Blogger Widgets

[Resenha #573] O Dom - Robert Ovies @Verus_Editora


O Dom
Robert Ovies
ISBN-13: 9788576862796
ISBN-10: 8576862794
Ano: 2015
Páginas: 336
Editora: Verus
Skoob
Classificação: 4 estrelas
Compre: Submarino


Quando C. J. Walker, um garoto de nove anos, encosta no braço da amiga de sua mãe no velório e sussurra o desejo de que ela não estivesse morta, só está tentando fazer a coisa certa. Mas, no momento em que a mulher desperta, a tempestade que se segue não pode ser contida. Pessoas aterrorizadas, dentro e fora das fronteiras da cidade, exigem saber quantos de seus entes queridos podem ter sido enterrados vivos pelo mesmo agente funerário, ou por qualquer outro. Porém a prova de que C. J. Walker pode realmente despertar os mortos é filmada em segredo e então veiculada publicamente. Em uma única manhã, a mãe de C. J., Lynn, vê sua casa se tornar uma fortaleza e seu filho, um alvo. Indivíduos de luto, desesperados para que a morte abandone seus entes queridos; representantes da mídia e de organizações médicas e científicas; influentes líderes religiosos e poderosas agências governamentais, todos mexem seus pauzinhos para ganhar uma posição de vantagem e influência e obter o máximo controle sobre o dom mais poderoso de que já se teve notícia. Em meio à confusão, Lynn e seu ex-marido, Joe, lutam para encontrar uma maneira de escapar com C. J., para mantê-lo em segurança e de alguma forma tornar possível que ele tenha uma vida normal novamente. Mas para isso eles precisam agir rápido, antes que o garoto seja levado por algum dos vários interessados em seu poder. O DOM é um livro ágil e alucinante, que lida com questões sobre morte, vida, amor, ética e fé.



Esta é a história de um menino de nove anos chamado C.J. Walker, que tem o poder de curar aqueles que estão doentes e trazer de volta à vida aqueles que estão mortos. Como você provavelmente pode imaginar, essa capacidade desencadeia uma série de eventos, jogando todos para uma corrida desenfreada e cada um com suas segundas intenções.


Tudo começa quando a mãe de C.J. Walker o leva ao velório da sua amiga Marion Klein. C.J. é um dos últimos a pagar seus respeitos a falecida. Ele toca o corpo e diz: "Fique Bem, Sra. Klein.", após isso a falecida se levanta, e todos ficam aterrorizados e correm, o padre chama o resgate, e logo a impressa descobre a história. As pessoas começam a questionar se foi um milagre ou tentativa de homicídio. Alguns familiares se perguntam se seus entes queridos que foram velados pela agência funerária estavam realmente mortos.


Depois do choque inicial de ver o que aconteceu na TV, o menino de nove anos de idade, diz a sua mãe Lynn que ele trouxe a Sra. Klein de volta dos mortos. Naturalmente, a mãe é cética, e eles vão conversar com o padre que ajudou no velório, e na tentativa de mostrar que o menino não tem poder, o contrário acontece quando ele cura duas mulheres com câncer. Acaba vazando a notícia na impressa que C.J. é capaz de operar milagre e tudo vira um caos.


Pessoas de todo o mundo quer que C.J. cure os seus familiares doentes e traga de volta seus entes queridos que já faleceram. Um padre local começa a duvidar de si mesmo, sua crença em milagres, e o plano de Deus para sua vida. O Cardeal quer levá-lo para longe para o Vaticano para a sua proteção, mas não antes de tentar conquistar suas próprios segundas intenções. Repórteres querem ser os primeiros a compartilhar esta história milagrosa. Os funcionários do governo o querem ter em suas mãos para estudar e usar seu poder. Até o pai de C.J., Joe, quer ganhar dinheiro com nova habilidade de seu filho. Enquanto que a mãe quer preservar a inocência, e o bem-estar de seu único filho. Com multidões se reunindo na frente de sua casa exigindo um milagre, levar uma vida normal se torna cada vez mais difícil de se ter. Assim, os pais de C.J. terão que se unir para descobrir uma forma de proteger seu filho, independentemente de seu dom.


O autor Robert Ovies leva o leitor para dentro das mentes dos personagens, e ficamos sabendo os seus motivos, alguns dos quais são tão equivocados em seu desejo de controlar esse poder que eles usam manipulação e violência.


A escrita do autor é muito descritiva, e isso nos permite imaginar totalmente os acontecimentos à medida que se desenrola a história. O começo é um pouco lento, mas depois você se pega preso a trama até chegar ao final chocante, mas ao mesmo tempo edificante e satisfatório.


Achei a capa muito simples, mas bonita. A diagramação, revisão e tradução estão ótimos.

"O Dom" é um thriller excelente, foi muito bem escrito, é envolvente e cativante. Ao longo do livro, eu realmente senti muitas emoções, raiva, tristeza e compaixão. Meu sangue ferveu quando alguns personagens tentaram tirar proveito das habilidades de C.J. E pude entender o desejo da mãe de proteger seu filho, e o seu desejo que ele leve uma vida normal. Um livro com muitas reflexões sobre fé, amor, ganância, ética, morte e vida. Recomendo!

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...