Blogger Widgets

[Resenha #524] O Primeiro Dia – Marc Levy @Suma_BR



O Primeiro Dia
Marc Levy
ISBN: 9788581050980
Ano: 2012 
Páginas: 368
Idioma: português
Editora: Suma de Letras
Skoob
Classificação: 5 estrelas
Compre: Submarino


O Primeiro Dia - Ambiciosa e apaixonada, a arqueóloga Keira comanda uma escavação no Vale de Omo, na Etiópia – e, quando uma tempestade de areia destrói o local, se vê obrigada a retornar à Europa. Mas traz consigo um estranho pingente, que recebeu das mãos de um menino etíope. Em Londres, disputando uma bolsa de pesquisa, seus caminhos se cruzam com o de Adrian, um renomado astrônomo – e seu ex-caso, de muitos anos atrás. Numa visita ao apartamento dele, ela esquece lá o pingente, acendendo em Adrian tanto o interesse científico pela origem do artefato quanto o amoroso por sua dona. Logo se tornará claro para o casal que eles não são os únicos interessados no pingente, e que há gente disposta a tudo para consegui-lo. Keira e Adrian partem numa viagem que os levará a vários continentes, seguindo mapas traçados a partir das estrelas e pistas enterradas no solo. E sua meta é achar a resposta para perguntas que intrigam a todos desde o início dos tempos.




Olá leitores!

O Primeiro Dia, do autor Marc, é uma obra fantástica. Sabe aqueles filmes de caçadores de relíquias perdidas? Pois é, a trama desse livro – se o fizerem - será um ótimo filme. Eu sempre tive muito apreço por eles, nunca havia lido um livro que retratasse o assunto. E foi uma completa surpresa ler a obra, porque a escrita dele é instigante.


A trama nos apresenta Keira, uma Arqueóloga destemida que busca o fóssil do primeiro humano a andar sobre a terra. Será essa descoberta possível?

Adrian é um Astrônomo que dedicou sua vida a descobrir a todo custo à primeira estrela a brilhar no céu. A mãe de todas as estrelas.
Eles se conheceram na faculdade, Adrian era professor e Keira fingiu ser sua aluna e o affair começou numa prova que ela simulou “colar”, pode isso produção? Hahahaha. Daí as coisas se mesclaram e eles achavam que suas buscas se diferiam estavam mais unidas do que pensavam. Duas pessoas, duas profissões e buscas distintas que os levariam a descobertas que jamais imaginavam.


Quando Keira estava no comando de uma escavação em Omo na Etiópia, quando um garoto lhe presenteou com um estranho pingente. Para ela era apenas um objeto qualquer, mas quando voltou para casa, após uma tempestade de areia destruir todo seu trabalho, e sem perspectiva de um recomeço por falta de verbas, ela conhece Ivory, um professor aposentando que demonstrou grande interesse em seu pingente.

Keira fica sem rumo e sua irmã mais velha, Jeanne faz sua inscrição para concorrer a uma bolsa de pesquisa e durante essa apresentação em Londres ela reencontra Adrian. E aquela velha paixão reacende, o que pode nos render bons suspiros.


Após “esquecer” o misterioso pingente na casa de Adrian, Keira volta à Etiópia, mas novamente suas buscas vão para o buraco e ela precisa fugir do país. Para saberem os acontecimentos dessa fuga, vocês necessitam ler a obra – risos!

Desde que a notícia sobre o artefato que Keira carregava no pescoço ganhou o mundo, sua vida não foi mais a mesma. Aconteceram muitos fatos misteriosos e eles demoraram a perceber que não eram somente eles que procuravam descobrir quantos anos têm o objeto e também porque os raios tem grande efeito sobre ele.


Agora apenas digo que se ficaram curiosos é melhor que leiam a obra, pois paro por aqui – risos! 


Sobre a diagramação do livro tenho apenas que parabenizar a editora, pois o achei perfeito. O que tenho a ressaltar é sobre a capa que não me revelou muito sobre o que seria a trama, sempre achei que fosse sobre uma guerra – risos! E também quase no final a história fica um pouco chata por causa das descrições, mas nada que lhe faça odiar o autor nem a narrativa.

No mais, recomendo a leitura e antes que esqueça o finalzinho do livro me emocionou muito, por isso logo lerei A Primeira Noite. 


Resenha feita especialmente para o blog Lost Girly Girl por Fernanda do blog Amor Literário e Colaboradora do blog Lost Girly Girl

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...