Blogger Widgets

[Resenha #426] O Condado de Citrus - John Brandon @galerarecord


O Condado de Citrus 
John Brandon
Editora: Galera Record
Ano: 2014                 
Nº de págs: 288
Gênero: Suspense
Skoob
Classificação: 3 estrelas
Compre: Saraiva


A Flórida do condado de Citrus não se parece em nada com aquelas imagens de televisão, com um clima convidativo, coqueiros e surfistas. Shelby Register, de quatorze anos, se muda para a cidade com cheiro de pântano com seu pai e irmã após a morte da mãe. Talvez a única coisa que a interesse seja o tal Toby McNurse, um delinquente sem cura que cumpre suas dezenas de detenções acumuladas. Já Toby não vê sentido na vida, nas paixões dos adultos, nas diversões dos amigos. Só sabe, em seu âmago, que está em seu destino fazer o mal. E ao observar as angelicais irmãs Register, sabe que o chamado de sua alma está prestes a ser atendido.



A história se passa no condado de Citrus, Florida, onde o clima e as pessoas da cidade parecem igualmente sufocantes. A história gira em torno de três personagens principais. Há Toby, de 15 anos, independente e um delinquente. Shelby, de 14 anos, uma menina de outro, brilhante e confiante até uma tragédia acontecer em sua vida. E há, o Sr. Hibma, um jovem professor insatisfeito com a sua vida e que dá aulas bem peculiares. Este é um livro em que não vale a pena saber mais por onde a história irá, já que nem a sinopse revela muito, então o fator surpresa é melhor recomendado para essa história. Essencialmente, trata-se da estranheza da mente humana.



Todo o romance é essencialmente o rescaldo das ações de Toby, como ele molda sua vida em torno dessas ações, como a vida de Shelby muda como resultado. É um romance surreal, que dá uma sensação quase voyerista ao leitor. A escrita do autor é poética, inovadora, fluída, há um mistério entre as linhas, e você pode sentir o calor e a umidade do lugar, sem que seja explicito. Você pode provar o suor, o desejo e o desespero. Cada capítulo atordoa com sagacidade, e passa um rolo compressor em cima do leitor. O autor certamente oferece uma visão de perto de seus personagens, cujas peculiaridades e segredos são sempre envolventes e, às vezes, embaraçosamente íntimos. 



A capa ficou muito boa, e todo o trabalho da editora ficou ótimo, desde a diagramação, revisão e tradução!

John Brandon escreveu um história bizarra e incomum do desejo adolescente, perda, a mente humana e em geral, a miséria cotidiana com uma realidade contundente. Este certamente não é um livro para qualquer um, eu mesma fiquei chocada com a história, pois quando eu li a sinopse, tive uma idéia completamente diferente do que se tratava a história e confesso que se soubesse não teria lido, pois não faz o meu gênero, mas como tem quem gosta, fica a dica, de uma história surreal e perturbadora.

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...