Blogger Widgets

[Resenha #671] O Primeiro Telefonema do Céu – Mitch Albom @editoraarqueiro


O Primeiro Telefonema do Céu
Mitch Albom
ISBN-13: 9788580413496
ISBN-10: 8580413494
Ano: 2014
Páginas: 288
Editora: Arqueiro
Classificação: 4 estrelas

Skoob
Compre: Submarino

Sinopse:
Como você se sentiria se um dia recebesse uma ligação de alguém que ama muito e que já se foi? Numa sexta-feira comum, o telefone de Tess Rafferty toca. É sua mãe, Ruth, que morreu quatro anos antes. Em seguida, Jack Sellers e Katherine Yellin recebem ligações semelhantes, do filho e da irmã, também já falecidos. Nas semanas seguintes, outros habitantes de Coldwater afirmam que estão em contato direto com o além, e que seus interlocutores lhes pediram para espalhar a boa-nova ao maior número possível de pessoas. A mensagem é simples: o céu existe, e é um lugar onde todos são iguais. Em pouco tempo, correspondentes de diversos meios de comunicação aportam na cidade para transmitir os desdobramentos do fenômeno que pode ser o maior milagre da atualidade. Visitantes do país inteiro começam a surgir, as vendas de telefone disparam e as igrejas se enchem de fiéis. Apenas uma pessoa desconfia da história: Sully Harding, ex-piloto das Forças Armadas. Após quase morrer num desastre aéreo, perder a mulher e cumprir pena por um crime que não cometeu, ele não acredita num mundo melhor, muito menos após a morte. E quando seu filho pequeno começa a esperar uma ligação da mãe morta, ele decide provar que estão todos sendo enganados. O primeiro telefonema do céu é uma história de mistério e, ao mesmo tempo, uma reflexão sobre o poder da conexão humana. Em uma narrativa que vai tocar sua alma, Mitch Albom prova mais uma vez por que é um dos autores mais queridos da atualidade.



    Em uma sexta-feira normal, na cidade de Coldwater, no Michigan, Tess Rafferty recebe uma ligação de sua mãe, Jack Sellers recebe uma ligação de seu filho e Katherine Yellin, de sua irmã. Mas o que essas ligações têm em comum e por que elas são tão importantes? Todos aqueles que ligaram estão mortos. Nessa mesma sexta-feira, Sullivan Harding é solto após passar 10 meses na prisão.

“As notícias da vida são transmitidas por telefone. O nascimento de um bebê, um noivado, um acidente trágico em uma estrada tarde da noite... Quase todos os acontecimentos marcantes da jornada humana, bons ou ruins, são anunciados pelo toque de um aparelho telefônico.” p. 13





    As ligações atraem a atenção de jornalistas, curiosos, religiosos e céticos. Logo, o milagre será contestado, inclusive por Sullivan que, recentemente, perdeu sua esposa e agora quer proteger o filho daquilo que ele julga ser uma farsa. 


“O medo faz parte da nossa essência.” p. 94




A pequena cidade de Coldwater terá sua rotina completamente modificada. Onde, antes, todos se conheciam e viviam tranquilamente, agora, com visitantes de todos os lugares do mundo, a cidade está agitada e até caótica.

“Ás vezes o amor nos aproxima, mesmo que a vida nos separa.” p. 136




O livro é narrado em terceira pessoa, os capítulos são curtos e a escrita é leve e fácil. Eu achei a leitura muito agradável e gostei da forma como o livro é organizado, passando de um personagem para o outro com fluidez e naturalidade. A história do telefone é abordada ao longo de todo o livro e relacionada com os acontecimentos recentes na cidade.

“Há duas versões para cada vida: a que vivemos e a que os outros contam.” p. 150



    O único ponto negativo que considero importante mencionar é o fato de que o livro perde o ritmo ao longo dos capítulos. No início, achei o livro muito empolgante e envolvente, mas, infelizmente, ele foi se tornando repetitivo.

“O desejo é o que nos norteia, mas é a vida real que define nossa trajetória.” p. 269

    Enfim, eu gostei muito do livro, achei a leitura agradável e me envolvi na história. A trama é interessante e os personagens são muito bem construídos. O livro pode ser um retrato da natureza humana, sedenta por algo em que acreditar. O embate entre aqueles que acreditam e os que consideram toda a história uma fraude é retratado de forma magnífica. Recomendo o livro.

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...