Blogger Widgets

[Resenha #837] Que Falta Você Me Faz - Harlan Coben @editoraarqueiro


Que Falta Você Me Faz
Harlan Coben
SBN-13: 9788580414035
ISBN-10: 8580414032
Ano: 2015
Páginas: 368
Editora: Arqueiro
Classificação: 4 estrelas
Skoob
Compre: Submarino

Sinopse:
Resgatar um amor do passado nem sempre é a melhor das ideias. Dezoito anos se passaram desde que a detetive Kat Donovan sofreu as maiores perdas de sua vida: a morte do pai e o fim do relacionamento com o noivo. Foram dois acontecimentos muito bruscos que ela ainda não conseguiu superar totalmente, mas, no dia a dia, prefere não pensar muito nisso. Contudo, de uma só vez, essas duas feridas voltam a se abrir. Ao saber que o assassino de seu pai será executado, Kat resolve ter uma conversa com ele para esclarecer o caso. Mas o homem nega a autoria, dizendo que foi obrigado a confessar o crime, e ela acaba ficando com mais dúvidas. Ao mesmo tempo, a detetive é procurada por um garoto que acredita que a mãe está desaparecida. Sem entender por que o adolescente insiste que ela, e não um outro policial, investigue o caso, Kat descobre que o sumiço está relacionado a seu ex-noivo e a um site de relacionamentos.
Lidando com dois casos simultâneos, ela decide seguir em frente com as investigações, mesmo que todos ao seu redor tentem dissuadi-la disso. Determinada, Kat trabalha segundo suas emoções, e a intuição lhe diz que ela não deve desistir. Neste livro, mais uma vez Harlan Coben trata de perigos e riscos que podem estar mais próximos da nossa realidade do que se imagina. O resultado é um romance instigante que traça um cenário verossímil e impactante, fazendo um alerta para ameaças atuais que rondam nosso mundo virtual.



A detetive Kat Donovan, há 18 anos, passou pelos piores episódios de sua vida: o fim do relacionamento com o amor de sua vida, Jeff, e a morte de seu tão amado pai. Agora, já com 40 anos, Kat ainda revive as dores desses dois acontecimentos. No entanto, de uma hora para outra, tudo parece retornar.




A amiga de Kat, Stacy, a cadastra em um site de relacionamentos. Mesmo contrariada, Kat resolve entrar na conta que a amiga criou. Enquanto passa por vários perfis totalmente desinteressantes aos seus olhos, uma foto lhe chama a atenção. Lá está ele, o fantasma na vida de Kat: Jeff.

“Todo sofrimento do passado voltou à tona num piscar de olhos e ela agora sentia no peito as mesmas pontadas de dezoito anos antes, como se Jeff tivesse acabado de sair pela porta às suas costas. Kat ergueu a mãe tremula e tocou o rosto dele na tela.” p. 15




Concomitantemente, o assassino do pai de Kat, Monte Leburne, que foi condenado à prisão perpétua, encontra-se a beira da morte. Kat não pode perder a oportunidade de falar com ele uma última vez, para esclarecer o caso de uma vez por todas. No entanto, o que ela descobre é ainda mais chocante do que ela imaginava: Leburne não matou seu pai.

“Monte Leburne. Foi como se o nome tivesse sugado todo o ar da sala. Ao cabo de uma vida essencialmente inútil, dedicada apenas à destruição, Monte Leburne vinha cumprindo sua pena vitalícia pelo assassinato de Henry Donovan.” p. 34




Por fim, um terceiro acontecimento parece completar a onde de acontecimentos que atingiu Kat: Brandon, um garoto de 19 anos, procura Kat para dizer que sua mãe, Dana, desapareceu. O que Kat não entende é: Por que Brandon a procurou? Por que, especificamente, ela?


“A bem da verdade, o belo dificilmente existiria sem o feio. Como identificar a luz se não houvesse escuridão?” p. 74



Harlan Coben nos lança em um Universo de acontecimentos interligados e, inicialmente, confusos. No entanto, devo dizer que essa confusão é boa, pois nos deixa com vontade de ler mais e mais.

“Na vida, precisamos de respostas. Respostas que nos ajudem a fechar nossas feridas.” p. 181



Infelizmente, eu achei o livro muito denso. Por mais que a história seja muito interessante e intrigante, o ritmo extremamente lento da escrita me deixou profundamente incomodada. Os acontecimentos se arrastavam e o livro foi ficando cada vez mais confuso. A resolução dos fatos só acontece nas últimas páginas e, antes disso, ficamos no meio de uma leitura cega.



Enfim, o enredo é, realmente, muito bom. No entanto, como eu disse, a história pareceu se arrastar além do necessário, o que tornou a leitura bastante cansativa. Ainda assim, não posso deixar de reconhecer a genialidade do autor, que criou um emaranhado de acontecimentos que se completam e inter-relacionam.



4 comentários:

  1. Gostei dos livros que li até hoje do Harlan Coben, pretendo ler esse! Bjs!

    ResponderExcluir
  2. Nunca li nada do autor, gostei da sua resenha, me deixou curiosa para saber mais da história.
    Não tenho muita paciência para livros que são lentos, gosto de ação...mas a premissa desse pareceu-me interessante.

    www.detudopouco.com.br

    ResponderExcluir
  3. Como assim a escrita dele é arrastada??? Acho que não deu sorte. Não desista! Pegue um da série Myron Bolitar pois tenho certeza que vai se apaixonar!! Sua resenha está maravilhosa! Parabéns!
    http://virtualcheckin.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Ainda não li nada do Harlan Coben e acho que tenho medo de ficar muito tempo na historia rs É como você disse, a historia parece ser arrastada e fico com medo.
    Gostei da resenha.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...