Blogger Widgets

[Resenha #673] Os Homens que Não Amavam as Mulheres - Stieg Larsson @cialetras


Os Homens que Não Amavam as Mulheres
Millennium # 1
Stieg Larsson
ISBN-13: 9788535926163
ISBN-10: 853592616X
Ano: 2015
Páginas: 528
Idioma: português
Editora: Companhia das Letras
Skoob
Classificação: 3 estrelas
Compre: Submarino

Sinopse:
Primeiro volume de trilogia cult de mistério que se tornou fenômeno mundial de vendas, Os homens que não amavam as mulheres traz uma dupla irresistível de protagonistas-detetives: o jornalista Mikael Blomkvist e a genial e perturbada hacker Lisbeth Salander. Juntos eles desvelam uma trama verdadeiramente escabrosa envolvendo a elite sueca. Os homens que não amavam as mulheres é um enigma a portas fechadas – passa-se na circunvizinhança de uma ilha. Em 1966, Harriet Vanger, jovem herdeira de um império industrial, some sem deixar vestígios. No dia de seu desaparecimento, fechara-se o acesso à ilha onde ela e diversos membros de sua extensa família se encontravam. Desde então, a cada ano, Henrik Vanger, o veelho patriarca do clã, recebe uma flor emoldurada – o mesmo presente que Harriet lhe dava, até desaparecer. Ou ser morta. Pois Henrik está convencido de que ela foi assassinada. E que um Vanger a matou. Quase quarenta anos depois o industrial contrata o jornalista Mikael Blomkvist para conduzir uma investigação particular. Mikael, que acabara de ser condenado por difamação contra o financista Wennerström, preocupa-se com a crise de credibilidade que atinge sua revista, a Millennium. Henrik lhe oferece proteção para a Millennium e provas contra Wennerström, se o jornalista consentir em investigar o assassinato de Harriet. Mikael descobre que suas inquirições não são bem-vindas pela família Vanger. E que muitos querem vê-lo pelas costas. De preferência, morto. Com o auxílio de Lisbeth Salander, que conta com uma mente infatigável para a busca de dados – de preferência, os mais sórdidos -, ele logo percebe que a trilha de segredos e perversidades do clã industrial recua até muito antes do desaparecimento ou morte de Harriet. E segue até muito depois…. até um momento presente, desconfortavelmente presente



O cerne da narrativa de Os homens que não amavam as mulheres é sobre um jornalista que é procurado na tentativa de solucionar um suposto crime. Mikael Blomkvist é o nome do jornalista. Ele é divorciado, um excelente jornalista e é um cara sério e íntegro.

Quando a narrativa começa, ele está com um problema de proporções gigantescas, pois foi condenado por difamação contra uma das mais influentes personalidades suecas: Hans-Erik Wenneström. Ele vai passar alguns meses na prisão além de pagar uma grande indenização. Assim ele decide se distanciar do cargo de editor chefe da revista que trabalhava chamada Millennium.

Simultaneamente a esse fatídico acontecimento, acompanhamos a vida de pesquisadora de Lisbeth Salander, uma mulher bonita, inconsequente, uma hacker habilidosa, cheia de piercings e tatuagens que trabalha como freelancer para a Milton Security, a empresa de segurança mais competente e solicitada de toda a Suécia. Seu recrutamento atual consistia basicamente em preparar um informativo a respeito da vida de nada mais, nada menos que o jornalista encrencado Mikael Blomkvist, a pedidos de Dirch Frode, advogado de Henrik Vanger um grande empresário aposentado da Indústria Vanger e cliente da Milton Security.


Quando finalmente Mikael Blomkvist parte para uma nova vida, Henrik Vanger aproveitando-se da situação que ele se econtra lança uma proposta de emprego para Mikael – ele fará um trabalho investigativo em troca de proteção para Millennium e provas contra Wennerström. O trabalho que Mikael precisa realizar era complexo e seria uma grande obra de jornalismo investigativo. E para aqueles bisbilhoteiros de plantão que perguntassem a origem do serviço, para todos os efeitos Mikael estaria trabalhando em escrever a autobiografia de Henrik Vanger, embora o motivo verdadeiro que Henrik Vanger almejava os serviços de Mikael era por causa de uma garota. A garota em questão era sua sobrinha que desapareceu em 1966 sem deixar pistas, em uma ilha no norte da Suécia, quando tinha apenas dezesseis anos. O desaparecimento e suposto assassinato de Harriet Vanger, é algo que atormenta os dias de Henry por quase de trinta e seis anos e ele verdadeiramente precisa descobrir os reais motivos. Michael então é contratado para fazer uma última e desesperada tentativa de descobrir o que realmente aconteceu naquele dia.

Embora Mikael não nutra nenhuma esperança de realmente resolver o caso do desaparecimento da sobrinha de Hnery, ele segue em frente, afinal o que um simples jornalista seria capaz de fazer frente a uma frustração policial que perdurava por décadas? Mas com a ajuda inesperada da problemática e inteligente Lisbeth Salander, ele começa a atingir a tão temida e perigosa resposta.


O livro é bem extenso e para ser bem franca achei bem monótono. Não que a história seja ruim... Mas realmente é uma obra complicada, com muitos termos jornalísticos, bastantes declarações políticas, fora informações que em nada acrescentavam na obra em si. A narrativa é extremamente formal e a história mais explica do que conta. O ponto forte do livro com toda a certeza é a figura intrigante de Lisbeth Salander, ela é a vedete da história e como personagem coadjuvante ela destroçou o protagonista Mikael Blomkvist.

Não sei se consigo acompanhar toda a quadrilogia, talvez eu precise de tempo para conseguir engolir toda a história. Pela primeira vez gostei mais do filme estrelado por Daniel Craig no papel de Mikael e Rooney Mara no papel de Lisbeth Salander do que o próprio livro... Por favor, não me julguem! Recomendo para quem curte romance policial, intrigas e suspense, mas aviso que a história pode dar momentos de infindáveis bocejos.

2 comentários:

  1. Ola!!!

    Gostei muito dos 3 livros, pretendo ler o ultimo, conforme mencionei no meu post sobre a série. Concordo que tem momentos que fica monótono, mas a curiosidade não deixou parar de ler.
    O filme de produção Americana é muito bom, sendo que o Sueco é bem melhor e tem os três filmes, recomendo pois é super fiel aos livros.

    Parabéns pela resenha.

    Beijos Carla Fernanda

    http://livrosqueliblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Obrigada Carla! Acho que não estava em um bom dia para ler... Enfim, darei uma oportunidade aos demais livros da série!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...