Blogger Widgets

[Resenha #815] Escuridão – Elena P. Melodia @Suma_BR


Escuridão – Trilogia My Land – Livro 1
Elena P. Melodia
ISBN-10: 856028060X
ISBN-13: 978-8560280605
Ano: 2010
Páginas: 332
Editora: Suma de Letras
Classificação: 4 estrelas
Skoob
Compre: Amazon

Sinopse:
Alma tem 17 anos, e nada em sua vida difere das meninas de sua idade - escola, programas com seu grupo de amigas, tédio e impaciência na relação com a família. Até o dia em que vê um caderno roxo numa vitrine e, por puro impulso, o compra. A partir daí, acontecimentos horripilantes começam a se suceder. Todos descritos em detalhes nas páginas do caderno - antes de acontecerem. Com a letra dela. Que não se lembra de ter escrito nada. Quem é Alma, na verdade? Quem é Morgan, seu misterioso amigo de escola, que parece ter respostas para o que está acontecendo? E como impedir que as forças do mal se aproximem dela e de quem ela ama?



Em Escuridão somos apresentados a Alma, uma adolescente de 17 anos que leva uma vida simples, em um ambiente maçante junto com sua mãe Jenna e seus dois irmãos Lina e Evan. Ela tem uma beleza incomum que atraí diversos olhares de admiração. Ela é determinada e inteligente, mas extremamente egocêntrica e presunçosa.


[...] Às vezes me dizem que sou fria. Talvez seja mesmo. Mas saber dosar as emoções é uma necessidade, além de um dever: sorrisos e lágrimas podem ser muito perigosos se ficarem fora de controle. Devem ser administrados com conta-gotas para não caírem nas mãos de algum desgraçado capaz de usá-los contra você mesma [...].


Jenna é enfermeira. Divorciada de seu primeiro marido (pai de Alma), e teve seu segundo casamento dissolvido em tragédia, quando seu marido (pai de Lina e Evan) tira a própria vida jogando-se de uma varanda. Jenna e Lina encontraram o corpo, e em choque Lina vive no mais absoluto ostracismo enquanto Evan usa vestimentas escuras, piercings corporais e vive numa inércia enervante sendo sua interação exclusivamente focada em sua namorada.



Um dia Alma se apaixona por um caderno roxo, que compra sem pensar. Desde então, enigmaticamente, ela inicia uma série de sonhos obscuros, que aparecem transcritos a próprio punho no tal caderno. Apesar de que ela ache bem esquisito não recordar de pessoalmente escrever no caderno, procura não dar relevância à questão. Porém quando dias depois informes sobre assassinatos macabros são noticiados e descrevem com exatidão tudo que estava escrito no seu caderno, Alma fica aterrorizada. Ela percebe que está testemunhando sonhos premonitórios e não tem a menor noção do que fazer, a quem recorrer e como evitar que as mortes aconteçam.


[...] Acordo sobressaltada. Tudo escuro. Acendo a luz e vejo meu caderno roxo. Está ali no chão, ao pé da cama, na mesma posição em que o deixei. Como se esperasse por mim, com aquela página cheia de uma caligrafia que não me lembro de ter escrito [...].


Mas como desgraça pouca é bobagem, a vida de suas três amigas Seline, Naomi e Agatha começam a desmoronar. Alma tenta manter o elo que une as três intacto, mas está cada dia mais complicado manter a amizade, frente a tantos problemas e tragédias, e como se ainda não fosse suficiente Alma acaba sendo o ponto central de estranhos vestidos de preto, com rostos encobertos que começam a atormentá-la quando ela está em lugares escuros e solitários.


Alma está realmente atemorizada (eu também), sua vida está em risco e o único que parecer ter as respostas que ela precisa é Morgan. Alma sente-se atraída por ele enquanto ele parece saber a hora certa de aparecer, sempre nos momentos mais oportunos. Seria até legal né galera, um anjo protetor amigo se não fosse o carinha tão misterioso e taciturno.



