Blogger Widgets

[Resenha #1056] O menino no alto da montanha - John Boyne @editoraseguinte @john_boyne


O Menino no Alto da Montanha
John Boyne
ISBN-13: 9788555340123
ISBN-10: 8555340128
Ano: 2016
Páginas: 225
Idioma: português
Editora: Seguinte
Classificação: 5 estrelas
Skoob
Compre: Submarino

Sinopse:
Quando Pierrot fica órfão, precisa ir embora de sua casa em Paris para começar uma nova vida com sua tia Beatrix, governanta de um casarão no topo das montanhas alemãs. Mas essa não é uma época qualquer: estamos em 1935, e a Segunda Guerra Mundial se aproxima. E esse não é um casarão qualquer, mas a casa de Adolf Hitler. Logo Pierrot se torna um dos protegidos do Führer e se junta à Juventude Hitlerista. O novo mundo que se abre ao garoto é cada vez mais perigoso, repleto de medo, segredos e traição. E pode ser que Pierrot nunca consiga escapar.



Resenha:

Mais um livro do maravilhoso John Boyne! Dessa vez ele volta a retratar a época da segunda guerra mundial, e somos presenteados com mais uma vez a visão de uma criança; e o que fez esse livro tão diferente para mim foi que o personagem principal, diferente dos outros livros que li sobre o tema, não é uma vítima durante a guerra, ao invés disso ele é próximo a Hitler e é influenciado por ele diariamente.



Nessa história acompanhamos as aventuras de Pierrot, que vive em Paris, com sua mãe francesa e seu pai alemão; O livro é dividido em três partes: antes, durante, e após a segunda guerra mundial, e isso me agradou bastante.

Na primeira parte acompanhamos a vida de Pierrot em Paris com seus pais, e com seu melhor amigo, Anshel, que é surdo e judeu; de forma distintas Pierrot acaba perdendo seu pai e sua mãe, e a mãe de seu melhor amigo lhe encaminha para um orfanato na França. Chegando nesse orfanato ele sofre bulling, mas as irmãs que cuidam do local são cuidadosas com ele. O personagem principal passa pouco tempo no orfanato, pois logo recebe uma carta de sua tia Beatrix, irmã de seu pai, que ele nunca conheceu, e que mora em uma mansão no alto da montanha de uma pequena cidade na Alemanha, onde é governanta.


“Seu tempo em Paris estava terminado, agora ele tinha consciência disso. Fechou a porta atrás de si, respirou fundo e deu o primeiro passo de sua nova vida”. Pág 29





Pierrot, vai então ao encontro da sua tia na Alemanha, cheio de inseguranças, que só aumentam quando o menino chega lá e descobre que todos os empregados têm medo do patrão, e é aconselhado por sua tia a mudar seu jeito francês e até seu nome para Pieter para agradar o dono da casa.


“ – Sim, claro. Todo mundo na casa do alto da montanha precisa trabalhar. Até você. O trabalho liberta. É o que o senhor de Berghof diz”. Pág 84



Com o passar do tempo, Pierrot é apresentado ao dono da casa, que ele descobre ser Adolf Hitler. Com o passar do tempo e começo da guerra, o protagonista se aproxima mais de Hitler que também nutre um bom sentimento pelo menino e começa a influenciá-lo com suas ideais.


“ Tinha feito algo que não fazia desde pequeno, e não sabia como explicaria aquilo para os outros. Mas jurou uma coisa para si mesmo: nunca mais decepcionaria o Führer”. Pág 145



Durante a narrativa acompanhamos a vida de Pietter desde de sua infância até a adolescência pós-guerra. John Boyne conseguiu com maestria retratar quão influenciável uma criança pode ser, e também mostrou de forma chocante o que a convivência de um inocente com uma pessoa como Hitler pode transformar e moldar a personalidade daquele indivíduo.

Um livro impressionante e mais do que recomendado, apesar do tema a leitura flui de forma fácil e rápida.


0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...