Blogger Widgets

[Resenha #978] A Sala dos Répteis - Desventuras em Série - Lemony Snicket @editoraseguinte @cialetras



A Sala dos Répteis
Desventuras em Série # 2
Lemony Snicket
ISBN-13: 9788535901436
ISBN-10: 8535901434
Ano: 2001
Páginas: 184
Idioma: português
Editora: Companhia das Letras
Skoob
Classificação: 5 estrelas
Compre: Saraiva

Sinopse:
Lemony Snicket é um autor que não pode ser acusado de falta de franqueza. Sabe que nem todo mundo suporta as tristezas que ele conta e por isso - para que depois ninguém reclame - faz questão de avisar: "Se você esperava encontrar uma história tranquila e alegre, lamento dizer que escolheu o livro errado. A história pode parecer animadora no início, quando os meninos Baudelaire passam o tempo em companhia de alguns répteis interessantes e de um tio alto-astral, mas não se deixem enganar...".
Os Baudelaire têm mesmo uma incrível má sorte, mas pode-se afirmar que a vida deles seria bem mais fácil se não tivessem de enfrentar o tempo todo as armadilhas de seu arqui inimigo: o conde Olaf, um homem revoltante, gosmento e pérfido. Em Mau Começo ele deu uma pequena amostra do que é capaz de fazer para infernizar a vida de Violet, Klaus e Sunny Baudelaire - e aqui as coisas só pioram.



Resenha:

Em A Sala dos Répteis o leitor reencontra Violet, Klaus e Sunny Baudelaire. Após um verdadeiro pesadelo vivido com o conde Olaf como tutor dos órfãos, eles são enviados pelo banqueiro Sr. Poe para viver com um outro parente não muito próximo, o Dr. Montgomery. 



As crianças viajam pelo Mau Caminho no carro de Sr. Poe para conhecerem o novo tutor. O Dr. Montgomery acaba por ser muito mais do que as crianças esperavam. Ele parece realmente animado para ter as crianças em sua casa. Seu trabalho é como herpetologista, cientista que estuda as cobras. A Sala dos Répteis, onde o tio Monty mantém todos os seus espécimes, fascina as crianças. Tem também uma biblioteca, que faz a alegria de Klaus. Tio Monty torna a vida das crianças menos dolorosa e eles se sentem felizes ao lado de alguém que se preocupa realmente com eles. Os leva para o cinema e parece que finalmente os órfãos viverão momentos de alegria e felicidade, após a tragédia que marcou profundamente suas vidas. 
"Acho que sempre sentiremos falta de nossos pais. Mas acho também que podemos sentir saudades deles sem que seja preciso estar sofrendo o tempo todo. Afinal de contas, eles não iam querer nos ver sofrendo."


"Uma das coisas mais difíceis da vida é pensar nos arrependimentos. Algo nos acontece, então fazemos o que não deveríamos ter feito e, anos depois, desejaremos que tivéssemos agido de outra forma."


   
O tio Monty tem uma viagem expedicionária marcada para o Peru, e vai levar as crianças com ele! No entanto, a alegria dos órfãos dura pouco, como a chega do novo assistente do tio Monty. Seu nome é Stephano, e apesar da sua falta de cabelo, sobrancelha raspada e barba, as crianças sabem que ele é na verdade o conde Olaf, seu parente maldoso que está atrás de sua fortuna.

   
Mesmo que as crianças tentam desesperadamente descobrir o plano do conde Olaf, ele está sempre um passo à frente deles. Violet, Klaus e Sunny fazem o seu melhor para avisar o tio Monty da verdadeira identidade de Stephano. Será que as crianças irão conseguir desmascarar o vilão conde Olaf?

Assim como no primeiro volume, o autor prende os seus leitores revelando alguns mistérios e deixando muitos outros rondando.

   
A capa segue o mesmo padrão das anteriores, a diagramação é simples, tem lindas ilustrações, a tradução está ótima, assim como a revisão.

O livro é muito divertido, inteligente e engenhoso, apesar de ser trágico também. Ficamos torcendo o tempo todo pelos irmãos Baudelaire. Uma aventura muito diferente e gostosa de ler. Recomendo!

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...