Blogger Widgets

[Resenha #910] Star Wars – Estrelas Perdidas - Claudia Gray @editoraseguinte @claudiagray


Star Wars – Estrelas Perdidas
Claudia Gray
ISBN-10: 8565765830
ISBN-13: 978-8565765831
Páginas: 488
Ano: 2015
Editora: Companhia das Letras
Idioma: Português
Classificação: 4 estrelas
Skoob
Compre: Amazon

Sinopse:
Ciena Ree e Thane Kyrell se conheceram na infância e cresceram com o mesmo sonho: pilotar as naves do Império. Durante a adolescência, sua amizade aos poucos se transforma em algo mais, porém diferenças políticas afastam seus caminhos: Thane se junta à Aliança Rebelde e Ciena permanece leal ao imperador. Agora em lados opostos da guerra, será que eles vão conseguir ficar juntos? Através dos pontos de vista de Ciena e Thane, você acompanhará os principais acontecimentos desde o surgimento da Rebelião até a queda do Império de um jeito absolutamente original e envolvente. O livro relata, ainda, eventos inéditos que se passam depois do episódio VI, O retorno de Jedi, e traz pistas sobre o episódio VII, O despertar da Força!



Estrelas perdidas de Claudia Gray acontece antes de Star Wars - Uma Nova Esperança e mostra o início da amizade de um menino abastado chamado Thane Kyrrel, e uma humilde menina chamada Ciena Ree. A narrativa se passa na Orla Exterior chamada Jelucan.




Thane Kyrrel e Ciena Ree, ainda crianças fortalecem a amizade rapidamente, mesmo contra o desejo das famílias que não concordam com a amizade dos dois devido à disparidade econômica e social. As crianças contrariam a todos e uma amizade pura surge, bem como interesses em comum, como a vontade de serem pilotos imperiais.



Assim o livro segue essa amizade e como eles na adolescência se inscreveram na Academia Imperial em Coruscant, que era a instituição de ensino que formava os oficiais para prestarem assistência ao Império. Inicialmente como aliados, depois como adversários. Após a formatura eles são incumbidos a lugares diferentes. Enquanto Ciena é designada para um Destróier Estelar, Thane é designado para a Estrela da Morte.

Dessa forma a autora Cladia Gray realiza um trabalho excelente ao mergulhar de cabeça na construção dos personagens, mostrando suas características internas, suas motivações, ideais e sonhos. Thane e Ciena embora possuíssem características distintas, eram pessoas de boa índole, e mesmo servindo forças opostas, possuíam bons pensamentos para com o outro.



Acredito que para entender melhor a história, se faz necessário uma familiaridade com a trilogia original Star Wars, pois a autora nos cerca de informações, já tendo em mente que conhecemos a história inicial e seus pormenores e nos leva por uma interpretação inédita. Logo após a batalha de Endor e a destruição da segunda Estrela da Morte, a narrativa prossegue de maneira fluída, nos carregando através de suas páginas para o futuro, assim vamos conhecendo uma nova base rebelde, bem como o combate em Jakku.


Uma obra realmente fantástica, que joga a farpa da dúvida sobre nossos olhos e nos leva a questionamentos internos sobre lealdade, honra, e até onde estamos dispostos e preparados a chegar, para apoiar aquilo que acreditamos, mesmo que tenhamos a consciência que o amanhã não seja preciso ou correto.


[...] Nunca mais, ela prometeu a si mesma. Daquele dia em diante, seu serviço para o Império seria mais que sua tarefa, seria sua compensação por ousar amar alguém mais do que a própria honra [...]


A capa é linda né moçada? Fonte e diagramação agradáveis e as folhas são em papel pólen. Leitura recomendada!



1 comentários:

  1. Oi!
    Amei esse livro, Ná!
    Thane e Ciena são personagens muito bem construídos. Fiquei com um gosto de quero mais sobre esses dois. Ainda tenho esperança de te uma continuação. <3
    Beijão!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...