Blogger Widgets

[Resenha #1111] O Diário de Bridget Jones - Helen Fielding @EditoraParalela


O Diário de Bridget Jones
Helen Fielding
ISBN-10: 8584390383
ISBN-13: 978-8584390380
Páginas: 288
Ano: 2016
Editora: Paralela
Idioma: Português
Skoob
Classificação: 3 estrelas
Compre: Saraiva

Sinopse:
Bridget Jones já é uma personagem querida por milhares de leitores. Seja pelas suas desventuras amorosas ou problemas com os pais, é muito fácil se identificar (e adorar) a personagem criada por Helen Fielding. Em uma nova edição comemorativa dos 20 anos desde o lançamento do primeiro livro, está é uma chance para um reencontro de fãs antigos ou uma nova paixão para quem nunca leu este clássico. Bridget continua atual e afiada como nunca: uma personagem tão perfeitamente imperfeita para ajudar todos que já sentiram que eram os únicos cuja vida não está sob controle



Resenha:
Sou uma grande fã de chick-lit, geralmente é uma leitura despretensiosa e muito agradável. Confesso que primeiro assisti ao filme e me diverti demais com as trapalhadas de Bridget Jones. Mas quando li o livro, aquele ar mais espirituoso da protagonista caiu por terra. Embora a leitura seja ágil, com alguns momentos que provocam risos, Bridget Jones é bem aborrecida. Não me matem ok? Vou explicar minhas motivações:

1. Bridget Jones é uma mulher com mais de 30 anos que mantém um diário onde escreve todos seus sonhos, aspirações, pensamentos, tentativas e erros como uma típica pré-adolescente. (Hello? Diário? 30 anos?).
2. Como se não bastasse anotar todos esses momentos ela anota com precisão o quanto pesa, o álcool que ingere, os cigarros que fuma, os bilhetes de loteria que compra, as calorias que consome.
3. Ela é completamente neurótica em relação a seu peso, sua aparência e suas patéticas tentativas de emagrecer. (Ela nunca tentou de verdade!)
4. É nítida sua busca frenética por um relacionamento, não importa como seja ou com quem seja. Solidão não faz parte do seu dicionário e homem é sinônimo de vida.
5. O diário poderia ser um aliado se bem direcionado por um profissional, mas é apenas um local onde ela despeja com clareza seus problemas de baixa estima e transtorno alimentar.




Sinceramente uma personagem que sofre de síndrome de Peter Pan. Uma mulher que cresceu e ainda não se deu conta e tem atitudes infantis e impensadas. Esperei um crescimento da personagem, mas não encontrei redenção para nossa protagonista.


"Pessoas sensatas dirão que Daniel deve gostar de mim do jeito que sou, mas sou fruto da cultura Cosmopolitan, fui traumatizada por supermodelos e todo tipo de testes e sei que nem minha personalidade nem meu corpo darão conta do recado se não forem bem trabalhados. Não aguento a tensão. Vou cancelar o encontro e passar a noite inteira comendo bolacha usando uma camiseta suja de ovo."




Já Mark Darcy é um cara lindo, inteligente e que se apaixona por Bridget. Mas é como dizem: O amor é cego! E nesse caso cegou completamente esse homem, pois não dá pra imaginar o que ele conseguiu ver numa pessoa completamente despreparada para se relacionar, uma completa estúpida que não consegue criar uma imagem aceitável de si mesma.



Claro que consegui me divertir com a leitura, mas sempre com aquele pensamento: Coitada da Bridget é sério que ela fez isso? A leitura não é desagradável, afinal é com ansiedade que esperamos mais uma atitude completamente impensada de Bridget. Pena que ela não pegou seus pontos positivos como seu lado naturalmente travesso e engraçado para amadurecer como pessoa.

Para quem curte um chick-lit vai curtir essa obra de qualquer maneira! Quanto a mim? Realmente esperei muito mais de Bridget. Quem sabe no próximo livro da série ela não consiga por fim me surpreender?


2 comentários:

  1. Também não gostei de Bridget quando li o livro! Achei ela bem neurótica! E por não gostar tanto da personagem acabei não assistindo o filme, mas como você falou que achou a personagem mais divertida... vou dar uma chance depois!

    ResponderExcluir
  2. Eu nunca li esse livro, mas assisti o filme e me encantei por essa personagem. É uma pena que no livro ela não seja tão legal assim. Gostaria muito de ler esse livro um dia mas por enquanto vou ficar só com a Bridget Jones dos filmes mesmo. Hahahaha Parabéns pela resenha, eu gostei bastante da sua forma de relatar a obra.
    Mil Beijos!
    http://pensamentosdeumageminiana.blogspot.com.br/2016/11/gimore-girls-espera-acabou.html

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...