Blogger Widgets

[Resenha #929] Um Certo Verão - David Baldacci @editoraarqueiro



Um Certo Verão
David Baldacci
ISBN-10: 8580411254
ISBN-13: 978-8580411256
Páginas: 272
Ano: 2013
Editora: Arqueiro
Idioma: Português
Classificação: 4 estrelas
Skoob
Compre: Lojas Americanas

Sinopse:
O Natal se aproxima, mas não há alegria na casa de Jack. Diagnosticado com uma doença incurável, ele se prepara para o momento de dizer adeus à esposa, Lizzie, e a seus três filhos. Mas algo impensável acontece: Lizzie morre num trágico acidente de carro. Sem ela, Jack é mandado para um asilo e as crianças são separadas e vão morar com familiares, em cidades diferentes. Quando tudo parece perdido, no entanto, Jack começa a melhorar. Numa recuperação milagrosa, ele vence a doença e deixa o asilo determinado a reunir a família. Lutando para reconstruir suas vidas, Jack decide passar as férias com os filhos à beira-mar, na casa onde a esposa cresceu. Nem todos acreditam que sua doença tenha sido superada ou que ele seja capaz de tomar conta das crianças. Agora, num verão memorável, ele talvez tenha a última chance de provar seu amor pelos filhos.



Um Certo Verão conta a história de Jack, de 34 anos, um veterano de guerra, que está definhando em cima de uma cama por conta de uma doença terminal. Completamente desolado, ele começa a escrever cartas para a esposa que deverão ser lidas após sua partida. Ele espera pelo menos permanecer vivo até o Natal para poder passar essa data junto com sua mulher e seus três filhos Mikki, Cory e Jackie.



Mas em uma reviravolta trágica do destino, é Lizzie, a esposa de Jack que morre em consequência de um acidente de carro. Jack se vê então afastado da família e é mandado para um asilo, enquanto sua sogra leva seus filhos com ela. Sem promessa nenhuma que continuará vivo, um milagre verdadeiramente acontece e Jack se recupera de sua doença.


[...] De vez em quando beliscava a si mesmo para ter certeza de não estar sonhando. Por fim convenceu-se de que aquilo era real. Não, não apenas real. Era um milagre [...].



Mesmo com vários contratempos, ele reúne novamente os filhos para recomeçar a vida. Pelo amor aos filhos, Jack terá que descobrir como ser o pai que as crianças necessitam. Eles terão que desenvolverem a capacidade de lidar com a perda e superarem as tribulações. Juntos eles irão vencer a dor e a ausência de Lizzie, prosseguindo da melhor maneira possível com seus propósitos de vida.

[...] Não dá para simplesmente dizer coisas idiotas, se abraçar, chorar até dizer chega e depois ficar tudo bem enquanto uma música cafoninha toca ao fundo. Tem que ser um dia de cada vez. A vida é assim. Alguns dias vão ser bons, outros vão ser horríveis. Vai ter dias em que eu vou olhar para você e sentir raiva; em outros, vou ficar péssima por sentir raiva de você. Vai ter dias em que eu não vou sentir nada. Mas você continua sendo meu pai. [...]




A premissa do livro é lindíssima e realmente não me decepcionei com a história. Acho particularmente atraente, narrativas que envolvem tragédia e superação. O autor conseguiu desenvolver com muita espontaneidade os infortúnios e vitórias que fazem parte dessa obra – um jovem sucumbindo a uma doença fatal, a morte inesperada e trágica, o abandono de crianças, a batalha pela guarda dos filhos, força pessoal, retomada de sentimentos, superação e recomeço.

[...] Não estou dizendo que o tempo cura todas as feridas, mas o passar dos anos nos ensina a lidar com a dor [...].




A recuperação milagrosa e inexplicável de Jack é a única ponta solta da narrativa, que se compensou na estruturação de uma relação familiar sólida. Assim, é completamente impossível da emoção não correr solta pelas páginas dessa história e acredito que David Baldacci garantiu ao leitor uma narrativa atrativa, inundada de compaixão, superação e renovação. 



A escrita é simples e flui com muita naturalidade. Os capítulos são curtinhos e a narrativa se dá em terceira pessoa. A capa é linda, e a diagramação e fonte estão impecáveis, bem como as folhas em papel pólen. Livro indicado para quem gosta de uma narrativa emocionante e inteiramente apaixonante.



1 comentários:

  1. Nunca dei a devida atenção a esse livro, mas adorei a resenha! Adoro esse tipo de narrativa!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...