Blogger Widgets

[Resenha #838] Uma Vez na Vida – Marianne Kavanagh




Uma Vez na Vida
Marianne Kavanagh
SBN-13: 9788567028194
ISBN-10: 8567028191
Ano: 2014
Páginas: 288
Editora: Única
Classificação: 2 estrelas
Skoob

Sinopse:
Uma história de amor, encontros e.... desencontros! Conheça Tess. Obcecada por roupas vintage, ela está sempre enrolada no emprego que detesta e em dúvida sobre seu namorado bonitão Dominic, que conheceu na universidade. Morando em um adorável apartamento com sua melhor amiga, Kirsty, ela poderia se considerar uma pessoa de sorte. Mas se sua vida é tão perfeita, por que ela se desfaz em lágrimas toda vez que pensa no futuro? Conheça George. Um músico brilhante que divide seu tempo entre brigar com os companheiros de sua banda de jazz e se preocupar com o pai doente. Mas ele sabe que a vida não é só isso. Deve haver mais alguma coisa. Algo especial. Tess e George são duas partes de um todo, almas gêmeas. Para a sorte deles, seus amigos em comum sabem que eles são feitos um para o outro. O problema é que eles não se conhecem e, sempre que a oportunidade aparece, a vida chacoalha os dois para longe. E agora? Se todos têm uma alma gêmea, como o destino faz para uni-los?
Acompanhe a história divertida e apaixonante de Tess e George durante uma década de encontros malsucedidos, frustrações românticas e uma dúzia de recomeços. Uma vez na vida é uma comédia romântica moderna e inteligente sobre amizade, destino e oportunidades perdidas e reconquistadas!



    Quando li a sinopse de Uma Vez na Vida, logo pensei que esse seria um daqueles livros que contam os trágicos encontros e desencontros daquele casal que nasceu para ficar junto, mas que, por algum motivo, não percebe isso. Esperei algo parecido com Um Dia. Porém, o que já não era muito bom, ficou ainda pior.



    Uma Vez na Vida não se trata de um livro de encontros e desencontros, como afirma a sinopse, mas, sim, de um único e completo desencontro. A verdade é que Tess e George levam vidas diferentes, separadas e independentes entre si. Eles possuem amigos em comum, mas é só isso.


“Trabalho é o que precisa ser feito pra pagar o aluguel. Vida é o que acontece quando seu turno termina.” p. 13

    Kirsty, amiga de Tess, insiste em dizer que George é a alma gêmea de Tess. Porém, Tess não só não conhece o tal do George, como também está em um relacionamento sério com Dominic desde a época da universidade.






    E é dessa forma que o livro decorre. Tess vivendo a sua vida e George vivendo a dele, sem nenhum contato. Porém, a verdade é que eles não estão vivendo, estão sendo levados pela maré da vida, controlados por outros e sem assumir as rédeas do próprio destino.


“Não dá para surfar pela vida numa onda de emoções. Os sentimentos extremados não levam a lugar nenhum.” p. 119

    Tess faz, basicamente, o que Dominic quer que ela faça. Já George é controlado por Stephanie, a esposa. Tanto Dominic quanto Stephanie são trabalhadores e possuem objetivos claros na vida. Já Tess e George não sabem ao certo o que querem e não conseguem tomar decisões.


“A vida lhe pertence, não é de ninguém mais. Na maioria das vezes, a única coisa que nos impede somos nós mesmos.” p. 243





    Infelizmente, não gostei dos protagonistas, os achei imaturos e dramáticos. O objetivo da autora pareceu ser contar as histórias de cada um dos personagens, para mostrar como eles são perfeitos um para o outro e como estão infelizes por estarem separados. No entanto, tudo isso se tornou muito cansativo e entediante.


“Depois que ficamos juntos, tudo o que a gente não podia fazer antes se tornou possível. Demos coragem um pro outro. Demos esperança um pro outro.” p. 284


    A narrativa é feita em terceira pessoa, ora contando a história de Tess e ora a de George. O livro começa no ano de 2002 e vai até 2012. Esse é um livro que fala essencialmente sobre a vida, desde seus aspectos mais insignificantes até os mais complexos e significativos. Então, se você gosta de livros assim, talvez goste de Uma Vez na Vida. Porém, se você é como eu e espera uma grande história de amor, esse não é o livro ideal para você, pois, como eu disse, o ritmo do livro é muito lento e cansativo.


3 comentários:

  1. Oi Pri!
    Então, eu adorei demais as fotos e a resenha, mas não fiquei nem um pouco interessada pela história. Quando as coisas demoram muito a acontecer, tendenciosamente, fico entediada e largo o livro de lado sem previsão de voltar a ler. Defeito feio, eu sei...

    Beijos!
    Fabi Carvalhais
    Pausa Para Pitacos | Participe do TOP COMENTARISTA | Promoção PQ SIM!

    ResponderExcluir
  2. Se pudesse dava estrelas NEGATIVAS para esse livro! Como eu odiei ele!
    Tudo o que vc disse descreveu bem como me senti, tanto em expectativas quando em opiniões sobre o que eu achei dele. Esse livro é muito maçante, os personagens são péssimos (Eu ficava querendo entrar no livro pra dar uns chacoalhões neles, e as vezes um tiro! kkkk)Não consegui gostar de nenhum dos protagonistas, e no final eu estava era torcendo contra eles. Não sei como consegui chegar a terminar de ler esse livro. Eu acho que mereço um prêmio, é sério. Fazia tempo que eu não lia nada tão ruim quanto ele.

    ResponderExcluir
  3. Gente!! Eu sou louca pra ler esse livro, agora estou meio que com medo.
    Sempre achei que a historia fosse boa...

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...