Blogger Widgets

[Resenha #404] Flor Negra - Kim Young-ha @geracaobooks



Flor Negra
Autor: Kim Young-ha
Gênero: Romance
Págs: 312
ISBN: 9788581301969
Selo: Geração
Skoob
Classificação: 3 estrelas
Compre: Saraiva


Em abril de 1905, 1033 coreanos — ladrões e membros da realeza, sacerdotes e soldados, órfãos e famílias inteiras — embarcaram rumo ao México em busca de novas vidas. Ao chegar lá, foram obrigados a trabalhar como escravos e acabaram no fogo cruzado da violenta Revolução Mexicana.
Baseado em uma história real e esquecida da História, Kim Young-ha, um dos maiores expoentes da nova literatura oriental, constrói um épico poderoso e arrebatador, que reverbera através de continentes e oceanos e ergue uma verdadeira ponte entre o Ocidente e o Oriente.
“Flor Negra” é uma história sobre amores impossíveis, a ascensão e a queda de impérios e os riscos que envolvem a busca da liberdade.



“Flor Negra” começa em 1905, com o império coreano passando por um período crítico, e milhares de pessoas decidiram deixar sua terra natal, na esperança de ganhar a vida e algum dinheiro, trabalhando duro como agricultores no distante México. Poucos dos emigrantes sabe algo sobre sua nova casa, mas eles estão todos convencidos de que esta será uma mudança para melhor.




A verdade, porém, é que o novo começo não é tão maravilhoso como todos esperavam. Depois de semanas de atraso, o navio britânico Ilford com 1.033 coreanos deixa o porto de Jemulpo para o seu destino em Yucatán, no México. Depois de um cruzamento traumático no pacífico, os coreanos acabam no México apenas para descobrir que o seu futuro foi assinado. Quando eles finalmente chegam à península de Yucatán, eles são divididos como gado entre os proprietários das fazendas locais. Durante quatro anos, eles irão trabalhar nas fazendas como escravos. O México está longe de ser uma terra dos sonhos. Lá, é ferozmente quente e seco, e o trabalho é brutal e cruel - para a maioria, a esperança de voltar para casa um dia como uma pessoa rica não é senão um sonho impossível. 



A história é contada a partir de várias perspectivas, mas o principal narrador é lJeong, um jovem rapaz orfão, que se apaixona pela filha de um nobre. Este caso de amor, será separado pelas circunstâncias, e continua na maior parte do livro. E ele jura que vai reencontrá-la.



Enquanto uma obra de ficção, “Flor Negra” é baseado em fatos reais - esta emigração em massa realmente aconteceu. À medida que o império coreano estava em processo de ser desmantelado pelo Japão, um carregamento de coreanos partiu para o México, na esperança de ganhar fama e fortuna em um novo mundo. É esta história que Kim usa como trampolim para seu romance - a travessia, as fazendas e as lutas no México e na Guatemala.

A travessia de seis semanas é uma experiência terrível, mas o choque cultural realmente entra em ação uma vez que os coreanos chegam no México. Os imigrantes esperavam que seu trabalho fosse bastante parecido com o que eles faziam em sua terra natal, mas seu novo ambiente é bem diferente.

O autor cria um elenco de personagens bem desenvolvidos, com soldados, ladrões, um intérprete empreendedor, um padre apóstata, cada um dos quais vai desempenhar o seu papel na descoberta do país. No entanto, o foco principal é o órfão Ijeong e Yi Yeonsu, filha de um aristocrata, que logo se tornam atraídos um pelo outro.

A realidade é dura para os imigrantes, e eles sabem que a Coréia que eles conheciam não existir mais, e no Novo Mundo, todos eles vão ter de forjar novas vidas e identidades. Isto é especialmente verdadeiro quanto, logo após a sua partida, o seu país de origem, na verdade, deixa de existir. E eles ainda tem que passar pela Revolução Mexicana, um duro baque para eles. E alguns chegam a ter que fugir para a Guatemala.



A capa está lindíssima, e que trabalho gráfico mais lindo desse livro. A editora está de parabéns! Diagramação, revisão e tradução estão perfeitos!

Apreciei muito esse livro, pois não sabia nada da história coreana, e sobre os acontecimentos descritos no livro. Recomendo para quem aprecia história!

1 comentários:

  1. O livro parece ótimo, adoro quando tem várias perspectivas e quando é histórico, e além disso eu não conheço muito sobre a história dos imigrantes coreanos. Adorei seu blog e como acabei de começar o meu adoraria que você desse uma olhada, se quiser se inscrever, divulgar ou me dar alguma dica sobre como melhor eu vou adorar :)
    http://setimaondaliteraria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...