Blogger Widgets

[Resenha #1097] Todos os Nossos Ontens - Cristin Terrill @Novo_Conceito @cristinterrill


Todos os Nossos Ontens
Cristin Terrill
ISBN-13: 9788581637983
ISBN-10: 8581637981
Ano: 2015
Páginas: 352
Editora: Novo Conceito
Classificação: 3 estrelas
Skoob
Compre: Saraiva
Sinopse:
O que um governo poderia fazer se pudesse viajar no tempo? Quem ele poderia destruir antes mesmo que houvesse alguém que se rebelasse? Quais alianças poderiam ser quebradas antes mesmo de acontecerem? Em um futuro não tão distante, a vida como a conhecemos se foi, juntamente com nossa liberdade. Bombas estão sendo lançadas por agências administradas pelo governo para que a nação perceba quão fraca é. As pessoas não podem viajar, não podem nem mesmo atravessar a rua sem serem questionadas. O que causou isso? Algo que nunca deveria ter sido tratado com irresponsabilidade: o tempo. O tempo não é linear, nem algo que continua a funcionar. Ele tem leis, e se você quebrá-las, ele apagará você; o tempo em que estava continuará a seguir em frente, como se você nunca tivesse existido e tudo vai acontecer de novo, a menos que você interfira e tente mudá-lo...



Resenha:

Todos os Nossos Ontens vai nos contar duas histórias paralelas, e que se passam em tempos diferentes. Nessa sociedade distópica, a máquina do tempo foi inventada. No presente, conhecemos Em, uma garota forte e determinada que está presa em uma cela e sendo constantemente torturada. Na cela ao lado está seu amigo, que também sofre com as torturas.


O responsável pelas torturas é aquele a quem Em chama Doutor, que é também o criador de Cassandra, a máquina do tempo. Em meio a tanta dor e sofrimento, a única saída é tentar fugir e, por mais arriscado que isso seja, é exatamente o que Em tentará fazer. Afinal, ela sabe que a única maneira de evitar tudo o que aconteceu é voltar no tempo e matar o Doutor, fazendo com que Cassandra nunca seja criada.





A outra história se passa quatro anos antes, quando Cassandra ainda não havia sido criada. Marina é uma menina doce e perdidamente apaixonada por seu amigo de infância, James, que é um desses meninos gênios. James nunca deu o menor sinal de gostar dela mais do que como amiga. Porém, Marina não pretende desistir.


“O tempo não é tão simples. Para começar, não é linear da maneira como o percebemos. [...] Minha teoria é que o tempo é um elemento sensitivo. Ele conserta eventos para evitar que paradoxos aconteçam.” p. 216

Um dia, James chama Marina para um evento. Marina se anima com a possibilidade de um encontro romântico, mas, suas esperanças vão por água abaixo quando ela descobre que James também convidou seu melhor amigo, Finn, que, a propósito, Marina odeia.


O que nenhum dos três poderia esperar é que, durante o evento, suas vidas mudariam completamente. Algo muito ruim acontece e muda todos os planos de vida desses três jovens, especialmente do prodígio James. Porém, de uma coisa nós temos certeza, Marina fará o que for preciso para proteger seu amigo.


“[...] o progresso sempre é perigo, não é? Na maioria das vezes, paredes não são demolidas tijolo a tijolo. Alguém tem de abrir um buraco nelas.” p. 216

Isso é tudo o que eu posso dizer sem dar spoilers. Para descobrir qual a relação entre Em, seu amigo, o doutor, Marina, Finn e James, só lendo o livro. O livro possui uma trama envolvente e muitas reviravoltas. Porém, há muitos furos na história, o que já se espera quando o tema é viagem no tempo. Mesmo assim, essas pequenas falhas me incomodaram bastante ao longo da leitura.

 



O livro falha enquanto distopia, pois, quando lemos uma distopia, queremos saber como é essa sociedade, o que acontece, enfim, queremos saber tudo e, em Todos os Nossos Ontens, isso não acontece. Só vamos conhecer um pouquinho mais sobre a sociedade já no final do livro. Enquanto suspense também não muda muito, pois o livro é previsível e não surpreende tanto quanto poderia.

Enfim, a premissa do livro é muito interessante, mas, possui muitas falhas e um roteiro pouco elaborado. Apesar dos problemas, reforço que o livro é envolvente. Portanto, eu recomendo o livro, mas, já aviso para não irem com as expectativas tão altas.


0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...