Blogger Widgets

[Resenha de Filme] Capitão América Guerra Civil


Capitão América: Guerra Civil
Diretor: Joe Russo, Anthony Russo
Gênero: Ação; Fantasia
Ano: 2016
Duração: 2h 27min
Classificação: 5 estrelas


Steve Rogers (Chris Evans) é o atual líder dos Vingadores, super-grupo de heróis formado por Viúva Negra (Scarlett Johansson), Feiticeira Escarlate (Elizabeth Olsen), Visão (Paul Bettany), Falcão (Anthony Mackie) e Máquina de Combate (Don Cheadle). O ataque de Ultron fez com que os políticos buscassem algum meio de controlar os super-heróis, já que seus atos afetam toda a humanidade. Tal decisão coloca o Capitão América em rota de colisão com Tony Stark (Robert Downey Jr.), o Homem de Ferro.




Capitão América: Guerra Civil é, sem dúvida, um dos filmes mais aguardados de 2016. Felizmente, o filme ultrapassa as expectativas e nos proporciona um show de atuações, roteiro, direção e fotografia.

    Tudo começa quando alguns vingadores (Capitão América, Viúva Negra, Feiticeira Escarlate e Falcão) partem para uma missão em Lagos, Wakanda, para evitar que uma arma biológica seja roubada. Parcialmente bem sucedida, a missão acaba com a arma biológica nas mãos dos heróis, mas, com inocentes mortos.





    Esse evento, somado a outras missões que deixaram muitos mortos (em Nova York, Washington DC e Sokovia), acaba fazendo com que o governo decida intervir na autonomia do grupo de aprimorados. É proposto o Acordo de Sokovia, assinado por 117 países, que faria com que os Vingadores se tornassem uma “propriedade” do governo, supervisionado pela Organização das Nações Unidas e apenas podendo agir se a ONU assim desejasse.






    Tony Stark, abalado pelas mortes que causou, é o primeiro a concordar com o acordo. Outros heróis se juntam a ele, entre eles, Natasha Romanoff (Viúva Negra) que, apesar de sua amizade com Steve Rogers (Capitão América), considera o acordo como uma boa opção. Para piorar ainda mais a situação, Bucky (Soldado Invernal), velho amigo de Steve Rogers, retorna ameaçado. Determinado a proteger seu amigo, Steve fará qualquer coisa, até mesmo colocar em risco as vidas de seus ex-companheiros.




    O roteiro é bem elaborado e dispensa vilões. Mesmo assim, temos Helmut Zemo que constrói magistralmente um vilão diferente de todos os outros vilões da Marvel. Helmut é estrategista e, ao invés de usar a força, ele usa a inteligência para tentar vencer os heróis. 





    Todos os personagens possuem motivações complexas e verdadeiras que dão ao filme profundidade e sensibilidade, algo que tem acontecido com crescente frequência nos filmes de super-heróis. A mudança na personalidade de Tony Stark é palpável. O gênio que antes apresentava uma postura altiva e sarcástica, mantém o cinismo, mas, dispensa a superioridade, se mostrando fragilizado e frustrado.



    Outro personagem que merece destaque é Visão, interpretado por Paul Bettany, que adquiriu uma inesperada personalidade humanizada, inclusive, sendo capaz de cometer erros. Porém, sem dúvidas, a maior novidade é o novo Homem-Aranha, interpretado brilhantemente por Tom Holland. Engraçado, inteligente e facilmente impressionável, o mais novo Peter Parker estreou deixando um gostinho de quero mais. Além dos já citados, temos ainda Homem-Formiga e Pantera Negra que possui grande importância para o desenrolar da trama. Gavião Arqueiro e Feiticeira Escarlate também estão de volta, sendo que Wanda assume um papel de grande impacto no longa.



    O lado cômico do filme foi muito bem colocado e sua proporção parece ter sido calculada matematicamente, não ultrapassando o aceitável, já que o filme possui um clima denso e seria fácil errar na medida. O clímax do filme é a batalha entre vários heróis em um aeroporto e apresenta takes muito bem elaborados, onde podemos ver vários confrontos acontecendo ao mesmo tempo.


    O filme, apesar de longo, entretém e possui potencial para agradar o público de todas as idades. Poderia assisti-lo diversas vezes, sem cansar. O roteiro, apesar de ser baseado nos quadrinhos, se desenvolve de forma parcialmente independente e dá maior profundidade ao longa. Em minha opinião, Guerra Civil é um dos melhores, se não for o melhor, filme da Marvel.



6 comentários:

  1. Amei o filme, a resenha descreve exatamente o que o filme é, quero mais homem aranha, estou impressionada com a atuação do garoto. Parabéns Priscila Gatti

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkkkk' Também quero mais Homem-Aranha.
      Finalmente, encontraram o ator certo para o personagem.
      Beijosss!!
      Obrigada por comentar!

      Excluir
  2. Assisti ontem, e também adorei o filme!

    ResponderExcluir
  3. Oi Mi!
    Nossa, que resenha! Estou ainda mais curiosa para ver o filme. Adoro os heróis da Marvel e este filme é um dos que eu quero muito ver e ainda não pude. :(
    Um beijo!
    Lua.

    http://luahmelo.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É realmente muito bom o filme.
      Se puder ir assistir, vá. Vale a pena!
      Beijos!!
      Obrigada por comentar!

      Excluir
  4. Parece ser ótimo mesmo!!
    Estou louca pra assistir <3

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...