O que fica bem explícito nessa narrativa instigante é que um mistério pra lá de escabroso se oculta na vida de Alma. Realmente o livro é muito bem escrito e possui uma história eloquente, recheado de mistérios. E se você pensa que obtive as respostas para todas as minhas perguntas sinto decepcioná-lo, na verdade sai com mais caraminholas na cabeça do que quando comecei a ler a história.  Mas em nada tira a ótima classificação que dei a esse livro, na verdade me fez foi devorar os outros dois livros da série.


[...] Há um mundo de luz além dessas trevas, só que está escondido. E cabe a nós encontrar um forma de chegar lá [...].

Sei que a história criada por Elena P. Melodia não possui muitas resenhas positivas, mas adoro tirar minhas próprias conclusões. Não digo que o livro foi totalmente absorvente, tem partes que são monótonas, mas analisando como um todo achei a história surpreendente.


Enfim recomendo demais a leitura. Se você gosta de mistérios, suspense, histórias não reveladas, protagonista forte e impertinente com perspectivas de um bom romance esse é o seu livro.

14 comentários:

  1. Caramba!
    Nunca tinha ouvido falar desse livro e fiquei arrepiada aqui! Parece ser mesmo ótimo, adoro suspense.
    Tenho certeza que todo o suspense consegue tirar um pouco da monotonia que vc disse existir em algumas partes do livro.
    Beijos,
    Déia
    Own Mine

    ResponderExcluir
  2. Estou apaixonadaaaaaa por este livro, que coisa mais linda e admirável essas fotos <3 Quero ler para ontem e preciso dele.
    Beijão

    ResponderExcluir
  3. Oi Nádya, eu ainda não conhecia o livro e então não tinha visto nenhum comentário sobre ele, pelo que vi na tua resenha eu achei o livro muito sinistro! achei curioso o fato dos sonhos e sobre a vida das amigas dela desandarem também, fiquei curiosa mas não digo que leria, tenho um certo receio com livros desse gênero

    ResponderExcluir
  4. cara, se eu fosse Alma, tbm ficaria super assustada... :O
    só na sinopse já fiquei com medinho kkkkkkkkkkkkkk
    Achei a premissa muito interessante, e leria o livro de boas... já anotei a recomendação...
    bjs ^^

    ResponderExcluir
  5. Oi Nádya, é uma mistura que tem tudo para me agradar sim, por isso ela já estava na minha lista e vai continuar lá. Muito bom quando temos personagens, e principalmente no caso do protagonista, fortes.
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir
  6. Não conhecia o livro, e não queri estar no lugar de Alma. Aliás, que nome sugestivo, hein! Fiquei encantada com a premissa e, apesar do arrepio, pretendo ler a obra, pois fiquei muito curiosa para saber qual é o mistério do caderno roxo. Adorei a resenha!

    Tatiana

    ResponderExcluir
  7. A maioria não gosta do livro porque não gosta da protagonista. Então eles não leem os próximos livros, e não sabem porque ela é assim. Aí odeiam pra sempre.

    Pra quem não sabe, é italiano. Mas o engraçado é o fato de que, por Elena não dar nome aos bois, podemos associar com qualquer lugar, tanto Europa, quanto EUA, ou até mesmo Brasil.

    ResponderExcluir
  8. Nádya, achei a capa bem bonita, mas a história em si não conseguiu mexer comigo.
    Não despertou meu interesse e acho que não leria.
    Que bom que pra você até que funcionou bem, mas não gosto de suspense.

    Lisossomos

    ResponderExcluir
  9. Olá Nádya, achei o enredo bem interessante...coitada da protagonista, kkkk
    Tenho que te dar os parabéns, uma coisa que eu adoro em suas resenhas são as imagens...uma mais linda que a outra. Eu nem me arrisco pois sou péssima no quesito fotografia. Parabéns!!!

    Beijokas da Quel ¬¬
    Literaleitura

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...