Blogger Widgets

[Resenha #864] A Cidade Murada - Ryan Graudin @editoraseguinte @ryangraudin


A Cidade Murada
Ryan Graudin
ISBN-13: 9788565765633
ISBN-10: 8565765636
Ano: 2015
Páginas: 400
Editora: Seguinte
Classificação: 4 estrelas
Skoob
Compre: Saraiva


A Cidade Murada é um terreno com ruas estreitas e sujas, onde vivem traficantes, assassinos e prostitutas. É também onde mora Dai, um garoto com um passado que o assombra. Para alcançar sua liberdade, ele terá de se envolver com a principal gangue e formar uma dupla com alguém que consiga fazer entregas de drogas muito rápido. Alguém como Jin, uma garota ágil e esperta que finge ser um menino para permanecer em segurança e procurar sua irmã. Mei Yee está mais perto do que ela imagina: presa num bordel, sonhando em fugir… até que Dai cruza seu caminho.
Inspirado num lugar que existiu, este romance cheio de adrenalina acompanha três jovens unidos pelo destino numa tentativa desesperada de escapar desse labirinto.


Resenha:

 Eu sou uma pessoa muito influenciável, principalmente quando o assunto são os nossos amados livros. Eu vi um vídeo do Victor, do canal Geek Freak, praticamente endeusando esse livro e quando surgiu a oportunidade de lê-lo, não pude deixar passar. A Cidade Murada é um livro carregado de emoções que deixa a gente ansioso para o final, sem contar aquele sentimento delicioso de nostalgia.


O livro tem uma pegada um pouco distópica, que eu adoro!
Hank Nan, a Cidade Murada, é nada mais, nada menos uma cidade que foi crescendo de forma muito precária, dando abrigo para bandidos e outros desabrigados das cidades vizinhas. A criminalidade e a pobreza são o ponto forte do lugar e é nesse cenário que conhecemos os três personagens principais: Jin, Dai e Mei Yee.


Dai é um garoto com um passado obscuro, que foi obrigado a ir para Hank Nan para pagar uma dívida de tempos e, para isso, precisa cumprir uma tarefa. Jin, apesar de usar os cabelos curtos e se disfarçar de menino (meninas de rua na Cidade Murada não tem chance nenhuma de sobrevivência, acabam indo para bordéis) foi parar no lugar por um motivo: salvar sua irmã que foi vendida para uma casa de prostituição. Não é difícil imaginar que Mei Yee é a irmã perdida, que foi vendida pelo próprio pai e, não sei se estou certa ao dizer isso, é que mais sofre dentre os personagens.


O livro é narrado em primeira pessoa, sobre três pontos de vista, os dos protagonistas da história e vai passando de acordo com os dias, em contagem regressiva, que Dai têm para cumprir a tal tarefa que lhe foi imposta. Gosto desse tipo de narrativa porque conhecemos o ponto de vista, a vida, o sentimento de todos os personagens, além do bônus de sabermos o que eles acham um do outro. Ah, é importante ressaltar que essa cronologia é super importante, já que cada vez que o prazo final se aproxima, o livro fica mais tenso (num bom sentido, é claro).



Hank Nan é tão extraordinária que acabou se tornando um personagem do livro também. As descrições, as pessoas, o aperto que elas passavam... Tudo foi muito bem elaborado por Ryan Graudin. O mais legal de tudo é que realmente existiu uma Cidade Murada, chamada Kowloon, e fica na China. A autora fez uma viagem para ver as ruínas e fez muuuuuuita pesquisa para montar a Hank Nan e ainda conseguiu manter sua originalidade.


Os personagens, apesar de terem pouca idade, são maduros demais, grande parte disso por causa de todas as coisas que eles passaram para se manterem vivos. Aliás, para um livro juvenil, muitas cenas são pesadas até demais. A leitura do livro, no geral, dá uma certa angústia, dá aquele sentimento que a gente tem quando desejamos do fundo do coração que tudo dê certo no final. Apesar de ter esperado um pouquinho mais da história, simplesmente adorei esse livro.

Quotes 

 

"Existem três regras para sobreviver na Cidade Murada. Corra muito. Não confie em ninguém. Ande sempre com uma faca." 


"Posso até não ser uma boa pessoa, mas vou virar uma. Vou escrever uma nova resposta para quem sou eu: o herói que a menina da janela vê." 

2 comentários:

  1. Logo que li a sinopse desse livro fiquei muito impressionada quando soube que a cidade murada realmente existe, e as imagens que eu vi foram de tirar o fôlego! Quero muito ler esse livro! Bjs

    ResponderExcluir
  2. Adoreiiii!
    Eu amo distopias, então, o livro já me conquistou de cara.
    Ótima resenha.
    Beijosss!!!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...