Blogger Widgets

[Resenha #340] Os Judeus do Papa - Gordon Thomas @geracaobooks



Os Judeus do Papa
Autor: Gordon Thomas
Gênero: Literatura estrangeira – História
Págs: 392
ISBN: 9788581301273
Editora: Geração Editorial
Skoob
Classificação: 4 estrelas
Compre: Saraiva

 
Um livro revelador que demonstra como o Vaticano salvou milhares de judeus durante o Holocausto e elucida por que razão a história deve reabilitar o Papa Pio XII. Acusado de não ter condenado Hitler pelo fanatismo e ódio racial com que o führer governava a Alemanha, o chefe da Igreja Católica Romana ficou conhecido, durante a Segunda Guerra Mundial, como «o Papa que se manteve em silêncio durante o Holocausto». Contudo, Thomas Gordon apresenta neste livro provas que refutam totalmente essas acusações. Uma pesquisa minuciosa revela uma rede encoberta de padres, freiras e cidadãos católicos que diariamente arriscaram as suas vidas para proteger os judeus. Ao investigar assassinatos, conspirações e conversões secretas, o autor dá a conhecer as mais extraordinárias ações levadas a cabo por católicos e pelo Vaticano. Em Os Judeus do Papa encontramos, finalmente, a resposta à grande questão moral do Holocausto: por que razão o Papa Pio XII se recusou a condenar o genocídio dos judeus da Europa? Pio XII não foi «o Papa de Hitler», mas sim, muito provavelmente, o mais perto que os judeus estiveram de ter uma voz no Vaticano.


Resenha:


Quando vi esse livro, logo fiquei interessada em ler, pois tenho muito interesse pela 2ª Guerra Mundial, por causa do meu pai que passou pela guerra, ele era criança, e até uma bomba caiu em sua casa, destruindo tudo. Então, sempre que vejo algo a respeito da 2ª Guerra Mundial quero ler, ou ver, também gosto de filmes.

"Os Judeus do Papa" descreve as palavras e ações do Papa Pio XII durante a Segunda Guerra Mundial, que foi como um vulcão em erupção lançando a morte e a destruição por toda parte. 




Papa Pio XII não tinha armas, no entanto, apesar da falta de recursos, ele foi fundamental para salvar muitas vidas. Mesmo antes da guerra começar, ele disse aos líderes da igreja para ajudar os judeus a deixar a Alemanha com a ajuda financeira da Igreja. O autor relata a manhã de 01 de setembro de 1939, o dia em que Hitler invadiu a Polônia, naquela manhã, o Papa emitiu ordens codificadas ao Arcebispo Pacini na Polônia para começar a organizar os judeus da Polônia em esconderijos e abrigos disponíveis. A segunda mensagem codificada foi para o Monsenhor para preparar milhares de certificados de batismo para dar aos judeus, o que lhes permitiria a passagem através da Turquia para a Terra Santa. Outras mensagens foram enviadas a bispos em países neutros para requisitá-los para aumentar toda a pressão possível sobre os governos anfitriões para fornecer vistos para judeus poloneses. Ele também contatou o padre Alan Weber para configurar uma rede para ajudar os judeus alemães a emigrar da Alemanha para Roma.






Este livro é uma excelente contribuição para a história da época e o tema dos judeus da Europa durante a Segunda Guerra Mundial. O autor usa fatos reais, dados e documentos que mostram os esforço concentrados dos clérigos do Vaticano e da equipe para colocar suas próprias vidas em risco, ajudando milhares de judeus da Europa e, especificamente, os de Roma, para escapar da captura nazista.

Há reflexões sensíveis da sobrevivência do gueto judeu de Roma, uma parte significativa da história de Roma. Há uma descrição detalhada das famílias judaicas de Roma, com pais e filhos sendo levados, e não tem como não ficar triste lendo essas páginas, fiquei com lágrimas nos olhos. O autor também mostra, ao mesmo tempo que muitas famílias de judeus foram escondidas em conventos, igrejas, hospitais católicos e dentro dos muros do Vaticano, tudo com a aprovação direta de Pio XII. O autor não esconde o fato de que certos membros do pessoal do Vaticano eram alemães e tinham simpatia fascistas, alguns até mesmo descaradamente anti-semita. Esta também é a história honesta dos fatos. Mas a direção e liderança que permitiu ao Vaticano se tornar um refúgio para os judeus em face da atrocidade alemã é a história real. E até agora, esta história não foi muito conhecida ou foi propositalmente suprimida por uma mitologia anti cristã.




A diagramação, revisão e tradução do livro estão excelentes, gostei das fotos de época, assim ilustra melhor os acontecimentos.

Recomendo a todos que se interessam por um período importante de nossa história.

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...