Blogger Widgets

@DarkSideBooks lança visão original do clássico cult Donnie Darko


Donnie Darko

A visão original de uma obra-prima



- Por que você usa essa fantasia idiota de coelho?
- Por que você está vestindo essa fantasia ridícula de homem?

Você ainda não viu esse filme. Mesmo que seja fã de carteirinha, e já tenha assistido a Donnie Darko mais de uma vez - ou dez, ou quinze, quem está contando? Pois a versão que a DarkSide Books está lançando em 2016 é inédita. Pela primeira vez no Brasil, você poderá entrar de cabeça no universo paralelo de Frank, Donnie e seu criador.


Não se trata de uma adaptação do longa-metragem de 2001, e muito menos de um romance que poderia ter inspirado o cineasta Richard Kelly. DONNIE DARKO, o livro, apresenta na íntegra o roteiro original. A primeira materialização da história, sua chance de conhecer a visão original dessa intrigante obra-prima. Kelly escreveu Donnie Darko muito antes de conseguir ordenar luzes, câmera, ação. E mesmo sem atores, figurinos e efeitos especiais, Donnie já estava lá, angustiado com o fim do mundo anunciado por um arauto vestido de coelho.


CLIQUE AQUI E COMPRE O LIVRO
 Um detalhe interessante: boa parte da trilha sonora já estava lá, no roteiro. As canções escolhidas pelo cineasta – de bandas como Tears For Fears, Echo and the Bunnymen – ajudam a costurar a narrativa, como numa ópera pop do final dos anos 1980, período em que se passa a história. Outra curiosidade: assim como em Os Goonies (outro sucesso do cinema que virou livro pela DarkSide Books), a trama de Donnie Darko se passa às vésperas do Dia das Bruxas, data do aniversário da editora. Quem mais poderia lançar livros assim?

A história de Donnie Darko é fácil de resumir – e talvez por isso mesmo ele tenha se transformado no filme preferido de tanta gente mundo afora: um adolescente problemático, com sintomas de esquizofrenia e sonambulismo, escapa da morte quando uma turbina de avião cai no seu quarto. Ele passa a ter visões com Frank, o humano numa estúpida roupa de coelho, ou seria o contrário?



Enquanto espera pelo fim do mundo (contagem regressiva em 28:06:42:12), e pelo Dia das Bruxas, Donnie enfrenta conflitos que todos nós já experimentamos em algum momento da vida: professores autoritários, a descoberta de uma paixão, hormônios à flor da pele, diálogos reticentes entre pais e filhos, a eterna busca pelo sentido da vida – se é que ele pode mesmo ser encontrado.

Além do roteiro original, Donnie Darko, o livro surpreende pelo conteúdo extra. A começar pelo prefácio exclusivo, assinado por Jake Gyllenhaal. O astro de sucessos como Zodíaco, Soldado Anônimo, Príncipe da Pérsia e O Segredo de Brokeback Mountain, que lhe rendeu uma indicação ao Oscar, até hoje é parado nas ruas por admiradores que querem saber sua opinião sobre o que realmente Richard Kelly quis contar em seu filme de estreia.




E se você também está curioso, por que não ler o que o próprio diretor e roteirista tem a dizer sobre Donnie Darko, Gretchen, Frank e companhia? Kelly concede uma robusta entrevista sobre todo seu processo de criação. Uma verdadeira aula sobre o amor ao cinema e as armadilhas da indústria do entretenimento.

Para ficar ainda mais completa, a Limited Edition da DarkSide Books – em capa dura, marcador exclusivo e aquela qualidade que qualquer leitor exigente sente gosto de exibir na estante de casa – traz uma surpresinha a mais: A Filosofia da Viagem no Tempo. Isso mesmo, uma reprodução de trechos do livro escrito por Roberta Sparrow, a Vovó Morte do filme. É o livro que Donnie lê para tentar desvendar o que está acontecendo no mundo ao seu redor. Agora você tem a mesma oportunidade. Quem sabe não encontre finalmente as respostas que tanto procurava?


Tempo e espaço são relativos. Prepare-se para saltar de volta à uma época mágica. Antigos fãs e novas gerações podem se conectar mais uma vez com DONNIE DARKO, dessa vez nas páginas da DarkSide Books. Boa viagem.

Autor

Richard Kelly é filho de um físico da NASA e de uma professora de língua inglesa. Estimulado pelos pais, estudou literatura e artes plásticas desde cedo, e ganhou uma bolsa na faculdade de cinema da USC, na Califórnia. Aos 25 anos, dirigiu seu primeiro longa-metragem, o fenômeno Donnie Darko, considerado pela revista Empire o segundo melhor filme independente de todos os tempos, perdendo apenas para Cães de Aluguel, de Quentin Tarantino. Em 2009, dirigiu Cameron Diaz em A Caixa (2009), longa inspirado num episódio clássico de Além da Imaginação.


 

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...