Blogger Widgets

[Resenha #852] Nova Ordem Mundial - A Guerra dos FAE @geracaobooks @ElleCasey


A Guerra dos FAE – Nova Ordem Mundial - Livro 4
Elle Casey
ISBN-10: 8581303137
ISBN-13: 978-8581303130
Ano: 2016
Páginas: 384
Editora: Geração
Classificação: 5 estrelas
Skoob
Compre: Saraiva

Sinopse:
Jayne e seus amigos estão numa encruzilhada, tendo que enfrentar a batalha final que decidirá a formação da nova ordem exigida pelo mundo sempre em guerra entre os Fae da Luz e da Escuridão. Jayne se encontra numa encruzilhada não somente no terreno da estratégia e da magia, mas também do coração, que está dividido entre seu anjo da guarda e seu amigo elemental, Chase e Spike. Acontecimentos inesperados darão um toque surpreendente de romantismo e lágrimas neste último volume da "Guerra dos Fae". Surpresas após surpresas são mantidas até o final, que será ainda mais surpreendente para os fãs da insolente e destemida Jayne. E estão de volta o bom humor com o duende Tim e suas palhaçadas, bem como todos os perigos de um mundo onde de cada personagem ou situação pode brotar uma revelação inesperada, exigindo novas lutas e difíceis adaptações. O mundo de aventuras de Elle Casey em "A Guerra dos Fae" tem aqui um encerramento apoteótico e brilhante.



*Contém spoiler dos outros livros*

Olá galera! Finalmente matei meu desejo e terminei a série A Guerra dos Fae da autora Elle Casey! E o que posso dizer? Bem... Foi realmente incrível e estou muito feliz em finalmente ter pego uma série inteligente, criativa e muito bem estruturada.


Para quem não sabe vou recapitular rapidamente. A série trata de jovens ditos comuns, que um dia descobrem que são na verdade Fae (nada de feio, não confundam), ou seja, seres com poderes mágicos onde cada um desses jovens possuem uma habilidade diferenciada. Esses Fae são divididos em duas classes distintas, os Fae da Luz e os Fae das Trevas e como vocês já podem imaginar eles brigam entre si durante todo esse enredo de sucesso. Mas pasmem vocês que esse quarto volume traz uma senhora reviravolta, onde ficamos cientes que existe um poder maior e mais perigoso, e que os tão crucificados Fae das Trevas não são as únicas ameaças para os Fae da Luz, e que na verdade eles terão que se associar para juntos combaterem essa ameaça, esse inimigo supremo.
Para minha surpresa teremos a inserção de novos personagens, que permitirão que a narrativa fique ainda mais fascinante (se é que ainda seja possível), bem como grandes reviravoltas que irão pender tanto para o lado alegre, quanto para o lado melancólico bem como para o lado: trucide essa autora!


Posso afirmar que o grande êxito dessa série se dá pelo bom humor consistente, os personagens extremamente bem construídos e uma protagonista que se manteve fiel a seus sentimentos e linguagem única. Elle Casey manteve-se leal e meticulosa em inserir doses de comicidade mesclados a personalidades talentosos e interações pessoais, com estrema maestria e claro muita inteligência.


A única ressalva que faço após a leitura desses quatro livros é justamente o final de Nova Ordem Mundial, onde a nossa inesquecível e boca suja Jayne Sparks, ficou extremamente passiva frente a final que achei forçado e foi de encontro a tudo que acreditei que ela não faria. Sinceramente esperava um final mais digno para uma protagonista tão perspicaz que aprendi a admirar por todas essas páginas, mesmo ela tendo essa língua ferina um humor bem sarcástico.


Vou explicar um pouco mais, pois não quero tirar todo o crédito dessa obra tão bem orquestrada. Em todos os livros o romance nunca foi o ponto central da história, mas no final todo o romantismo que foi negado nas outras obras irrompe de uma maneira que achei incoerente, principalmente quando o personagem mais improvável é colocado como uma criatura superior e um outro personagem é jogado de maneira abrupta dentro de um contexto incongruente. Enfim, me senti lesada perante essa falta de opção e destino forçado da Jayne.


[...] Apoiei-me em seu peito e respirei profundamente, puxando o máximo de sua essência para meu cérebro. Ele cheirava a lar. Não meu lar humano, na Flórida, e nem o complexo dos fae da luz; mas lar mesmo [...].

Sei que pela forma como foi lançado esse final, era o único passível de se realizar, afinal todas as opções foram jogadas por terra restando apenas uma necessidade de fazer algo acontecer de maneira necessária. Se foi justo? Claro que não! Mas foi um final bem ao estilo satírico da autora.


Sei que posso estar parecendo confusa, louca ou passando uma impressão errada do livro... Mas apenas queria deixar registrado que Jayne merecia mais. Enfim, recomendo a obra, mesmo não sendo o final que imaginei. Mas galera, não desistam, este livro ainda vale a pena, assim como todos os demais da série ok?


Por fim, mais um lindo trabalho da Geração Editorial que continuou com uma diagramação coerente. A fonte continua excelente para leitura e suas páginas em papel pólen são perfeitas. A capa segue o padrão utilizado, sendo ela bem fosca e com títulos e subtítulos em verniz. Leiam, vocês vão curtir, e quem sabe concordem comigo quando digo que foi realmente uma viajem literária incrível.


Sim, quero ratificar uma informação, a série que eu disse que era composta por 4 livros, são na verdade 10, embora a Geração Editorial ainda não detenha o direito de publicação do quinto livro e os outros dois últimos livros da série ainda estejam em fase de elaboração. Quem sabe ainda tenha muita coisa interessante vindo por aí?



0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...