta um assédio sexual explícito e vira pivô de uma crise que envolverá a televisão e a política. Mariana convive com a tranquilidade profissional de modelo exclusiva de uma marca milionária, até o momento em que tem de enfrentar o pesadelo da rejeição e vê seu mundo começar a desmoronar.
Sob o impulso de uma metrópole que é a síntese concreta do desafio, esses três destinos se entrelaçam, envolvendo o duro universo policial, as luzes fascinantes da televisão e o glamour efêmero do mundo fashion em histórias que se unem para tecer o fio narrativo que vai manter o leitor em suspense até o fim.
Em O poder do Tao, o best-seller internacional Lou Marinoff, autor do celebrado Mais Platão, menos Prozac, mostra como o taoísmo, a filosofia milenar chinesa, pode atuar como um poderoso remédio para os desafios do stress e da ansiedade que acompanham a vida em nosso mundo imprevisível e em constante mudança.
Especialmente útil em momentos de crise econômica, degradação ambiental e de conflitos culturais e políticos, o Tao, a origem de todas as coisas, a essência da vida, é a chave mestra capaz de abrir todas as portas para tornar este mundo um lugar melhor, ao invés de pior. As portas da felicidade, da compreensão, do sucesso, do amor, da comunidade, da realização e da serenidade.
De maneira prazerosa e produtiva, Marinoff elucida os ensinamentos fundamentais dos textos do Tao Te Ching, de Lao Tzu, que serviram de inspiração a prática taoista, aplicando-os a problemas que enfrentamos diariamente nas áreas de saúde e bem-estar, amor e união, criatividade e profissão, conquistas e ambições.
Quando um trio de irmãos fantásticos – e um primo muito intrometido – resolvem usar uma criativa engenhoca para entrar em contato com seres extraterrestres, eles nem imaginavam que o aparelho iria conduzi-los em uma viagem pelo tempo e pelo espaço que os ajudará a entender melhor a relação dos homens (e das crianças também, é claro!) com o planeta em que vivem e o que, nessa convivência, precisa ser mudado antes que seja tarde demais.
Os irmãos Kiko, Rita e Ana parecem os três mosqueteiros – um por todos e todos por um! Isso se os mosqueteiros tivessem um quê de cientista louco. Se bem que de loucos eles não têm nada, afinal, construir um aparelho de comunicação para procurar vida inteligente em outros planetas não é tanta birutice assim.
Eles não podiam imaginar, no entanto, que a visita do primo deles, um menino medroso e com um maço exagerado de cachos dourados, poderia ser a chave para fazer a máquina funcionar de vez. Na verdade, os leitores descobrirão que o aparelho, que mais parecia um troço, acabou fazendo muito mais do que eles jamais poderiam sonhar.

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...