Blogger Widgets

[Resenha #586] Por Lugares Incríveis - Jennifer Niven @editoraseguinte @jenniferniven


Por Lugares Incríveis
Jennifer Niven
ISBN-13: 9788565765572
ISBN-10: 8565765571
Ano: 2015
Páginas: 336
Editora: Seguinte
Skoob
Classificação: 5 estrelas
Compre: Submarino


Dois jovens prestes a escolher a morte despertam um no outro a vontade de viver.
Violet Markey tinha uma vida perfeita, mas todos os seus planos deixam de fazer sentido quando ela e a irmã sofrem um acidente de carro e apenas Violet sobrevive. Sentindo-se culpada pelo que aconteceu, Violet se afasta de todos e tenta descobrir como seguir em frente. Theodore Finch é o esquisito da escola, perseguido pelos valentões e obrigado a lidar com longos períodos de depressão, o pai violento e a apatia do resto da família.
Enquanto Violet conta os dias para o fim das aulas, quando poderá ir embora da cidadezinha onde mora, Finch pesquisa diferentes métodos de suicídio e imagina se conseguiria levar algum deles adiante. Em uma dessas tentativas, ele vai parar no alto da torre da escola e, para sua surpresa, encontra Violet, também prestes a pular. Um ajuda o outro a sair dali, e essa dupla improvável se une para fazer um trabalho de geografia: visitar os lugares incríveis do estado onde moram. Nessas andanças, Finch encontra em Violet alguém com quem finalmente pode ser ele mesmo, e a garota para de contar os dias e passa a vivê-los.



Resenha:
 
Violet Markey de dezessete anos está desiludida com a vida após a trágica morte de sua amada irmã mais velha Eleanor, ambas sofreram um acidente de carro, mas somente Violet sobreviveu e ela se culpa por isso. Apesar de sua popularidade na escola, Violet vive atormentada, e passa a desistir de seus sonhos e a se afastar de todos. Antes do acidente, Violet tinha uma vida perfeita com um namorado jogador de futebol mais lindo da escola e uma vida já planejada, ela iria cursar Escrita Criativa.





  "E se a vida pudesse ser assim? Só as partes felizes, nada das horríveis, nem mesmo as minimamente desagradáveis. E se a gente pudesse simplesmente cortar o ruim e ficar só com o bom?"

Theodore Finch é chamado de "aberração" na escola por não se adaptar aos padrões da maioria, e assim vive sofrendo bullying, além disse ele tem a reputação de dizer o que pensa e o que quer, e isso o deixou ainda mais isolado de todos. Ele tem transtorno bipolar, uma família desinteressada, e um pai abusivo. Theodore Finch é obcecado com a morte. Sua capacidade de ver além de tudo, tanto lhe dá um rico sabor único da vida, como o marca como um estranho. Sua fascinação com a morte encoraja-o a pensar constantemente em diferentes maneiras que ele poderia morrer, incluindo por suas próprias mãos. 




Em um momento de desespero, Violet sobe até o topo da torre do sino da escola, e quando ela se dá conta do que está prestes a fazer, Theodore a convence a recuar. Ele mesmo havia ido lá com pensamentos de suicídio, e assim ambos que eram desconhecidos, por fim, salvaram um ao outro.

 "Nesses momentos, nada disso importa. É como se fosse com outra pessoa, porque tudo o que a gente sente é uma escuridão por dentro, e essa escuridão meio que toma conta. Na verdade, nem pensamos no que pode acontecer com quem deixamos pra trás, porque só conseguimos pensar em nós mesmos."



Embora eles sejam de ambientes sociais completamente diferentes, eles começam a desenvolver uma improvável amizade, percebendo que os rótulos que a sociedade dá significa pouco no grande esquema da vida. Sua afinidade cresce ainda mais, quando os dois se juntam para um projeto de geografia para a escola. Os alunos devem atravessar seu estado de origem e visitar pontos turísticos antes deles irem para a faculdade. Finch e Violet descobrem que eles são capazes de ajudar um ao outro a crescer. Com Violet, Finch pode ser ele mesmo em toda a sua estranha. Com Finch, Violet para de contar os dias para fugir de Indiana, e e em vez disso começa a viver novamente. A viagem acaba por ser tanto uma jornada de auto-descoberta como um aprendizado de que a vida precisa ser vivida.


 "O que percebo agora é que o que importa não é o que a gente leva, mas o que a gente deixa."




A história é contada a partir de ambas as perspectivas alternadas de Violet e de Finch, permitindo-nos não só ver a partir de diferentes pontos de vista, mas também nos dá uma oportunidade de olhar para os protagonistas através de seus olhos, em vez de apenas a narração da autora. Esta abordagem particular é muito vital para a compreensão abrangente do que faz Violet e Finch quem são e por que eles fazem as coisas que eles fazem.



