Blogger Widgets

[Resenha #679] Amaldiçoadas - Jessica Spotswood @editoraarqueiro @jessica_shea


Amaldiçoadas
As Crônicas das Irmãs Bruxas - Livro 02
Jessica Spotswood
ISBN: 9788580413373
Ano: 2014
Páginas: 288
Editora: Arqueiro
Skoob
Classificação: 5 estrelas
Compre: Submarino

SINOPSE: Cate Cahill tomou a decisão mais difícil de sua vida e resolveu largar tudo para proteger aqueles a quem amava, mas não poderia imaginar os obstáculos que ainda teria pela frente. Agora, vivendo disfarçada entre as outras moças da Irmandade, ela precisa se manter a salvo dos implacáveis caçadores de bruxas e lidar com grandes dilemas pessoais, como a distância de seu grande amor e os conflitos que envolvem suas irmãs Tess, uma menina doce e ingênua que guarda um grande segredo, e Maura, a jovem bela e ambiciosa que pretende fazer de tudo para se tornar o centro das atenções. Será que Cate está pronta para liderar as bruxas de sua geração e ganhar o respeito de uma sociedade que condena a feitiçaria? E seria ela a bruxa da profecia, a mulher mais poderosa já nascida em muitos séculos e capaz de revolucionar a história do mundo? Envolva-se ainda mais na história de Cate e de todas as mulheres fortes que a cercam e segure seu coração para torcer pelo amor de Cate e Finn neste volume que traz revelações imperdíveis antes da conclusão da saga das irmãs Cahill.



Atenção: essa resenha pode conter spoilers do primeiro livro.

O segundo volume da série As Crônicas das Irmãs Bruxas, foi, para mim, uma surpresa. Este é um livro mais lento que Enfeitiçadas, e nele pairam questões mais relacionadas à profecia em si, além da Irmandade.


O livro começa onde parou o primeiro; Cate Cahill deixou tudo para trás e resolveu se juntar à Irmandade na esperança de proteger as irmãs. Além disso, há Finn, que agora pertence à Fraternidade. Na Irmandade, Cate é tratada como a bruxa mais poderosa e todos acham que ela é o oráculo, devido à profecia. No entanto, Cate ainda não tivera nenhuma visão e o clima de desconfiança começa a aumentar.


Outra situação que começa a ficar fora de controle é a busca implacável dos Irmãos pelo novo oráculo e as novas medidas extremas impostas à sociedade – e principalmente às mulheres – de Nova Londres. Além de todas as prisões desnecessárias de mulheres bruxas e principalmente daquelas que não são, a Fraternidade impôs que nenhuma mulher poderia trabalhar fora de casa, mesmo que para prover o sustento da família; e para piorar a situação, todos as pessoas que possuíssem livros em casa deveriam levá-los para serem queimados, já que mulheres não deveriam ser instruídas e todo o conhecimento obtido por ela deveria vir apenas do pai ou marido.



As coisas começam a acontecer de fato quando Sachi, amiga de Cate, e Rory, irmã de Sachi, vão até o local onde os Irmãos armaram a fogueira para queimar os livros. Devido a um feitiço feito por Rory para impedir que um livro fosse queimado, Sachi acabou sendo presa pela Fraternidade. Rory é então acolhida na Irmandade; logo após, Cate pede para que suas irmãs, Maura e Tess, se juntem à Irmandade, pois protegê-las dos olhos dos Irmãos e de quem quer fosse, seria mais fácil.



Por falar em discrição, Finn e Cate reatam e passam a se encontrar às escondidas e ele passa a ser de grande utilidade para a Irmandade, que vive um clima de tensão constante; a diretora, Irmã Cora, está morrendo e espera que Cate se torne a próxima diretora. Irmã Inez e Maura, no entanto, têm seus próprios planos. Por falar em Maura, ela está ainda mais detestável nesse livro, seu desejo por poder, vingança e ser o centro das atenções me fez ter pena dela. No entanto, Tess continua sendo a mesma pessoa maravilhosa de sempre, mas tornou-se mais madura e ouso até dizer que ela foi a personagem-chave desse livro.

"Se eu não fizer algo para lutar do lado certo, que tipo de homem serei?"

Durante todo o livro nós acompanhamos os novos dilemas na vida de Cate, a profecia, o relacionamento com as Irmãs e irmãs, mas a melhor parte do livro é, com certeza, o final. Todo o enredo foi sendo construído – e bem construído – para convergir no momento mais empolgante e decisivo do livro. Cate vai se deparar com uma situação em que a verdade sobre si mesma – até onde é capaz de ir para fazer o que é certo – e sobre suas irmãs vai ser revelada; e eu não falo apenas da descoberta de qual das irmãs é oráculo, mas do que uma irmã é capaz de fazer para ajudar e o que a outra é capaz de fazer para destruir.

"Precisamos ser corajosas, mesmo que às vezes seja assustador. [...] Principalmente quando estamos com medo. Acho que o objetivo é continuar prosseguindo de qualquer modo, mesmo que não enxerguemos a solução."

"Todos precisamos fazer aquilo que consideramos melhor, no final das contas, e torcer para aqueles que nos amam não nos julgarem de maneira severa."


Jessica Spotswood soube trabalhar muito bem as personagens; o cenário, sempre detalhado, que faz com que o leitor sinta-se ambientado à história; o romance, que estava lá, mas em segundo plano; o final, que deu um ótimo gancho para o próximo livro.
A Arqueiro, como sempre, está de parabéns. A edição está impecável e a capa muito bonita! Não vejo a hora de finalizar a série.

2 comentários:

  1. Eu li e a série toda e tenho que dizer que, a cada volume, a Jessica me surpreendeu ainda mais, sempre deixando um gostinho de 'quero mais'. O final deste livro, embora eu tenha achado um pouco triste, foi um dos melhores. Mais uma vez, a autora usou o precioso dom que ela tem de trazer ao final uma coisa totalmente inesperada, assim como fez no primeiro livro. Outra coisa que me surpreendeu foram as partes em que a Maura mostrou ter pelo menos um pinguinho de responsabilidade e de sentimentos, embora o momento tenha durado tão pouco. Só tenho elogios!!! E, é claro, vontade para ter alguma outra continuação desta história perfeita <3

    beijos,
    www.nerd-absoluta.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...