Blogger Widgets

[Resenha #626] O Álbum – Timothy Lewis @Novo_Conceito


O Álbum
Timothy Lewis
ISBN-13: 9788581637365
ISBN-10: 8581637361
Ano: 2015
Páginas: 240
Editora: Novo Conceito
Skoob
Classificação: 5 estrelas
Compre: Submarino

Sinopse:
Para Adam, negociante de objetos usados, a casa de Gabe Alexander é apenas uma propriedade que será esvaziada e vendida pelo maior lance. Entretanto, em meio às prateleiras repletas de relíquias, um álbum antigo atrai sua atenção. Nele há cartões-postais amarelados pelo tempo, escritos ao longo de 60 anos. Intrigado, Adam começa a lê-los: eles estão cheios de frases românticas e delicadas, as provas do amor incondicional entre Gabe e Pearl Alexander. Gabe cuidava para que um cartão chegasse às mãos de Pearl todas as sextas-feiras. Cada um deles possui não apenas um poema, mas verdades preciosas sobre o cotidiano de um casal que viveu um sonho. A soma de todas essas verdades talvez responda perguntas que Adam se faz há muito tempo.



Em O Álbum, conhecemos Adam Colby, um negociante de objetos usados de 33 anos que deixou de acreditar no amor depois que seu casamento chegou ao fim. Quando um novo trabalho surge, na casa do casal falecido, Gabe e Pearl, Adam encontra álbuns de fotos que, ao invés de conterem fotos, contém cartões-postais.



“Alguns dos romances que valem a pena contar nunca são contados, e os amantes saem de fininho pelas rachaduras da vida, marcadas pelo tempo, sendo substituídos pelo lixo do dia anterior.” p. 5

Adam descobre que Gabe enviava um cartão-postal por semana para sua esposa Pearl, mais conhecida como Huck. Os cartões-postais chegavam sempre às sextas-feiras. Durante 60 anos foi assim: Toda sexta, um cartão-postal diferente, com rimas românticas que se relacionam diretamente com os acontecimentos da vida do casal.




“O futuro é um substantivo que depende de como você investe no presente.” p. 42

Diante disso, Adam percebe que aqueles cartões-postais podem conter a resposta para um grande mistério: qual o segredo do amor eterno? Adam, após o fim de seu casamento, deixou de acreditar no amor e agora se vê envolvido com a história desse casal que nunca deixou o amor morrer.




“Muito mais que um sentimento, aquela paixão era um fato, um fato altamente protegido e baseado na gentileza compartilhada por almas gêmeas.” p. 84

Paralelamente a história de Adam, conhecemos a história de Gabe e Huck. Ela é alegre, forte e leva a vida com leveza. Ao lado de Gabe, um homem romântico, engraçado e que não mede esforços para fazê-la feliz, ambos formam um belíssimo casal.



 
“Será que almas gêmeas evoluíam para amantes? Ou amantes se tornavam almas gêmeas?” p. 104

O livro alterna capítulos sob perspectivas e tempos diferentes. Somos lançados a 1926 e conhecemos o início da história dos jovens Gabe e Huck. Achei interessante que a narrativa de Adam é feita em primeira pessoa. Diferente da história de Gabe e Huck, que é feita em terceira pessoa. Os capítulos são razoavelmente curtos, a diagramação está ótima. Em alguns momentos, achei a leitura um pouco cansativa, mas, valeu a pena me esforçar, pois a história é muito significativa e me lembrou um pouco Diário de Uma Paixão.



O tema central do livro é o casamento. Como manter o amor vivo frente a tantos problemas, como rotina acelerada e os estresses do dia a dia? Para os casais (ou os românticos), esse livro é muito rico. A dedicação de Gabe e Huck em manter um casamento feliz é inspiradora.


0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...