Violet Markey é um personagem igualmente envolvente e complexa que luta entre perdoar-se sobre o passado e perceber o que ela vai se tornar no futuro. Seu crescimento ao longo do livro é o mais evidente, e como leitora, eu encontrei-me realmente torcendo para que ela superasse seus medos e inseguranças. Depois da morte de sua irmã no acidente de carro, Violet passa os próximos meses lutando com a culpa de ter sobrevivido, e incapaz de fazer o que ela mais gosta: escrever. Com Finch por seu lado, viajando com ela por Indiana e guiando-a para fora de sua zona de conforto, Violet encontra maneiras de ver o lado bom da vida e, finalmente retorna à escrita.



O que leva alguém ao suicídio? A depressão é uma doença terrível que leva uma pessoa a acreditar nas piores coisas sobre si mesmos. É doloroso e é uma luta diária para encontrar razões para permanecer vivo. O que qualquer pessoa com depressão precisa desesperadamente é de ter esperança. Precisa acreditar que pode ficar melhor.

Ao longo da história, a autora escreveu os sentimentos que levaram os personagens a sentirem o desejo de suicídio: perda de ente querido, culpa pela morte, família sem nenhum estrutura e completamente ausente, entre outros. Assim, a autora conseguiu sensibilizar os leitores para esse problema, e que precisamos dar mais atenção a quem amamos e que uma doença psicológica é tão silenciosa, que se não for feito algo logo, pode ser tarde demais.



Simplesmente amei essa capa! Linda demais! A diagramação está perfeita, assim como a tradução e revisão. A editora como sempre fez um excelente trabalho.

"Por Lugares Incríveis" é uma história comovente, envolvente, real e brilhantemente escrita que irá tocar a todos. Não tem como não chorar ou se sentir parte da história. Um livro que deve ser lido por todos. Recomendo.




27 comentários:

  1. Nossa, o enredo desse livro é polêmico e me parece bastante promissor. Fiquei muito ansioso para ler o livro, a capa é incrível e adorei essa coisa de contas os dias de vida. Ser narrado por pessoas diferentes ajuda ainda mais a entender a história.

    ResponderExcluir
  2. Eu adoro livros com narração alternada entre personagens.
    O livro já me ganhou nisso.
    Melhor ainda se for sobre um tema pesado, como bullying e suicídio.
    Eu amo livros que me fazem chorar e esse parece ser um.
    Além disso, concordo com você: a capa está linda!!
    Gostaria muito de ler! Com certeza, merece as 5 estrelas.
    Beijoss!! =)

    ResponderExcluir
  3. Por Lugares Incríveis, mais livro para ser lido entrar para lista das prioridades!!

    ResponderExcluir
  4. Eu sou LOOOOUCA para ler esse livro desde seu lançamento.
    A capa é linda e me lembra a infância. E a história parece ser incrível e ao mesmo, muito triste.
    é complicado esse tipo de livro, que são lindos, profundos, tocam a gente, mas também nos machucam, nos chocam pela verdade tão dolorida que tantas pessoas passam.... principalmente adolescentes.
    Quero muitoooo ler!
    bjs

    ResponderExcluir
  5. Trabalhar com suicídio é algo delicado, estou curiosa para ler o livro. Até que ponto afinal temos o direito de dizer para alguém ficar e não ir não é?
    Enfim como psicóloga eu as vezes me pego pensando mto nesse assunto e em qual postura devemos ter diante disso...

    Miquilis

    ResponderExcluir
  6. O livro parece ser bem interessante! Dois jovens tentando serem felizes apesar de viverem com sentimentos de culpa e inferioridade!! Não deve ser fácil lhe dar com estes sentimentos! Parecer ser bem emocionante e com certeza irá nos fazer refletir!!

    ResponderExcluir
  7. Estou doida pra ler esse livro, curto muito um drama, parece ser super emocionante, envolvente e essa resenha me deixou ainda mais interessada em conferi essa história.

    ResponderExcluir
  8. Me lembrou eleanor e parker, um livro que também tratava de pessoas tristes que se encontravam e se ajudavam... Nossa amei a história e a resenha também. Amo livros de drama e de superação. Livros que tratam de histórias que poderiam ser reais mas com um pouco de esperança!!! Amei a capa também!!! bjs e parabéns pelo lindo blog

    ResponderExcluir
  9. Leitura fluída e deliciosa. Personagens apaixonantes...meu coração pede mais!!! Simplesmente amei...e sem nenhuma duvida, a semente da compaixão foi regada no meu intimo...Uma de minhas melhores leituras!

    ResponderExcluir
  10. O tema suicídio é muito forte, ainda mais se tratando de dois adolescentes, que ao se encontrarem acabam em mútua ajuda. Quero muito ler e descobrir os lugares incríveis por onde andaram e que foi o destino dos personagens.

    ResponderExcluir
  11. Eu tinha visto uma boa divulgação do livro, mas so agora no seu blog que eu estou entendendo melhor do que se trata!
    Adorei a forma como mostrou a historia e ja vi que vai ser uma historia pra gente aprender mto tb enquanto acompanhamos os dois nessa jornada.
    Bullying infelizmente está cada vez mais presente na vida dos jovens e o livro tratar disso, me deixou bem interessada para saber de como desenrolou tudo.
    Amei a dica e vou ler com certeza!

