Blogger Widgets

[Resenha #529] Um Lugar no Coração - Amy Hatvany @Verus_Editora @AmyHatvany


Um Lugar no Coração
Amy Hatvany
ISBN: 9788576863526
Ano: 2015
Páginas: 364
Editora: Verus
Skoob
Classificação: 4 estrelas
Compre: Amazon


Um Lugar no Coração - Grace nunca quis ser mãe. Mas, quando ela conhece Victor, um homem bonito, carismático, separado e pai dos adolescentes Max e Ava, decide que pode aprender a ser uma ótima madrasta. Afinal, as crianças moram com a mãe, Kelli. Não pode ser tão difícil assim, certo?
Aos treze anos, Ava é bastante madura para a idade. Desde o divórcio de seus pais, ela cuida da mãe emocionalmente instável e do irmão mais novo. E, apesar de não ter nada contra a namorada de seu pai, Ava ainda tem esperança de que os pais voltem a ficar juntos e sejam novamente uma família. Mas, poucos dias depois de Victor e Grace ficarem noivos, Kelli morre em circunstâncias misteriosas — e segredos assombrosos de sua vida são revelados. Narrado por Grace e Ava no presente, com flashbacks do passado conturbado de Kelli, Um lugar no coração é um retrato comovente e apaixonante de feminilidade, amor e dos desafios e alegrias da vida em família.



O livro começa com uma morte. Grace, uma das protagonistas do livro, está no trabalho quando ela descobre que a ex-mulher de seu namorado Victor, Kelli, morreu. Grace nunca havia se imaginado como uma mãe, na verdade, ela havia decidido que não queria filhos, mas agora com a morte de Kelli, ela tem que ajudar Victor em seu novo papel como um pai em tempo integral.



Grace tem 36 anos de idade, e realmente nunca teve o desejo de ser mãe. Ela estava muito feliz com sua carreira e sua vida do jeito que era. E quando ela conheceu Victor, dono de um restaurante, se apaixona por ele, mas só depois descobre que ele tem dois filhos, Ava e Max, que viviam com a mãe, e no momento, ela realmente não pensou muito sobre isso. Eles ficavam com a mãe na maior parte do tempo e Grace sempre ficava fora do caminho, quando as crianças estavam passando tempo com seu pai. Mas, com a morte repentina e sob circunstâncias questionáveis, ela se vê tendo que ser mãe, e sua vida vira de cabeça pra baixo.


Victor e Kelli se divorciaram quando Ava estava por volta dos 10 anos e desde então, Ava passou muito de seu tempo ajudando a mãe a cuidar de Max e lidar com as crises de depressão da mãe. Quando Kelli morre, Ava começa a agir diferente, e Grace se pergunta qual é o segredo obscuro que Kelli tinha que causou tanta tristeza em Ava.

Morte, divórcio, e os problemas entre pais e filhos são apenas algumas das questões difíceis que este livro aborda. Os personagens são complexos e incrivelmente realistas, o que tornou a leitura prazerosa e foi muito fácil se relacionar com os personagens. Da maneira como foi escrito, o leitor é capaz de sentir todo o stress que Grace teve que encarar em seu trabalho, na sua vida amorosa, e nas suas novas responsabilidades como uma figura materna. Da mesma forma, podemos sentir toda a frustração de Ava.


Ava é definitivamente uma personagem difícil, mas sabemos o motivo. Ela é uma adolescente que não só testemunhou a dissolução do casamento de seus pais, mas assumiu o papel de cuidadora de sua mãe e irmão mais novo, em sua própria casa porque sua mãe foi se afundando tão profundamente na depressão. Assim, Ava se viu responsável por sua mãe, e se sentiu culpada por não ter conseguido salvá-la. A autora capta lindamente, as explosões de impulsividade e hostilidade de Ava. É muito para uma adolescente ter que lidar, por isso é fácil ver por que Ava tinha tantas frustrações. E a curiosidade de Ava sobre o passado secreto de sua mãe é uma maneira de se conectar com ela, agora que ela se foi.

Uma das minhas coisas favoritas sobre este livro foi a forma como os capítulos foram se alternando entre pontos de vista. Grace, Ava e Kelli foram cada uma capaz de contar suas próprias histórias com a sua própria voz e estilo únicos, e mostraram como todas as suas histórias se entrelaçam. Os capítulos de Kelli, que são contadas como flashbacks, lentamente revelam o segredo de infância que a assombrava ao longo de sua vida. No momento em que eu descobri que Kelli tinha um segredo, eu desesperadamente queria saber o que era. Esse segredo realmente me manteve na leitura até o final.


Eu realmente gostei dessa história, apesar de a maior parte do livro tratar de situações difíceis da vida real, também houve momentos de humor. Este livro poderia facilmente ter se transformado em um romance deprimente, mas os pequenos momentos engraçados espalhados por toda a história fez o drama menos esmagador, mas ainda assim mantendo as coisas realistas. Assim, realmente gostei dos momentos alegres que ajudaram a mostrar como a família estava se curando da perda de Kelli sem tirar o foco dos temas principais da história.


A capa é simples, mas bonita. A diagramação está perfeita, assim como a tradução e revisão.

"Um Lugar no Coração" é uma mistura perfeita e realista de humor e drama. Foi uma bela leitura que conseguiu ser delicada e corajosa ao mesmo tempo, mostrando como você pode superar os problemas com a ajuda da família. Assim, se você está à procura de uma história com personagens fortes, especialmente um que lida com questões difíceis, a história de Amy Hatvany é sempre uma ótima escolha. Ela lida com questões difíceis e realidades confusas da vida, recusando-se a dar respostas fáceis para os leitores. Leia esta história instigante!

1 comentários:

  1. Oi Mi!
    Não conhecia o livro ainda e gostei bastante de sua resenha. Ler sobre adolescente é mesmo complicado e também uma leitura cheia de aventuras, intrigas e reconciliação. Fiquei curiosa para conhecer a obra e espero gostar assim como você mesmo ele não ganhando todas as estrelinhas.

    Beijos
    www.amorliterario.com

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...