Blogger Widgets

[Resenha #432] Quase Casados - Jane Costello @editorarecord @janecostello



Título: Quase Casados
Autor(a): Jane Costello
Editora: Record
Número de Páginas: 416
Ano: 2014
Skoob

Classificação: 4 estrelas
Compre: Saraiva

Para Zoe Moore, o dia de seu casamento foi o mais marcante de sua vida. Ou melhor, o dia em que deveria ter se casado, mas em vez disso, foi largada no altar após sete anos de namoro. Arrasada e disposta a se recuperar, ela decide se mudar de Liverpool para os Estados Unidos e trabalhar como babá. Ao chegar em Boston, ela se depara com a esperta Ruby, prestes a completar 6 anos, o adorável Samuel, que acaba de fazer 3, e o pai deles, Ryan Miller. Seu novo chefe, além de fazer uma bagunça sem precedentes e de ter um mau humor imbatível, é incrivelmente bonito. Depois de um começo um tanto decepcionante, Zoe e Ryan começam a se entender, mas ela está prestes a descobrir que recomeços podem ser mais difíceis do que esperava.

Resenha:

Zoe Miller decide ir para os Estados Unidos para ser uma babá depois de ter sido abandonada no altar por seu noivo Jason. Ela está devastada, mas pronta para seguir em frente depois de meses de silêncio e nenhuma explicação dele.

Zoe consegue um emprego de babá de uma família rica em Boston, chegando lá ela acha que R. Miller é uma mulher, mas acaba por ser um viúvo chamado Ryan. As crianças, Ruby e Samuel, adoram Zoe imediatamente, mas Ryan irá levar mais tempo. Ryan é considerado arrogante, taciturno, melancólico e totalmente lindo, mas um pesadelo para se conviver. Será que ambos Zoe e Ryan irão superar seus traumas e irão encontrar a felicidade?


Claro que minha personagem favorita foi a Zoe, ela me fez rir em voz alta. Você irá em uma montanha-russa de risos e lágrimas com ela. O Livro é escrito a partir da perspectiva de Zoe. O leitor segue não só as ideias, mas também percebe a sua evolução de impetuosa para uma jovem confiante.

Ryan é outro personagem que eu amei. Embora no início do livro, ele surge como um mau pai, e como uma pessoa ruim, é fácil ver que isso é apenas porque ele ainda está de luto por sua esposa. Eu amei a maneira que a relação entre Ryan e Zoe progrediu através da história, como cada um deles entraram em acordo com a sua própria dor e tristeza antes que eles pudessem seguir em frente com suas vidas. A autora oferece também ao leitor um grande elenco de personagens coadjuvantes. Trudie, Amber e Felicity, as outras babás britânicas que vivem na área, dão à Zoe um sentimento de pertença, quando ela se muda para um novo país, e todas elas rapidamente se tornam boas amigas. Elas apoiam-se mutuamente através de todos os problemas em suas vidas pessoais e profissionais, bem como proporcionam muitas risadas ao longo do caminho. O único personagem que eu não gostei foi Jason, o homem que deixou Zoe no altar. Ele surge como covarde e egoísta, ele merecia um tapa bem dado.

Embora ainda existam muitos momentos engraçados na escrita da autora, ela também cobriu alguns assuntos mais sérios, como morte e luto, a traição, entre outros. Isso acrescentou uma nova profundidade à escrita e eu acho que foi o equilíbrio entre esses temas dolorosos e o sentimento de esperança que vem do outro lado da história que me fez adorar este livro.


Uma capa belíssima, a editora está de parabéns pelo excelente trabalho! A diagramação, revisão e tradução também estão perfeitos!

Em suma, é uma história cheia de personagens simpáticos, espirituosos, engraçados e cheios de amor. A escrita em um estilo leve, com um grande número de capítulos curtos, o que torna a leitura rápida e prazerosa. Fãs de Sophie Kinsella irão apreciar esse livro! Recomendo esse chick lit delicioso!

1 comentários:

  1. Amo chick lit e esse parece ser ótimo, romântico e bem divertido, estou doida pra ler!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...