Blogger Widgets

[Resenha #1076] O Orfanato da Srta. Peregrine Para Crianças Peculiares - Ransom Riggs @EditoraLeya @ransomriggs


O Orfanato da Srta. Peregrine Para Crianças Peculiares
O Orfanato da Srta. Peregrine Para Crianças Peculiares # 1
Ransom Riggs
ISBN-13: 9788544102848
ISBN-10: 8544102840
Ano: 2015
Páginas: 336
Idioma: português
Editora: LeYa

Skoob
Classificação: 5 estrelas
Compre: Submarino

Sinopse:
Tudo está à espera para ser descoberto em 'O orfanato da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares', um romance que tenta misturar ficção e fotografia. A história começa com uma tragédia familiar que lança Jacob, um rapaz de 16 anos, em uma jornada até uma ilha remota na costa do País de Gales, onde descobre as ruínas do Orfanato da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares. Enquanto Jacob explora os quartos e corredores abandonados, fica claro que as crianças do orfanato são muito mais do que simplesmente peculiares. Elas podem ter sido perigosas e confinadas na ilha deserta por um bom motivo. E, de algum modo - por mais impossível que possa parecer - ainda podem estar vivas.



Resenha:

Fazia um tempo que queria ler esse livro, mas sempre quando eu procurava ele estava esgotado e assim fui adiando minha leitura. Quando soube que ia ser produzido um filme sobre essa estória e que Tim Burton estava por trás disso, só aumentou minha vontade de ler.... E finalmente o encontrei na livraria cultura.




Uma das primeiras coisas que atraiu meu olhar para essa estória foi o fato de que o autor, Ransom Riggs, no princípio não pretendia escrever um livro, na verdade ele começou a coletar fotografias reais e antigas que eram peculiares, estranhas por algum motivo, e sua ideia inicial era publicar um livro de fotografias com esse material; o próprio Riggs colecionava essas fotos, mas também teve acesso a material de outros colecionadores para formar o acervo.



Jason Rekulak, editor da Quirk Books, para quem Riggs trabalhava na época que sugeriu que aquela coletânea de fotos poderia contar uma estória; a partir daí Riggs mergulhou na ideia e escreveu o “Orfanato da Srta. Peregrine para crianças peculiares”, que virou best-seller.

O livro conta a estória de Jacob, estudante que não tem muitos amigos, mora nos Estados Unidos e todas férias se vê obrigado a trabalhar na rede de farmácias da família. Jacob gosta muito de ouvir as histórias que seu avô conta sobre o passado, que geralmente são acompanhadas de fotografia para ilustrar. Jacob costumava acreditar nelas, mas quando cresceu percebeu como era impossível elas serem verídicas.




O avô de Jacob, Abe, contava ao neto que ao fugir dos nazistas ele foi para um orfanato para crianças peculiares, localizado em uma ilha na Grã-Bretanha, nesse orfanato ele convivia com várias crianças que tinham habilidades peculiares; tinha criança invisível, que levitava, que fazia crescer plantas com as próprias mãos, e até crianças com forças sobre-humanas.

A vida de Jacob muda quando seu avô é assassinado de forma misteriosa e ele é o único a presenciar o acontecimento, ele jura que viu uma espécie de monstro na floresta por trás da casa do seu avô quando o encontrou. Ninguém parece muito acreditar no que Jacob conta, e apesar das terapias que ele passa a fazer, nada parece amenizar seus pesadelos; ele então finalmente consegue convencer seu pai a levá-lo na ilha que seu avô cresceu.


“- Vá para a ilha – repetiu – lá você estará em segurança. Prometa
Eu vou. Prometo. – o que mais eu poderia dizer?”.      Pág 31






Chegando na pequena Ilha, com poucos moradores, muita neblina e uma única opção de hospedagem; Jacob encontra o orfanato em ruínas, ele vai lá algumas vezes investigar e procurar algum vestígio, acaba encontrando mais fotos estranhas como as que seu avô mostrava; durante essa investigação ele se depara com um grupo e reconhece dentre eles uma menina que estava em uma das fotos. A partir daí Jacob mergulha em uma aventura para descobrir quem são aquelas crianças, se elas foram mesmo confinadas na ilha, e por qual motivo... e a principal pergunta da cabeça de Jacob é: será que elas estão realmente mortas?


“Tentei me convencer de que alguém ainda era possível que alguém vivesse ali, mesmo naquele estado.” Pág 77


Eu li o livro esperando uma estória de terror...não era! Mas ao invés de me decepcionar, o livro que mescla suspense e aventura conseguiu me surpreender e me prender até a última linha! O trabalho que a editora LeYa fez nessa edição foi incrível, o livro é lindo e ler a estória acompanhada de fotos peculiares, antigas e reais tornou minha leitura ainda melhor!

O segundo volume da estória se chama “cidade dos etéreos”, quero muito ler a continuação; e mal posso espera pela estréia do filme, acho que Tim Burton vai fazer um bom trabalho com essa estória!


1 comentários:

  1. OI. Indiquei seu blog ao prêmio Dardo 2016 :)
    http://ofantasticomundodaleitura.blogspot.com.br/2016/09/premio-dardo-2016.html

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...