Blogger Widgets

[Resenha #953] Laços de Sangue - Richelle Mead @editoraseguinte @RichelleMead


Laços de Sangue
Bloodlines - Livro 01
Richelle Mead
ISBN-13: 9788565765152
ISBN-10: 8565765156
Ano: 2013
Páginas: 430
Idioma: português
Editora: Seguinte
Skoob
Classificação: 4 estrelas
Compre: Amazon

Sinopse:

Sydney estava encrencada. Em sua última missão, ela tinha ajudado a dampira Rose Hathaway a escapar da prisão, e essa aliança foi considerada uma traição grave, já que vampiros e dampiros são criaturas terríveis e antinaturais, ameaças àqueles que os alquimistas devem proteger - os humanos. Com sua lealdade colocada em questão, Sydney se sente obrigada a voluntariar-se para uma tarefa nada agradável - ajudar a esconder Jill Dragomir, uma princesa vampira que está sendo perseguida por rebeldes que querem o poder. Caso ela seja capturada e assassinada, a rainha Lissa ficará sem nenhum parente vivo e, como manda a lei, terá de abdicar do trono - o que culminará numa guerra civil tão sangrenta no mundo dos vampiros que certamente afetará a humanidade.
Assim, pelo bem dos humanos, Sydney aceita se disfarçar de estudante e passa a conviver diariamente com Jill e seu guardião Eddie, quando os três são matriculados como irmãos no último lugar em que qualquer um procuraria a realeza dos vampiros - a Escola Preparatória Amberwood, em Palm Springs, na Califórnia. Mas entre uma pizza e outra, entre um jogo de minigolfe e uma conversa sobre garotos, ela começa a ter a sensação de que talvez esses seres estranhos não sejam tão maus assim, principalmente Adrian, um vampiro muito próximo de Jill que desperta os sentimentos mais contraditórios - e proibidos - em Sydney...
O problema é que além de refletir sobre suas convicções e se preocupar com o seu coração, que anda acelerando mais do que deveria, a garota terá de encarar outros inconvenientes um pouco mais graves, como as tatuagens que viraram febre entre os alunos da escola e que parecem conferir poderes sobrenaturais a quem as usa. De que ingredientes elas eram feitas? Quem estaria por trás disso? Será que havia algum alquimista traidor entre eles? Caberá a Sidney resolver todos esses mistérios e garantir a paz entre os humanos antes que seja tarde demais.



Resenha:

Laços de Sangue é o primeiro livro da série Bloodlines, spin-off de Academia de Vampiros, a série de sucesso da Richelle Mead e que deu origem a personagens tão queridos como Adrian Ivashkov. Sim, amo o Adrian (e espero que vocês também!).



Então, o livro conta a história de Sydney Sage, uma alquimista. Para quem não está familiarizado com o termo, um alquimista é um humano que tem detém conhecimento do mundo dos vampiros (Moroi, que são vampiros que podem se misturar aos humanos e tem controle de algum tipo de magia; e Strigoi, que é a temida espécie de vampiros imortais e sem moderação quando se trata de matar) e dampiros (têm a função de proteger os Moroi); eles trabalham a fim de manter o mundo sobrenatural em segredo e proteger a raça humana. 





Sydney já nos havia sido apresentada em VA, e por ser um spin-off da série, algumas informações são resgatadas dos outros livros, o que não é um empecilho para quem não leu a saga, pois eles fazem um “overview” dos acontecimentos. Bem, voltando para a Sydney. Ela é uma garota inteligente, de personalidade – e também muito insegura –, muito certinha, sempre caminha de acordo com as regras. Ela foi treinada desde criança para ser uma alquimista e chega então a hora de desempenhar uma importante função: proteger a princesa Jill, irmã da rainha Moroi Vasilia Dragomir. A Jill precisa ser protegida pois há uma falha na lei dos Moroi que diz que para reinar, a rainha deve ter alguém para continuar sua linhagem, e após sofrer um ataque, Jill teve que ser escondida até que a situação burocrática fosse resolvida. Então a Sydney, junto com a Jill e o Eddie – o dampiro designado para protegê-la – se matriculam em um colégio interno a fim de manterem o paradeiro da Jill em segredo. Keith é um outro alquimista que está em uma patente mais elevada que a Sydney e faz da vida dela um inferno; além de ser muito ridículo e duas caras, ele vai desempenhar um papel importante na história.




Voltando para o mundo Moroi, somos apresentados a outros personagens secundários como o Clearence e Lee, que são Moroi que também terão seu papel na história – principalmente o Lee, o qual nos revela uma GRANDE surpresa ao final do livro. Por falar em surpresas, esse livro é cheio delas; de mistérios também. Eu confesso que não consegui prever alguns deles, o que me parece algo característico da escrita da Richelle (maravilhosa!). 


A Sydney tem muito trabalho a fazer, desde proteger a Jill até desvendar os mistérios por trás das tatuagens que os alunos fazem na escola e que os dão habilidades especiais. Então, à medida que o enredo se desenvolve nós vamos entendendo mais o papel de cada personagem na história e vendo sua importância. Mas e por falar em importância, vocês podem perguntar: por que você ainda não mencionou o tão querido, famoso, lindo e sedutor Adrian Ivashkov? É simples, eu estava guardando o melhor para o final. Adrian é um Moroi que ganhou o coração de praticamente todos os leitores de VA, inclusive o meu. Ele estava hospedado na casa do Clearence a pedido de Abe (também personagem de VA), e logo quando conheceu Sydney os dois já começaram uma relação de amor e ódio. Adrian é irônico além da conta, vive para fazer piada e alegrar o nosso coração com seu senso de humor irreverente. Além disso, Adrian tem um laço especial com a Jill, então ele foi importante em determinado acontecimento do livro. E claro, não seria série da Richelle se não tivesse um romance no meio! Sydney, apesar de toda a sua versão aos vampiros, passa a criar um laço afetivo com eles. Ela já é bem criticada pelos alquimistas por tender à afeição pelas criaturas vampirescas, mas ainda assim fica bem próxima de Adrian, Jill, Lee e Eddie. Ao longo da história nós vemos o desenvolvimento gradual da relação de Adrian e Sydney, e claro, nos apaixonamos ainda mais pelo Adrian (que vem com uma bagagem de defeitos que faz ele ser quem é) e ficamos na torcida por um romance na continuação da série. Ah, o livro ainda nos traz a Rose por um período bem curto de tempo; acredito que ela fará outras aparições na série. E o final ainda nos traz outro personagem importante de VA, que, óbvio, não direi quem é.


“Algo na maneira como ele olhava para mim me paralisou e fez o meu estômago dar cambalhotas, mas não sabia deduzir exatamente por quê. Só sabia que ele parecia estar me enxergando pela primeira vez… e aquilo me assustou.”


A edição está maravilhosa, e a capa é bem melhor que a original. Não vejo a hora de ler a continuação da série, O Lírio Dourado.
Então, o que me dizem? Já leram Vampire Academy? Se sim, o que acharam? E gostaram de Bloodlines tanto quanto a série antecessora?
Abraços e até a próxima!


0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...