Blogger Widgets

[Resenha #386] PDM - Stephen Wallenfells @BertrandBrasil



Livro: PDM
Autor: Stephen Wallenfells
Editora: Bertrand
Número de páginas: 280
Skoob
Classificação: 4 estrelas
Compre: Submarino

PDM apresenta a história de dois adolescentes que lutam para escapar de um ataque alienígena. Alternando a narrativa entre a voz de Megs e a de Josh, o autor revela ao leitor o quanto a humanidade é capaz de lutar pela sobrevivência e como os seres humanos podem acabar se mostrando inimigos ainda mais perigosos do que os invasores desconhecidos.
Inicialmente pensado para ser volume único, o livro conquistou tantos admiradores ao redor do planeta que Wallenfels entregou há poucos meses a continuação. Segundo o próprio autor, o segundo vai chocar ainda mais os leitores. Hoje, PDM já passou de vinte edições lançadas.


Resenha:

"PDM" é uma emocionante história contada em capítulos alternados em primeira pessoa por dois personagens diferentes. A Terra foi invadida por alienígenas, e esferas gigantes, PDM, Pérolas da Morte, pairam no ar no início da manhã, e qualquer um que for pego na rua ou em um veículo durante esse tempo desaparece em um flash de luz. 



A história é narrada por Josh, de 16 anos e por Megs de 12 anos. Josh está em Washingtom, e fica preso dentro de casa com seu pai obsessivo-compulsivo e seu cachorro. Josh tem que lidar com o TOC do seu Pai e com a falta de comida, o que o coloca em algumas situações estressantes. E além disso, ele não tem idéia se sua mãe está viva.


Megs, está em Los Angeles, e se encontra sozinha em uma garagem de hotel dentro do carro. Ela e sua mãe estavam fugindo de um relacionamento abusivo. A mãe de Meg a deixa para ir numa entrevista de emprego, e adverte a menina para ficar no carro. Bandidos tomaram conta do hotel e Meg se esgueira em busca de comida, água, e qualquer outra coisa que ela pode usar para se manter viva enquanto se esconde.


Todos têm de encontrar uma maneira de sobreviver. Isso cria um mundo onde todo mundo está preso em sua própria bolha, fazendo o que pode para sobreviver.

Eu gostei que a história é sobre uma invasão alienígena, já que é um assunto que eu tenho interesse. Mas, apesar que uma parte da história seja sobre a invasão, o foco principal é a sobrevivência. O que eles têm de enfrentar e as decisões que tomam.

A escrita do autor é muito boa, com personagens bem desenvolvidos. Ele fez um ótimo trabalho com Josh e Megs, ambos tem vozes distintas, gostei da dupla narração. Josh surge como um garoto adolescente típico. No começo ele era indiferente, mas lentamente ele começa a ver a seriedade no que estava acontecendo ao seu redor e se tornou mais consciente. E gostei de como a relação dele com o pai tornou-se muito mais forte ao longo da história. E Megs foi uma grande personagem também, ela tem muita coragem e determinação, que é de se admirar. Eu achei difícil acreditar que ela tinha apenas 12 anos de idade.

Quantas coisas podem dar errado quando se isola seres humanos à mercê de alienígenas? O que descobrimos em cada capítulo é que o mal habita em muitos lugares e nem sempre se pode confiar no próprio semelhante. A decadência do que consideramos seguro, a perda gradual da civilização das pessoas, é algo aterrorizante.



A capa é bacana, e a diagramação e revisão estão ótimos!

Até o final do livro nenhuma explicação clara é oferecida para a invasão alienígena, mas há uma abundância de dicas que gerar especulação e espero que seja respondido no próximo livro. Uma leitura rápida e fácil que irá mantê-lo ligado. Definitivamente vale a pena ler.

1 comentários:

  1. Vi o livro a algum tempo atras mas não parei para ler a sinopse, gostei muito por ter uma invasão alienígenas mesmo que isso não seja o foco do livro. Dever ser bem interessante a narração porque os dois não estão perto então deve ser como presenciar os acontecimentos em dois lugares diferentes e acho que o comportamento das pessoas ao redor deve ser diferentes também.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...