Blogger Widgets

[Resenha #1050] A Garota do Calendário – Fevereiro - Audrey Carlan #AGarotaDoCalendário @Verus_Editora @AudreyCarlan


A Garota do Calendário – Fevereiro
Audrey Carlan
ISBN-10: 8576865076
ISBN-13: 978-8576865070
Páginas: 135
Ano: 2016
Editora: Verus
Idioma: Português
Skoob
Classificação: 5 estrelas
Compre: Submarino

Sinopse:

Mia Saunders precisa de dinheiro. Muito dinheiro. Ela tem um ano para pagar o agiota que está ameaçando a vida de seu pai por causa de uma dívida de jogo. Um milhão de dólares, para ser mais exato. A missão de Mia é simples: trabalhar como acompanhante de luxo na empresa de sua tia e pagar mensalmente a dívida. Um mês em uma nova cidade com um homem rico, com quem ela não precisa transar se não quiser? Dinheiro fácil. Parte do plano é manter o seu coração selado e os olhos na recompensa. Ao menos era assim que deveria ser. Em fevereiro, Mia vai passar o mês em Seattle com Alec Dubois, um excêntrico artista francês. No papel de musa, ela vai embarcar em uma jornada de descobertas sexuais e lições sobre o amor e a vida que permanecerão com ela para sempre.



Resenha:

A Garota do Calendário é uma serie de doze livros que contam a história de Mia e sua trajetória ao tentar saldar a dívida de jogo do seu pai. Ela trabalha para sua tia Millie que possui uma empresa de acompanhantes de luxo.  A estratégia é ficar um mês com um cliente diferente e ganhar dinheiro suficiente para pagar Blaine, o agiota que quase acabara com a vida do seu pai e a quem devia um milhão de dólares.



O cliente da vez é o deslumbrante artista francês Alec Dubois, que precisava de uma musa inspiradora. Seu primeiro encontro com o francês é bastante divertido, pois Mia acaba torcendo o tornozelo ao assustar-se com um beijo que recebe na nuca do belo artista, enquanto ele eventualmente fala em francês sem parar tentando ajudá-la.


Alec é bem diferente de seu primeiro cliente Wes, ele é temperamental e malditamente sexy. Para quem não lembra Mia e Wes deixaram o relacionamento entre ambos em “aberto”, no bom estilo “amigos com benefícios” e quando tudo terminasse eles poderiam recomeçar, sem cobranças ou acessos de culpa.


Alec foi mais que um cliente estonteante, ele ensina Mia que o amor pode vir em muitas formas diferentes, e que amar uma pessoa não te torna prisioneiro desse amor. Assim, a viagem de Mia para Seattle foi proveitosa não só pelos momentos picantes, mas foi frutífera em Mia aprender a se conhecer, em aprender a se amar e se permitir viver e experimentar momentos que fizessem bem a ela. Com certeza Alec fez de Mia uma mulher mais confiante e foi muito mais que amante, foi seu amigo.


“O meu compromisso com você é te amar inteiramente durante o tempo em que estivermos juntos. Isso vai ficar com você. E eu vou levar o seu amor comigo. Então, nós dois sempre saberemos que este tempo foi construído com base em confiança, amor e amizade. - Ele fez uma pausa e me beijou com suavidade. - Nada mais é necessário nesta vida.”


Dou meus parabéns à autora que conseguiu conduzir a história sem vulgaridade ou tornar Mia uma prostituta, pois foi muito difícil para eu aceitar que em cada livro da série ela teria um cliente diferente. Mas tudo que pude observar nessa sequência foi o encontro de Mia com sua autoestima e a capacidade de se enxergar através de uma óptica mais madura.


“Naquele momento, jurei a mim mesma que não tentaria me impedir de me importar com cada cliente. Eu me permitiria gostar de cada um do meu jeito. Só não seria o "eu te amo para sempre". 

"Para sempre" era algo sagrado, que aconteceria no momento certo, com a pessoa certa.”

"- Por que você não se ama? - Suas palavras me atingiram como uma marreta, deixando um buraco gigante na minha alma."


Agora é esperar por Março e embarcar com Mia para Chicago, onde ela será a falsa noiva de Anthony Fasano, ex-lutador de boxe e definitivamente um garanhão italiano.


1 comentários:

  1. Parabéns pelo blog e resenha, é lindo e as fotos encantadoras.
    Só tinha lido resenhas de Janeiro e adorei ver que mais nesse livro o encontro é com a autoestima. Além disso, essa construção sem vulgaridade me deixou mais curiosa ainda para ler.
    Beijo

    http://muitoamorpelaspaginas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...