Blogger Widgets

[Resenha #970] O Poder do Hábito - Charles Duhigg @edobjetiva @cialetras


O Poder do Hábito
Por que fazemos o que fazemos na vida e nos negócios
Charles Duhigg
ISBN-13: 9788539004119
ISBN-10: 8539004119
Ano: 2012
Páginas: 408
Idioma: português
Editora: Objetiva
Skoob
Classificação: 5 estrelas
Compre: Submarino


Há duas décadas pesquisando como os hábitos funcionam – e, mais importante, como podem ser transformados, o repórter do New York Times Charles Duhigg elabora um argumento animador: a chave para mudar o que não funciona em sua vida é entender como os hábitos funcionam. Transformá-los pode gerar bilhões e significar a diferença entre fracasso e sucesso, vida e morte.



Resenha:


O que me fez ficar interessada nesse livro foi poder entender mais a respeito do hábito, em especial, como mudar hábitos ruins. Ultimamente, adquiri alguns hábitos que tem me prejudicado, mas tenho tido dificuldade de mudar, aí pensei, que esse livro poderia me ajudar. E posso dizer que sim, esse livro é realmente bom e vale a pena ser lido.





O Poder do Hábito nos mostra a chave para mudar o que não funciona muito bem em sua vida. Com base em artigos acadêmicos, entrevistas com milhares de pessoas, desde cientistas até executivos, além de dezenas de empresas e pessoas que conseguiram dar a volta por cima em suas vidas através de mudanças de hábitos.

De acordo com o autor, os bons hábitos são bem difíceis de adquirir, e os ruins são difíceis de largar totalmente, no entanto, as mudanças de hábito, podem sim acontecer, mas, para isso, é necessário entender como as rotinas funcionam no cérebro e, então, só aí iremos abandonar hábitos ruins que podem transformar sua vida e abrir portas de oportunidades, e isso significa a diferença entre fracasso e sucesso, vida e morte.


Nem nos damos conta que as pequenas decisões que fazemos no dia a dia, como o que fazemos quando acordamos, se tomamos o café primeiro ou arrumou a cama, que ordem costumamos seguir dos afazeres do dia. Esses hábitos rotineiros existem para dar um descanso para o cérebro lidar com decisões e pensamentos mais complexos. O autor diz que a engrenagem dos hábitos move sempre o mesmo ciclo repetidas vezes. Uma situação que funciona como um gatilho em uma sequência de eventos repetidos de forma parecida após o gatilho ter sido acionado e algum tipo de recompensa que reforça a predisposição para que o hábito se reproduza com uma força ainda maior em uma próxima ocasião. O resultado disso tudo é a qual os hábitos tendem a se tornar tão fortes que passam a ser acionados de forma totalmente automática.

Durante a leitura iremos aprender a identificar os hábitos que atrapalham nossa vida. Mas claro que, não é nada fácil mudar um hábito, mas quando aprendemos como ele se forma, ficará mais fácil fazer a mudança, e assim poderemos reformular e usar algumas táticas para que o loop do hábito aconteça.





O loop do hábito é composto de basicamente 3 partes: a deixa, a rotina e a recompensa. A deixa nada mais é que o estímulo que nos faz deflagrar o hábito. Pode ser por um estado emocional, outras pessoas ou qualquer atividade que a gente faça. A rotina é o comportamento pré-programado pelo cérebro, sendo uma sequência de ações que começamos a realizar automaticamente, sem pensarmos muito sobre ela, e a recompensa é o que sempre buscamos quando o hábito é acionado e geralmente está associado a uma sensação de prazer, de dever cumprido, de saciedade ou de realização.




Os vícios em geral podem ser considerados um hábito, como por exemplo a pessoa que é viciada em cigarro. Quando o organismo do fumante percebe uma queda do nível de nicotina, o cérebro aciona o gatilho do hábito de fumar. A rotina inicia o comportamento de acender um cigarro em busca da sensação de prazer, e a recompensa é o aumento do nível de nicotina no corpo do viciado.


"Os hábitos angulares dizem que o sucesso não depende de acertar cada mínimo detalhe, mas, em vez disso, baseia-se em identificar umas poucas prioridades centrais e transformá-las em poderosas alavancas."

"A autodisciplina tem um efeito maior no desempenho acadêmico do que o talento intelectual."





Para mudar um hábito, temos que entender qual o gatilho dele, e como poderemos mudar a rotina, ou então substituir a recompensa. Dou o exemplo do próprio autor, ele disse que tinha o hábito de comer cookies na lanchonete no meio do expediente do seu trabalho, mas isso o estava deixando cada vez mais gordo. Quando ele mesmo analisou esse seu hábito, ele pode perceber que o seu gatilho não era a fome, e sim a necessidade de bater papo com alguém para relaxar a tensão do trabalho. E assim, ele deixou os cookies de lado, e foi conversar com os colegas de trabalho. Claro, que não é tão simples assim, mudar o hábito, pois os hábitos nunca desaparecem de fato. Se queremos, por exemplo, começar a fazer uma academia, não será fácil, pois o cérebro se lembra que é muito mais gratificante ficar em casa vendo televisão do que ficar suando em uma esteira, por isso, temos que criar foco e perseverança, e a recompensa será uma melhor saúde.


"As pessoas aprendem a controlar melhor seus impulsos. Aprendem a  se distrair das tentações. E uma vez que você entrou nesse sulco criado pela força de vontade, seu cérebro tem prática em ajudar você a se concentrar num objetivo."

"Transformar um hábito não é necessariamente fácil nem rápido. Nem sempre é simples. Mas é possível. E agora entendemos como."

"É por isso que colocar as crianças em aulas de piano ou de esportes é tão importante. Não tem nada a ver com criar um bom músico ou um craque do futebol de 5 anos”, disse Heatherton. “Quando você aprende a se obrigar a praticar durante uma hora ou correr 15 voltas, começa a construir força de autocontrole. Um menino de 5 anos capaz de seguir a bola durante dez minutos se torna um aluno de sexta série que pode começar a lição de casa na hora certa."



Aprendi que sim, é possível introduzir novos hábitos em nossa rotina., mas precisamos mantê-las por tempo suficiente para que elas se tornem automáticas, só aí que o seu cérebro vai querer repetir os hábitos novos da mesma forma como repetia os antigos. Então, o segredo é insistir. Pode-se trocar um doce por uma fruta, a cama pela academia, e chegará uma hora em que a opção antiga nem será considerada mais. Pode acreditar que seu cérebro irá preferir seguir um roteiro fixo do que pensar.


"Pequenas vitórias alimentam mudanças transformadoras, elevando vantagens minúsculas a padrões que convencem as pessoas de que conquistas maiores estão dentro do seu alcance."


A capa do livro é simples, mas bonita. A diagramação está ótima, assim como a tradução e revisão.

O Poder do Hábito não é um livro fácil e nem é para se distrair, ele é para ser lido aos poucos e com calma para poder entender cada um dos exemplos citados e cada uma das explicações do autor. A escrita do autor é de fácil compreensão e vários dos exemplos são concretos e reais. Eu adorei o livro e aconselho a todos a lerem e a mudar seus próprios hábitos. 


0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...