Blogger Widgets

[Resenha #612] A Formatura - Joelle Charbonneau @UnicaEditora @jcharbonneau


A Formatura
Trilogia O Teste # 03
Joelle Charbonneau
ISBN-13: 9788567028477
ISBN-10: 8567028477
Ano: 2014
Páginas: 320
Editora: Única
Skoob
Classificação: 4 estrelas
Compre: Submarino


SINOPSE: O futuro nunca foi tão incerto e desesperador. Cia Vale jamais imaginaria que as coisas pudessem chegar a esse ponto. Ela tem uma importante missão: liderar as ações para a verdadeira reconstrução do mundo pós-guerra, um caminho sem volta. Agora, ela é a peça-chave para concretizar o plano de pôr fim ao Teste, para o bem das pessoas.
Diante de um horizonte cheio de cicatrizes brutais, uma guerra prestes a começar e um governo cruel e corrompido, Cia não tem escolha a não ser se preparar para chegar às últimas consequências – se for preciso.
Será que seus colegas a seguirão para a batalha final? O amor de Tomas será forte o suficiente para aceitar e sobreviver à prova mais difícil de suas vidas? Os riscos são maiores do que nunca, e para Cia só resta confiar nos próprios instintos.



A Formatura é o terceiro livro da trilogia “O Teste”. Nesse livro temos o desfecho dessa magnífica história que apresenta tudo o que deveríamos encontrar em uma distopia. Diferente dos outros dois volumes, este tem um ritmo um pouco mais lento, já que foca mais em questões políticas, alianças, segredos e, como é de costume, descobertas. Por isso, pode agradar a uns e não a outros.



Cia sempre foi a minha personagem favorita do livro, afinal, ela não é uma heroína qualquer que encontramos em outras distopias por aí – sem querer ofender ninguém. Ela continua em busca de uma maneira de dar fim ao Teste e para isso, conta com a ajuda de pessoas de dentro do governo que também não se encontram satisfeitas com a situação.



Como Cia foi designada ao Governo, ela passa a trabalhar para a Presidente Collindar, coisa que não foi designada ao acaso. A presidente precisa da ajuda da Cia para pôr em prática seu plano de derrubar o Teste.

Para isso, Cia precisa, agora mais do que nunca, contar com a ajuda de pessoas que ela não sabe se pode realmente confiar, e esse é um dos pontos mais fortes do livro. Ela passa a recrutar pessoas de uma forma inteligente digna na Cia, sempre ponderando sobre diversas questões que te põem para pensar também, o que faz você ficar na ponta da cadeira, esperando algo acontecer que possa interferir com o plano. No entanto, mesmo que tudo pareça ocorrer de acordo com o planejado, Cia acaba por descobrir que o que ela pensara ser a revolução que mudaria tudo estava sendo controlada pelo Doutor Barnes, com a ajuda de Simon, o que resultaria em centenas de mortes e um Governo ainda mais autoritário e cruel.

 
"Pensava que soubesse o que significava liderança, e o que enfrentaria se fosse selecionada para o Teste. As cinco cicatrizes em relevo me lembram de quanto fui longe e de quanto mudei. Porque não é apenas o exterior que ficou marcado. Onde minhas crenças eram, um dia, preto no branco, agora vejo tons de cinza."

No livro temos a presença de Zeen, que se junta aos rebeldes; é muito bom ver o contato dos dois irmãos, porque além de representar uma força externa ele se torna um alicerce para a irmã.


Então, esse é um livro mais reflexivo e revelador, que trata de questões morais, inclusive da própria Cia; sim, ele não tem o mesmo enredo entusiástico do primeiro livro – meu favorito – e até mesmo do segundo, mas trata-se de um desfecho interessante e até mesmo esperado. Considerando toda a série, a Joelle conseguiu criar um enredo fantástico que supriu as minhas expectativas e que vai sempre servir de comparação a distopias futuras.


"[...]Fui educada ciente de que é impossível sempre saber o que é certo. O máximo é tentar fazer o que você acha que é certo pra si mesma, e pra quem estiver à sua volta."

A capa está linda – a cor roxa deixa tudo maravilhoso – e a diagramação está perfeita, a Editora Única realmente fez um bom trabalho com toda a trilogia.


0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...