Blogger Widgets

[Resenha #510] O Assassinato do Arquiduque - Greg King, Sue Woolmans @grupopensamento


O Assassinato do Arquiduque
O romance que mudou a história do mundo e deu início à Primeira Guerra Mundial.
Greg King e Sue Woolmans
ISBN: 9788531612770
Ano: 2014
Páginas: 400
Editora: Cultrix
Skoob
Classificação: 5 estrelas
Compre: Saraiva


No verão de 1914, três grandes impérios dominavam a Europa: Alemanha, Rússia e Áustria-Hungria. Quatro anos depois, todos haviam desaparecido no caos da Primeira Guerra Mundial. Um acontecimento precipitou o conflito e por trás dele havia uma trágica história romântica. Quando o herdeiro do trono austríaco, o arquiduque Francisco Fernando, casou-se por amor contra a vontade do imperador, ele e sua esposa, Sofia, passaram a ser hostilizados e evitados. Os projéteis disparados em Sarajevo não apenas puseram fim à sua história de amor, como também levaram à guerra e desencadearam outros conflitos nas décadas seguintes. Num brilhante cenário de luxo e ostentação, O Assassinato do Arquiduque combina histórias da realeza europeia, romance comovente e crime político num palpitante retrato do fim de uma era. Cem anos depois, esta obra desvenda a surpreendente verdade por trás dos assassinatos - inclusive a cumplicidade da Sérvia - e passa em revista boatos de conspiração e negligência oficial. O incidente de Sarajevo condenou os filhos do casal a vidas marcadas por perdas, exílio e horrores nos campos de concentração nazistas, entre outras consequências terríveis provocadas pela morte dos pais. Desafiando mitos acumulados em livros e filmes sobre o tema ao longo de um século, O Assassinato do Arquiduque se apresenta como uma história de amor profundamente humana, destruída pelo crime, pela revolução e pela guerra.



Em 28 de junho de 1914, o arquiduque Francisco Fernando, herdeiro do trono dos Habsburgos, e sua esposa Sofia, foram assassinados por Gavrilo Princip, um nacionalista sérvio, em Sarajevo. A tragédia provocou a Primeira Guerra Mundial, e ainda Francisco Fernando e Sofia têm sido relegados a notas de rodapé na história. Greg King e Sue Woolmans trouxeram a sua história, e seu romance, de volta aos holofotes. Eles pintam um retrato íntimo do casal real e enigmático, e descrevem um registro direto sobre os mitos que ainda cercam o arquiduque e sua esposa.


Para os autores, não foi uma tarefa fácil escrever esse livro. O filho mais velho do casal destruiu a maior parte de sua correspondência, e ninguém, nem mesmo seus herdeiros, sabiam importantes detalhes pessoais tais como, por exemplo, quando exatamente e como Francisco Fernando conheceu sua esposa. Os autores tiveram que se basear principalmente na correspondência diplomática, reportagens de jornais e cartas escritas por parentes do arquiduque, que não gostavam de Sofia.


O romance entre o herdeiro do trono Haspburg e uma dama de companhia de uma antiga família aristocrática escandalizou a corte. Sofia, não tinha uma gota de sangue real nas veias, assim, não foi considerada uma noiva adequada para um Haspburg. Na época, um casal tinha que ter a mesma posição, e não era bem aceito a união com alguém de condição inferior. Mas, Francisco Fernando não se importava. Ele deixou claro que ele não iria se casar com outra pessoa e, no final, o imperador a contragosto deu seu consentimento para a união. Porém, eles só foram autorizados a ter um casamento morganático, o que significa que Sofia não iria compartilhar a classificação do seu marido e seus filhos seriam excluídos da linha de sucessão. Assim, Sofia teve que manter sua posição inferior, e com isso sua vida era um tormento só. Ela tinha que entrar por último em qualquer lugar, sendo que seu marido entrava primeiro e sozinho, não podia nunca estar ao seu lado, ou acompanha-la, ou sentar ao seu lado. Sofia também era constantemente humilhada pelos Haspburgs, mas ela nunca mostrou qualquer ressentimento, o que mostra que ela foi uma verdadeira heroína, uma mulher extremamente forte. O marido, porém, ficou furioso com este comportamento terrível e era trabalho de Sophie acalmá-lo. Como resultado, o casal, que era muito dedicado a seus três filhos, passou a maior parte de seu tempo em casa. E quando a visita a Sarajevo foi anunciada, Sofia, sabendo muito bem o risco que seu marido corria, insistiu em ir com ele, dizendo que seu lugar era estar ao seu lado. Mas, o inevitável ocorreu, eles foram assassinatos e estourou a Primeira Guerra Mundial.



Os autores apontaram os muitos erros, oportunidades perdidas e as péssimas medidas de segurança que levaram à morte do casal, e examinam as várias teorias e interpretações sobre o trágico acontecimento. Eles também humanizaram Francisco Fernando, muitas vezes retratado como um reacionário frio, o arquiduque era na verdade muito reservado, e ele desejava, uma vez no trono, transformar a dupla monarquia em uma federação de estados iguais, acreditando que essa era a única maneira de fazer o grande império, que governou sobre diferentes grupos étnicos ansiosos pela independência, sobreviver. Sofia foi acusada de ser uma alpinista social gananciosa, mas, o que ela era realmente, era uma mãe dedicada e esposa amorosa.


As histórias de seus três filhos, são tão trágicas, se não mais, que sua própria história. Expulsos de sua casa pelo governo tcheco republicano, que se refugiaram em Viena. Seus filhos eram conhecidos por sua oposição ao regime nazista, e assim foram enviados para campos de concentração, onde passaram vários anos de suas vidas.


A capa é simples, mas bonita, com muitas fotos, uma ótima diagramação, assim como a tradução e revisão.


Este é um daqueles raros livros que quando eu terminei de ler, me fizeram sentir triste que ele chegou ao fim. As descrições vívidas e requintadas de suas vidas por parte dos autores me fizeram reviver as aspirações, as agonias e as dores da família e seus descendentes. Sendo esta uma história tão triste, é difícil não se emocionar e não derramar uma ou outra lágrima. Pode-se ver o quando esse livro foi bem escrito, e muito bem pesquisado. O livro fornece informações valiosas sobre a vida pessoal e política do arquiduque e sua esposa, e fala sobre os mitos que ainda cercam sua história e examina as diferentes teorias sobre seu assassinato. Também nos fazendo ver sob uma nova perpectiva, a história trágica desse casal, e como sua morte mudou a história e a forma do nosso mundo hoje. Altamente recomendado.

2 comentários:

  1. Nossa Mi, fiquei muito curiosa em ler o livro. Espero gostar tanto quanto você da trama

    Beijos
    www.amorliterario.com

    ResponderExcluir
  2. Ótima resenha, fiquei muito interessada nesse livro, com certeza será uma de minhas próximas leituras :DDD

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...