Blogger Widgets

[Resenha #674] Memórias Fictícias – Carina Corá @NovoSeculo


Memórias Fictícias
Carina Corá
ISBN-13: 9788576798774
ISBN-10: 8576798778
Ano: 2013
Páginas: 208
Editora: Novo Século
Skoob
Classificação: 5 estrelas
Compre: Submarino

Sinopse:
Quatro diários. Três seres. Uma busca em comum: chegar à superfície da realidade. Uma torre, um lago de cristal, olhos de universo presentes em tempos diversos, em vidas cruzadas e em memórias fictícias. Um mundo imaginário perdido no limbo de uma casa que abrigara relações misteriosas de uma família. Até que ponto suas memórias são verdadeiras? Através dos relatos de Coralina de Lilá, Bianca Giacomina e Érus atravessamos o fino limiar entre realidade e ficção.



Tudo tem início quando Coralina e sua mãe se mudam para a casa de Giacomina. Coralina não entende o porquê dessa mudança e não a aceita, sua mãe lhe explica que Giacomina a contratou para cuidar da casa e dela mas Coralina continua não acreditando em sua mãe. Ao colocar os olhos pela primeira vez na casa Coralina tem sua atenção sugada para uma grande torre sem janelas, daí em diante tudo gira em torno dessa torre e dos mistérios que a envolvem.



O livro é formado por quatro diários, cada um deles narrado por um personagem diferente, com sua própria visão dos eventos vividos. Os diários são de Coralina de Lilá, uma menina sonhadora que não se encaixa muito bem na realidade, Giacomina, uma freira já idosa e proprietária da casa onde todos vivem, e finalmente Érus, um rapaz diferente e mágico.



O livro trata de assuntos como a relação entre a realidade e os sonhos, que muitas vezes podem te impedir de aceitar a vida como ela é verdadeiramente, e o passado e o futuro.  Tudo tem uma aura enorme de mistério que deixa o leitor inquieto do inicio ao fim, afinal o que tem na torre?  Quem é Érus? Como tudo aconteceu? São questões que te perseguem ao longo da obra. “Memórias Fictícias” é um romance inovador que realmente me surpreendeu pela qualidade e pela originalidade, narra um amor impossível, um amor no plano dos sonhos.


A capa chama atenção por parecer antiga, achei muito bonita. A diagramação é ótima, as letras são de um tamanho bom e o acabamento é muito bom.
Eu gostei do livro, que fazia muito tempo que um livro não mexia tanto comigo. A história é muito fantasiosa, mas a autora consegue narrar de uma maneira que o leitor acaba acreditando que tudo aquilo possa realmente ter acontecido.  O que se pode definir da obra: originalidade do início ao fim. 

Quotes:

“Eu preciso do real, preciso voltar à superfície de mim mesma. Quanto mais fundo eu mergulho, mais perco a noção de onde é o chão e de onde é o céu. Estou sem rumo, não sei a direção do que procuro, e nem ao menos sei mais quem estou a buscar.”

“Nada é concreto, nem mesmo eu...”

“E é sobre isso que essa história trata, o meu desespero em não morar nesse mundo tão sem cor, tão vazio. Era como se, desde que eu começara a viver, estivesse morrendo aos poucos.”

“Menina, alguns de nossos pensamentos nos são ocultos. Há tantas ideias que temos e que jamais enxergaremos.”

“Coralina, todos nós precisamos de magia em nossas vidas, precisamos inventar uma razão maior para viver.”

“Afinal, quando sentimos dor não há como ver nada de belo no mundo.”

“Digo até que meu corpo está somente cumprindo uma presença nesse mundo. Minha mente já vive em outro universo há décadas.”

“Minha vida é uma sequência infinita de dias que se repetem.”

“Maldita realidade que nunca pode ser apagada, que grita para mostrar-se e chocar-se contra os sonhos.”

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...