Blogger Widgets

[Resenha #587] Uma Canção Para Jack - Celia Bryce @VREditorasBR @celiabryce


Uma Canção Para Jack
Celia Bryce
ISBN-13: 9788576837183
ISBN-10: 8576837188
Ano: 2014
Páginas: 206
Editora: Vergara & Riba
Skoob
Classificação: 4 estrelas
Compre: Submarino


Uma Canção Para Jack narra a relação entre Megan e Jack, dois adolescentes que se conhecem no hospital onde estão fazendo um tratamento contra o câncer. Megan não consegue compreender, a princípio, que está doente. Nem mesmo sente assim, pelo menos antes do início da quimioterapia. Ela é uma menina de 13 anos que foi recentemente diagnosticado com câncer. Na ala infantil, Megan fica furiosa com todas as crianças gritando, as decorações coloridas e os blocos de construção que a cercam. É durante o seu primeiro dia lá, que Megan conhece Jackson Dawes, um garoto que encara a vida com bom humor. Jack entra na vida de Megan e os dois criam um vínculo que ajuda a menina a ver a sua vida a partir de uma nova perspectiva. Nessa zona nebulosa entre amigos, começa a surgir algo mais.




"Uma Canção Para Jack" é o livro de estreia de Celia Bryce, e vamos conhecer a história de Megan Bright, uma menina de 13 anos que foi recentemente diagnosticada com câncer, ela tem um tumor no cérebro e é internada no hospital para se submeter ao tratamento de quimioterapia. Megan é colocada na ala infantil e fica furiosa e revoltada por ter que ficar junto com as outras crianças e bebês barulhentos.



É durante seu primeiro dia que Megan conhece Jackson Dawes, o único adolescente da ala infantil. Ele tem câncer, mas é um garoto alegre, animado e vibrante. Está sempre de bom humor, mas é bagunceiro e deixa a todos de cabelo em pé. Num primeiro momento, Megan não gosta de Jack, ela o acha muito irritante e intrometido, não quer saber de amizade com ele. Mal sabe ela que esse menino aparentemente chato se tornará sua salvação. Jack é exatamente a pessoa para ajudá-la através deste que é o momento mais difícil de sua vida.


    Esse garoto é simplesmente lindo - disse a mãe de Megan. - Parece uma estátua de ébano. E aquele sorriso... que não se desfaz nunca. Ele não é encantador?

Depois de um tempo, Megan começa a se deixar contagiar pela alegria de viver de Jack, ele enche seu mundo monótono e triste com cores, distraindo-a do tratamento que ela está passando. Eles formam um vínculo, Jackson parece ser o único que entende o que ela está passando e eles ficam cada vez mais próximo um do outro. Jack ajuda Megan a ver a vida a partir de uma nova perspectiva.


"- Obrigada - disse Megan, depois de um tempo. Seus olhos estavam inchados e doloridos de tanto chorar.
- Pelo quê?
- Não sei. Por estar aqui, eu acho...
Mas era mais do que aquilo. Era por tudo o mais. Era por Jack fazê-la sentir que tudo bem se ela chorasse."


"Megan se perguntou se o bem sempre vence o mal, como acontece nos filmes e nos contos de fadas."

Juntos eles irão passar por muitos momentos alegres com os seus passeios pelo hospital que deixarão as enfermeiras loucas com o sumiço deles, e muitos momentos tristes, pois nem todos conseguem vencer a batalha da doença. Terão que permanecer fortes e sem perder a esperança, pois a vida é um eterno aprendizado.


A escrita é fluída, o que torna a leitura rápida. A forma como a autora escreveu sobre o câncer, as crianças e as famílias que sofrem por tudo isso foi brilhante e real. Foi muito difícil, mas interessante ler sobre todas as experiências que essas crianças têm que percorrer. A autora tratou deste assunto com tanta graça e ternura. Ela mostrou que embora haja muita dor e tristeza associada com o câncer e aqueles que o têm, ainda há esperança e alegria a ser encontrada também.


Gostei dos personagens, Megan num primeiro momento é desagradável e rude. No entanto, quando o livro avança, ela se desenvolve e se transforma em um personagem muito mais alegre, mais despreocupada. Tal como acontece com muitos adolescentes, ela está muito envolvido com seus próprios problemas e não pensa em como os outros serão afetados. Embora ela é muito mal-humorada no início, Jackson foi capaz de ajuda-la a mudar, levantando seu espírito e trazer a luz de volta em sua vida. Ela realmente se torna uma pessoa muito mais madura, agradável e otimista até o final.


Amei Jackson. Ele é definitivamente o brilho, a estrela neste livro. Jackson tem uma forma super rara de câncer, um que nem sequer tem um nome ainda, mas ele é feliz. Independentemente do quanto ele está sofrendo, ele faz questão de rir, ser simpático, ter aventuras e tirar o máximo proveito de cada momento que ele tem. Sua personalidade é contagiosa, especialmente quando ele está tentando ajudar os mais pequenos a se sentir melhor. Ele é tão sábio, gentil e amado pelas outras crianças da ala. Ele conta histórias, faz caretas e piadas, com isso ele ajuda as crianças a esquecer por um momento sobre a sua doença e a ter um pouco de alegria na vida.



A capa está muito bonita, e a diagramação está excelente, assim como a tradução e a revisão.

"Uma Canção Para Jack" é uma história comovente e agridoce que vai trazer um sorriso triste sobre o leitor uma vez que tenha terminado a leitura. É uma história que te fará pensar na vida e como ela deve ser vivida. Jackson apresenta aos leitores uma lição valiosa: que a vida, não importa quão curta será, deve ser vivida ao máximo. Apreciá-la enquanto você a tem. Celia Bryce fez um trabalho maravilhoso em escrever um livro memorável com personagens dinâmicos e cativantes. Recomendo.

1 comentários:

  1. Parece interessante.
    É inegável a semelhança com A Culpa e das Estrelas.
    Mesmo assim, fiquei com vontade de ler.
    O Jackson parece um menino muito doce.
    Fiquei com vontade de ler o livro.
    Beijos!!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...