Blogger Widgets

[Resenha #967] A Maldição dos Ancestrais – Infinity Ring - Matt de La Peña @editoraseguinte @mattdelapena


A Maldição dos Ancestrais – Série Infinity Ring – Livro 04
Matt de La Peña
ISBN-10: 8565765385
ISBN-13: 978-8565765381
Páginas: 208
Ano: 2014
Editora: Seguinte
Idioma: Português
Classificação: 5 estrelas
Skoob
Compre: Submarino

Sinopse:
Quando Dak, Sera e Riq chegam ao próximo destino em sua jornada para consertar falhas históricas, são recebidos por uma tempestade. Eles estão na península de Yucatán, lar dos antigos maias, na época da chegada dos colonizadores espanhóis ou pelo menos deveria ser assim. Sera tem certeza de que programou o Anel do Infinito corretamente, mas eles parecem estar séculos adiantados.
Enquanto tentam descobrir o que aconteceu, os três jovens desconfiam que talvez exista um motivo para estarem ali: bem naquele momento os anciãos da aldeia estão escrevendo um códice importantíssimo, que travaria o destino daquele povo para sempre. Na escola, Dak e Sera haviam aprendido que os maias eram uma civilização violenta e cruel, mas talvez a história e a cultura daquela sociedade tenham sido mal interpretadas...



Resenha:


“Depois de ter acesso às memórias reprimidas do Cataclismo, seu corpo não parecia mais o mesmo. Era como se sua existência fosse surreal. Artificial. Não havia dúvidas de que ela estava sentada sobre o chão de terra diante de uma construção enorme; ainda assim, tinha a sensação de estar flutuando, rumo ao céu. Em direção ao nada. Todo mundo ia morrer.”

A Maldição dos Ancestrais, quarto livro da Série Infinity Ring envia os jovens Sera, Dak e Riq em mais uma viagem no tempo. Agora eles partem para a América Central, séculos antes de os espanhóis chegarem e dizimarem a população.



Lá eles são ajudados pelos maias locais, que, para sua surpresa, do jovens, são civilizados e não se comportam da maneira sanguinárias que os três aventureiros achavam ser verdadeiras. A grande batalha da vez será manter um livro pintado á mão, livre de ser queimado com a chegada dos espanhóis. Vários períodos da história irão se passar para que o esforço do trio em salvar esse artigo possa ser possível.


"Sera concordou com a cabeça, mas era difícil estabelecer um paralelo entre aqueles maias e os que ela conhecera nos livros. Itchik não se achava superior a ninguém, e Sera imaginava que todos os reis faziam isso. Ela ficou comovida ao vê-lo participar dos trabalhos de resgate".



Para quem não sabe, os jovens Dak, Sera e Riq estão envolvidos numa missão extraordinária de tentar corrigir as fraturas na história, através de viagens no tempo. Se eles não conseguirem mudar o passado, o futuro não será uma opção.


Mais uma vez a ação está presente. As cenas são compreensíveis e é realmente uma série apaixonante. Conflitos, espertezas, tomadas rápidas de decisões estão presentes em cada página e o ritmo não podia ser mais excitante e fácil de conquistar os leitores.

Quanto aos personagens, Riq continua se saindo bem e o indício de um romance aparece para ele. Sera prossegue com sua coragem e inteligência. Já Dak é sempre dissonante do restante do grupo e parece que nunca vai crescer e entender que o mundo não gira ao redor dele.

“Enquanto esperavam, Riq começou a pensar em sua nova vida, no quanto ela seria diferente. Poucos dias antes, ele estava cem por cento comprometido com sua missão como Guardião da História. Estava no seu sangue... e sempre estaria. Naquele momento, porém, ele estava deixando de lado a luta dos Guardiões da História. Sua lealdade seria apenas ao povo de Izamal. E a Kisa. Seu coração palpitava dentro do peito só de pensar em acordar naquela selva todos os dias pelo resto da vida."


Quanto à parte estética, a capa, diagramação e fonte estão excelentes, bem como as folhas em papel pólen. A mudança da escrita foi assertiva e Matt De La Peña executou um excelente trabalho nesse volume da série.




0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...