Blogger Widgets

[Resenha #569] Dois Garotos se Beijando - David Levithan @galerarecord


Dois Garotos se Beijando
David Levithan
ISBN-13: 9788501102096
ISBN-10: 8501102091
Ano: 2015
Páginas: 224
Editora: Galera Record
Skoob
Classificação: 4 estrelas
Compre: Submarino

Baseado em fatos reais e em parte narrado por uma geração que morreu em decorrência da Aids, o livro segue os passos de Harry e Craig, dois jovens de 17 anos que estão prestes a participar de um desafio: 32 horas se beijando para figurar no Livro dos Recordes. Enquanto tentam cumprir sua meta — e quebrar alguns tabus —, os dois chamam a atenção de outros jovens que também precisam lidar com questões universais como amor, identidade e a sensação de pertencer.


Olá leitores!

Hoje apresentarei a resenha de Dois Garotos se Beijando do autor David Levithan. É a primeira vez que leio algo do escritor e confesso que foi uma completa surpresa, pois esperava algo diferente do que aconteceu no decorrer da leitura.



Em Dois Garotos se Beijando, conhecemos Harry e Craig, amigos e ex-namorados, buscam não somente serem aceitos pela sociedade, mas também entrar para o Guinness Books, com o maior beijo de todos os tempos. Eles querem se beijar por 32 horas. Loucura gente!? Pois é, 32 horas e com certeza os nervos ficarão doloridos – risos! 



Além do mais, um dos garotos nunca contou aos pais que é gay, não posso citar qual deles, pois seria um spoiler =D. A descoberta, de forma tão pública, pode não ser tão boa, afinal de contas, quase nunca é fácil para os pais e familiares aceitarem a vida sexual dos filhos tão jovens e ainda por cima, gays. 



A reação dos pais foi muito aguardada por mim e confesso que achei tão real e assustadora o modo a como o autor abordou a situação. Mas o choque inicial sempre passa e logo a compreensão aparece. Para saber como termina, você precisaram embarcar na leitura. 



O livro foi baseado em um ato real de dois garotos que se beijaram por 32 horas, e, não fiquei surpresa por saber que não é apenas ficção, mas uma trama baseada em fatos reais. 



A trama não narra apenas à vida de Harry e Craig, conhecemos outros garotos e seus dramas, muitos deles existenciais, e claro os grandes problemas de aceitação familiar. Muitos são aceitos logo, no entanto, outros sofrem com a rejeição e o preconceito, pois boa parte da sociedade, além de não aceitar não respeita à condição do outro. 




A capa é bonita! Diagramação, revisão e tradução estão boas.


Indico o livro para quem aprecia essa nova fase da literatura, onde alguns autores já se arriscam no mundo da literatura homossexual e fazem sucesso, apesar de o tema ser polêmico para muitos. Sabemos também, que a vida segue e o ser humano precisa evoluir em todos os quesitos sociais, não estou aqui dizendo que precisamos concordar com tudo, apenas que precisamos respeitar a todos, pois respeito gera respeito.



Resenha feita especialmente para o Lost Girly Girl
                                por Fernanda do
Amor Literário e Colaboradora do Lost Girly Girl

9 comentários:

  1. Confesso que o titulo me chamou atenção para a resenha. Além da questão deles serem gays, ainda querem quebrar um record, 32h se beijando não deve ser uma tarefa fácil.Não teria problema em ler algo assim. A arte gráfica do livro me parece bem trabalhada.
    Parabéns pela resenha!

    :)

    ResponderExcluir
  2. Um tema bastante atual onde dois jovens que, além de serem gays ainda tem a tarefa de passar mais de 32 horas se beijando para quebrar um record. Só isso já me deixa curiosa para ler o livro. Os temas homos dividem opiniões, mas não teria problema nenhum em ler.

    ResponderExcluir
  3. Adoro os livros do David Levithan, a escrita dele é surpreendente. Suas resenhas são incríveis Michele e esse livro trata de um tema bem atual e que hora sim, hora não é discutido na mídia. Fiquei espantado ao saber que o livro é baseado em fatos reais, mas, a arte imita a vida não?

    ResponderExcluir
  4. Sou louca para ler esse livro, só vejo pessoas falando bem dele. O mais interessante é que o livro fala sobre a aceitação da família e o drama que eles passam. Estou muito interessada para lê-lo. Abraços!

    ResponderExcluir
  5. O livro tem o poder de te entreter e ao mesmo tempo te fazer pensar. Passei horas após virar a última página pensando em tudo que aconteceu e o quão real isso é. Mesmo agora, um dia depois, ainda estou emocionado e tentando entender o mundo e querendo ajudar a transformá-lo. Com certeza recomendo para vocês.

    ResponderExcluir
  6. Estou doida pra ler esse livro, gosto muito da escrita do David Levithan, é ótima, curto a literatura homossexual, a história parece ser bem emocionante e essa resenha me deixou ainda mais interessada em conferi essa história.

    ResponderExcluir
  7. Gosto muito do jeito de escrever de David Levithan desde todo dia e depois com Will e Will. E gosto quando os autores se arriscam num tema tão polêmico como esse!!! E a história do guiness parece bem interessante!!! Enfim quero muiito ler! Parabéns pela ótima resenha!

    ResponderExcluir
  8. Apesar do tema polemico eu gosto de conhecer as pessoas e suas aventuras nesse mundo, não tenho preconceito de forma nenhuma e acredito em toda forma de amor, legal ser baseada numa historia real, vou gostar muito mais.

    ResponderExcluir
  9. Nunca imaginei que gostaria de um livro com tal temática, mais após, ganhar o Will e Will vi que não é necessário preconceito, afinal é apenas um romance como qualquer outro. Tenho vontade de ler Dois Garotos se Beijando porque foi muito legal ler a escrita de David Levithan, ele é muito cômico.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...