Blogger Widgets

[Resenha #907] A Garota do Calendário – Janeiro - Audrey Carlan ‪#‎AGarotaDoCalendário @Verus_Editora @AudreyCarlan


A Garota do Calendário - Janeiro
A Garota do Calendário # 1
Audrey Carlan
ISBN-13: 9788576865063
ISBN-10: 8576865068
Ano: 2016
Páginas: 144
Idioma: português
Editora: Verus
Skoob
Classificação: 5 estrelas
Compre: Submarino

Sinopse:
 Mia Saunders precisa de dinheiro. Muito dinheiro. Ela tem um ano para pagar o agiota que está ameaçando a vida de seu pai por causa de uma dívida de jogo. Um milhão de dólares, para ser mais exato. A missão de Mia é simples: trabalhar como acompanhante de luxo na empresa de sua tia e pagar mensalmente a dívida. Um mês em uma nova cidade com um homem rico, com quem ela não precisa transar se não quiser? Dinheiro fácil. Parte do plano é manter o seu coração selado e os olhos na recompensa. Ao menos era assim que deveria ser... Em janeiro, Mia vai conhecer Wes, um roteirista de Malibu que vai deixá-la em êxtase. Com seus olhos verdes e físico de surfista, Wes promete a ela noites de sexo inesquecível — desde que ela não se apaixone por ele.


Resenha:

Um ano, uma trajetória, luxúria e apenas um compromisso: salvar a vida da pessoa que se ama! Assim, adentramos no mundo conturbado de Mia, uma jovem de 24 anos que ainda criança foi desprezada pela mãe. Sua irmã Madison e ela foram criadas pelo pai, que amava as filhas e fez de tudo para ampará-las, mas também adorava jogos de azar, regados a bebida.

Mia nunca teve sorte com os homens, fato! Mas sua ultima experiência foi a mais desastrosa de todas. Blaine que se intitulava um executivo, era um agiota e acabou emprestado um milhão de dólares ao pai de Mia, dinheiro esse que com certeza não seria pago.

Após seu pai ser surrado impiedosamente pelos comparsas de Blaine, ficando entre a vida e a morte por conta dessa dívida, Mia resolve ajudar o pai a tentar sanar seu débito antes que o preço se torne caro demais, suas próprias vidas. Ela chega à conclusão que para salvar a si mesma e a seu pai só existe uma solução, talvez não a correta ou a esperada, mas uma escapatória que salvaria a todos da desgraça! Ela se tornaria uma acompanhante de luxo na empresa de sua tia Millie e tentaria ao longo de 12 meses saldar a dívida do pai que agora era sua responsabilidade.


As atribuições não eram ruins. Mia teria que passar cada mês com um cliente diferente. Homens ricos, bonitos, bem sucedidos e interessados em proporcionar um mês agradável a sua acompanhante. Sexo não era uma prerrogativa, mas poderia ser considerado se assim desejassem. Mia concederia seu corpo para ser exibido, sua educação para ser apreciada e sua discrição como aliada. Trabalhos simples e satisfatório concordam? Afinal ela lucraria, receberia seu “salário” bem como viagens, lugares caros, roupas e joias financiados pelo abastado do mês.

Sua primeira obrigação seria Weston Channing. Um homem dotado de um bom papo e agraciado por uma beleza máscula, loiro e de olhos verdes (meu sonho de consumo quando era mais nova). Weston seria um grande problema pra Mia, já que nossa mocinha se viu atraída por ele nos primeiros momentos em sua presença. Ele é produtor de filmes e contratou Mia para participar de alguns eventos profissionais e pessoais. Ele julga que a figura de Mia afastará os assédios que ele sofre das mulheres ao participar dos eventos, que disputam loucamente por atenção, nunca permitindo que ele converse com as pessoas certas ou se foque no que ele necessita. Ou seja, Mia afastaria essas mulheres indesejáveis permitindo que ele fizesse contatos necessários e importantes a sua carreira.

Enfim, eles acabam se envolvendo muito mais que o esperado e desejado, e começam a se relacionar intimamente, deixando o leitor numa grande expectativa, afinal Mia ainda teria 11 clientes pela frente e não seria nada saudável ou normal nossa protagonista se envolver ao longo desses 12 meses com todos os seus acompanhantes, além do que ela precisava de dinheiro e teria que honrar com a dívida vigente, e se apaixonar não era uma alternativa.

A narrativa é excelente, embora aconteça de maneira superficial. Pelo menos não vi nesse primeiro livro um desenvolvimento aprofundado dos personagens e acredito que seja intencional afinal Mia precisa dizer adeus a cada término de contrato e ficaria cansativo se conhecêssemos a fundo cada um dos seus 12 clientes.

A Garota do Calendário é um livro hot, mas não discorre apenas de sexo ou posições sexuais inusitadas. Temos uma boa história por trás das cenas calientes e uma protagonista forte que com certeza proporcionara grandes momentos ao longo da série.

Adorei a oportunidade de ler este livro e ansiosa pelo próximo mês de Mia que trará em cena o Sr. Alec Dubois. Acredito que a aposta da Verus Editora em lançar a série A Garota do Calendário já é um sucesso.
Não posso discorrer muito do trabalho gráfico, pois recebi apenas a prova não revisada, porém a capa é linda e tenho certeza que o trabalho final será mais uma obra prima da editora. Para os amantes de um romance com toques de sexo e luxúria eis a obra. Agora é só apreciar!



3 comentários:

  1. To doida por ele!!
    Parece ser muito bom e fiquei curiosa. Também acho linda essa capa.
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Achei bacana a capa, adorei saber sua opinião sobre o livro.

    bjs

    ResponderExcluir
  3. Uau!!

    Primeiramente, gostaria de dizer que adorei a resenha, muito bem escrita e me parece ter abordado diversos pontos do livro.
    Já quanto ao livro... realmente, muito interessante essa proposta de ter doze livros, onde a personagem irá estar com um homem diferente a cada livro. Fiquei muito curiosa pra saber mais sobre a história e para descobrir onde ela vai nos levar.
    Beijos!!

    Abobrinha com Chocolate

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...