    ResponderExcluir
  12. Além de ser um livro com uma capa linda, também tem um estória incrivelmente linda. Já tinha ouvido falar sobre o livro outras vezes, mas e a primeira resenha que eu leio, e estou completamente apaixonada. Pelo fato de estar cursando psicologia, esse tipo de assunto relatado no livro me chama muito a atenção o que faz com queria ainda mais ler o livro, com certeza a parti de agora essa livro esta na lista de futuras leituras.

    ResponderExcluir
  13. Talvez por ter vivido uma parte do que aconteceu no livro: a perda de um irmão. E outra parte que ainda estou vivendo: tenho depressão profunda, já tentei o suicídio 3 vezes, juá pesquisei na internet formas de suicídio. Pouquíssimas pessoas me ajudaram, a maioria sumiu. Eu necessito ler este livro, saber que não sou a única no mundo que já passou por isso no mun do, saber que no meio da minha loucura, tem um quê de normal.
    Nome de seguidora: Miriam Guiraldelli
    E-mail: miriamguiraldelli@hotmail.com

    ResponderExcluir
  14. Uma das melhores leituras que fiz esse ano. Me apaixonei completamente pela historia, sofri tanto com o Finch, chorei demais e também ri demais, é um livro inesquecível. Tenho uma grande admiração pela Jennifer porque acho que ela conseguiu desenvolver muito bem os personagens e seus conflitos, provoca no leitor sentimentos tão profundos, eu particularmente fiquei comovida com cada pagina, e é um dos livros que sempre bate a vontade de reler.

    ResponderExcluir
  15. Já está na minha wishlist! História incrível, parece ser daquelas que nos toca profundamente

    ResponderExcluir
  16. Primeiro: O post tá LINDO! <3 Quanta foto linda e perfeita pra ilustrar!!!
    Segundo: só me fez querer o livro pra ontem!!!! Adorei a resenha, se já estava louca por ele, agora então... Vamos tentar a sorte, já que ando falida para compras! hahaha

    Beijos
    Danni
    GL

    ResponderExcluir
  17. Louca pra ler esse livro. Resenha muito boa, daquelas que aguçam ainda mais nossa curiosidade.

    ResponderExcluir
  18. Eu achei tão lindo esse livro!! Tenho impressão de ser um 'como eu era antes de você' + 'eleanor e park'. Gostei dos dois, será que tô certa? kkk Está faz tempo na minha lista de leitura, espero arrumar tempo para ler em breve <3

    ResponderExcluir
  19. Historia e muito linda e intensa os personagens tem de conviver com a dor e perda e achar um motivo para continuar sem se perder na depressão e desanimo eles tentam juntos passar por este momento e perseverar gostei desta resenha me fez querer ler este livro a capa dele e bonita.

    ResponderExcluir
  20. Uau que resenha mais linda.
    Pelo que você disse é mesmo impossível não nos sentirmos tocados pela história desses dois jovens.Adoro esses livros que nos levam a uma jornada de auto conhecimento e mesmo já sabendo o final,já que minha amiga me soltou esse spoiler sem querer,eu ainda sinto vontade de o ler e acompanhar essa trajetória.

    ResponderExcluir
  21. Cara velho.... kkk so tem suicida nessa historia kkkk enfim... amei a resenha, fiquei com vontade de ler, eu particularmente amo esse tipo de livro, que conta sobre superação e suicidio, se não ganhar o livro vou comprar :D

    ResponderExcluir
  22. A temática sobre suicido precisa ser debatida, principalmente entre os jovens. Assim, acredito que esse livro acerta ao abordar a questão de um ponto de vista positivo, mostrando que é possível seguir em frente tentando superar o problema, ou ao menos aprender a conviver com os transtornos como depressão e bipolaridade, que resultam na vontade largar tudo e morrer.

    ResponderExcluir
  23. Conheço amigos e familiares que sofrem de depressão e sei como isso pode ser um difícil, além de abordar um tema que não deve ser silenciado , principalmente entre adolescentes, o enredo do livro parece ser cativante com um romance verdadeiro, sem clichês ou absurdos.

    ResponderExcluir
  24. Eu já tinha lido algo sobre este livro e fiquei encantada de cara.
    O drama é bem intenso, como todo o livro parece.
    Achei lindo a forma como eles se conhecem, eu sei que pode não parecer, mas eles tem a chance de recomeçar juntos e isso logo depois de pensarem em acabar com a própria vida.
    Perder uma irmã em um acidente, no qual vc estava e ter saído viva, deve ser uma barra muito pesada de carregar.
    O Finch tem coisas que fiquei a fim de saber mais!
    Adorei a resenha! Acho que este livro é um sinal de alerta. Depressão é um assunto sério e que deve ser abordado e discutido.
    Beijos

    ResponderExcluir
  25. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  26. Achei este livro bem similar ao "Cartas de Amor aos mortos" e "A playlist de Hayden" claro que cada um com uma historia, apesar de terem a mesma temática....apesar da semelhança parece sim ser uma leitura que vale a pena.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...