Blogger Widgets

[Resenha #583] Ela Não É Invisível - Marcus Sedgwick @galerarecord @marcussedgwick


Ela Não É Invisível
Marcus Sedgwick
ISBN-13: 9788501104564
ISBN-10: 8501104566
Ano: 2015
Páginas: 256
Editora: Galera Record
Skoob
Classificação: 4 estrelas
Compre: Submarino


Laureth é uma adolescente cega de 16 anos, e seu pai é um autor conhecido por escrever livros divertidos. De uns tempos pra cá, ele trabalha em uma obra sobre coincidências, mas nunca consegue termina-la. Sua esposa acha que ele está obcecado e prestes a ter um ataque de nervos. Laureth sabe que o casamento dos pais vai de mal a pior quando, de repente, seu pai desaparece em uma viagem para a Áustria e seu caderno de anotações é encontrado misteriosamente em Nova York.
Convencida de que algo muito errado está acontecendo, ela toma uma decisão impulsiva e perigosa: rouba o cartão de crédito da mãe, sequestra o irmão mais novo e entra em um avião rumo a Nova York para procurar o pai. Mas a cidade grande guarda muitos perigos para uma jovem cega e seu irmãozinho de 7 anos.




Laureth Peak e seu irmão Benjamin de sete anos estão no movimentado aeroporto de Heathrow tentando embarcar em um avião para Nova York. O que parece simples, não é para Laureth. Aos dezesseis anos, ela é cega e deve contar com seu irmão mais novo para liderar o caminho. Seu pai sempre a ensinou a ver padrões, conexões e descobrir respostas para quebra-cabeças, mas agora isso não a está ajudando a descobrir por que seu pai foi para Nova York se ele disse que ia para a Suiça? Ele não atende o telefone, simplesmente sumiu. Para obter respostas, Laureth precisa ir atrás de qualquer pista que aparecer.


 
"...não estou triste por ser assim. Não me importo em ser cega. O que me incomoda são as pessoas me tratando como se eu fosse idiota."

O pai de Laureth é um escritor renomado de livros humorísticos, mas após tentar sem sucesso outro tipo de escrita, ele fica obcecado por escrever um livro sobre coincidências e nisso ele parte para a Suiça para fazer pesquisas. Deixando sua filha responsável por responder seus emails. Ela recebe um email de um cara chamado Michael que diz ter encontrado um caderno de rascunhos de seu pai em Nova York. Primeiramente, ela tenta entrar em contato com seu pai, quando não consegue ela então toma a decisão de roubar o cartão de créditos da mãe, que não está nem aí com o sumiço dele, pois o casamento deles estava indo de mal a pior, ficou assim devido a obsessão do marido pelo novo livro, e toma a decisão de ir atrás de seu pai. Ela se aproveita que a mãe não vai esta em casa, devido a uma viagem para visitar a sua irmã, e assim ela e o irmão irão atrás de pistas, sempre correndo contra o tempo, para que sua mãe não se dê conta de seu sumiço.



"Por que às vezes nos esquecemos do quanto amamos uma pessoa, até que a perdemos? Por que somo tão idiotas? Não deveríamos sempre lembrar que as pessoas que amamos são mais importantes que qualquer outra coisa?"

O livro brilhantemente destaca as dificuldades diárias que uma pessoa cega enfrenta e você vai ganhar um enorme respeito pela coragem de Laureth, e como ela se esforça para levar uma vida normal, apesar de sua deficiência. Laureth não sente pena de si mesma, afinal, ela diz, ela não pode perder o que ela nunca experimentou. E ela é rápida para dissipar todos os mitos sobre pessoas cegas. Ela tem suas habilidades, e seu irmão mais novo tem as suas, e eles complementam um ao outro. 


A história é contada em uma narrativa não linear, e a narração do ponto de vista de Laureth consegue ser rica e detalhada, sem depender de descrições visuais. O livro também é intercalada com trechos do caderno do pai de Laureth e sua pesquisa sobre o tema coincidência. Isso permitem à Laureth se conectar profundamente com seu pai e tentar entender onde ele está. A história em si é preenchida com inúmeras coincidências e encontros casuais, os quais trabalham em conjunto para ajudar Laureth e Benjamin em sua busca para encontrar seu pai.


O autor fez um excelente trabalho de integração da deficiência de Laureth na história, explorando as ramificações de ser cego em um mundo voltado para pessoas que enxergam, e o autor não deixou que a cegueira de Laureth assumisse a narrativa e nem criou a personagem para se ter piedade, pelo contrário, ela é uma personagem para se ter inspiração. O autor mostrou ao leitor que mesmo quando as pessoas são diferentes ou deficientes, elas não são diferentes no interior e que também não é uma desculpa para se intimidar.


A capa é muito linda, e todo trabalho da editora ficou ótimo. A diagramação, revisão e tradução estão ótimos.

"Ela Não É Invisível" é um livro muito bem escrito, de modo que a história te suga para dentro do livro. Além de ser um livro jovem adulto, ele também é um thriller, tem mistério, suspense e emoção. E também é apenas uma história de um irmão e uma irmã tentando encontrar seu caminho no mundo. Juntamente com a narrativa emocionante há passagens fascinantes sobre coincidência. Embarque nessa aventura e venha conhecer essa história. Recomendo!

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...