Blogger Widgets

[Resenha #1119] O Presente do Meu Grande Amor - Stephanie Perkins @intrinseca


O Presente do Meu Grande Amor
Vários autores
ISBN-13: 9788580576252
ISBN-10: 8580576253
Ano: 2014
Páginas: 352
Editora: Intrínseca
Classificação: 4 estrelas
Skoob
Compre: Submarino

Sinopse:
Se você gosta do clima de fim de ano e tudo o que ele envolve, presentes, árvores enfeitadas, luzes pisca-pisca, beijo à meia-noite, vai se apaixonar pelo livro. Nestas doze histórias escritas por alguns dos mais populares autores da atualidade, há um pouco de tudo, não importa se você comemora o Natal, o Ano Novo, o Chanucá ou o solstício de inverno. Casais de formam, famílias se reencontram, seres mágicos surgem e desejos impossíveis se realizam. O pessimismo não tem lugar neste livro, afinal o Natal é época de esperança.



Resenha:

    O Presente do Meu Grande Amor é um livro de contos que contam histórias de amor e que se passam na época de Natal. O livro possui 12 contos escritos por 12 diferentes autores, entre eles, alguns já bem conhecidos como Stephanie Perkins, Gayle Forman, David Levithan e Rainbow Rowell.

    Todos os contos, sem exceção, possuem um casal e todos esses casais aparecem na capa do livro patinando no gelo. Confesso que eu achei isso super criativo e me diverti muito tentando identificar cada casal. Como cada conto foi escrito por um autor diferente, com narrativas, personagens, temáticas e atmosferas diferentes, vou falar brevemente de cada um:




O conto que abre o livro é Meias-noites, da aclamada Rainbow Rowell, narrado em terceira pessoa pela perspectiva de Mags, que mostra os réveillons de 2011, 2012, 2013 e 2014 que a protagonista passa sempre ao lado de seu melhor amigo, Noel. Adorei a forma como foi escrito, como um retrato anual dessa amizade, mostrando as transformações advindas do amadurecimento. Cada fim de ano trouxe consigo novas angústias e novos sentimentos. Simples, rápido e tocante.

O segundo conto é da autora Kelly Link, se chama A Dama e a Raposa e conta a história de Miranda, uma menina doce que se encontra em circunstâncias excepcionais e que começa a ver um homem do lado de fora de sua casa, todos os anos, nas noites de Natal quando neva. Determinada, ela enfrenta a neve para descobrir quem é esse homem e o que ele quer. Esse conto é bem maluco e despertou minha curiosidade.


O terceiro conto é também um dos meus preferidos. Do autor Matt de La Peña, o conto se chama “Anjos na Neve" e narra o improvável encontro de Shy e Haley durante uma nevasca. Narrado em primeira pessoa por Shy, o conto apresenta assuntos delicados ao mesmo tempo em que nos enche de amor e esperança, ou seja, mais natalino impossível.


“Dentro de um banheiro escuro. Sozinho. A sensação que aquilo me dava era uma estranha combinação de leve autopiedade e animação. Eu sabia que minha vida era insignificante, e essa compreensão me libertava para conquistar absolutamente qualquer coisa.” p. 68

Em seguida, temos Jenny Han com seu conto intitulado Encontre-me na Estrela do Norte, que conta a história de Natalie, uma menina sonhadora, que nasceu na Coreia do Sul e que foi adotada pelo Papai Noel quando ainda era um bebe e, portanto, mora atualmente no Polo Norte, na companhia dos duendes. Esse conto é rápido, divertido e gostoso de ler. 


Stephanie Perkins surge para nos presentear com seu conto cujo nome É Um Milagre de Yule, Charlie Brown e conta a história de Marigold, aspirante a cineasta, e North, um vendedor de arvores de Natal que tem a voz que Marigold precisa para a animação que está criando. Esse conto é muito fofo, possui uma narrativa descontraída e cativante.


“Mas esse garoto das arvores de Natal tinha algo que os outros não tinham. Algo de que ela precisava e só ele podia oferecer. Ela precisava da voz dele.” p. 114

O sexto conto é Papai Noel por um Dia do autor David Levithan e narra a história de um menino que recebe um pedido diferente do menino por quem está apaixonado. Ele deve se vestir de Papai Noel para surpreender a irmã mais nova do garoto. E esse favor se provará bem mais desafiador do que parecia. O conto do Levithan é rápido e divertido, sem grandes pretensões.

O sétimo conto é o da autora Holly Black e se chama Krampuslauf. Esse é um conto bastante divertido que narra a festa de fim de ano-novo organizada por uma garota sonhadora, que adora inventar histórias e que descobre como Krampus, o demoníaco companheiro do Papai Noel, pode mudar as coisas.


Logo em seguida, temos Gayle Forman com seu conto Que Diabo Você Fez, Sophie Roth, um conto também muito divertido que acompanha a jornada de Sophie ao se mudar para uma Universidade no interior do país e sobre a experiência de conhecer Russel, um garoto aparentemente tão deslocado quanto ela.

O próximo conto é Baldes de Cerveja e Menino Jesus, de Myra McEntire, que conta como Vaughn, um adolescente de péssima reputação, acaba se aproximando da filha do pastor, Gracie. Gostei da forma como esse conto abordou questões delicadas com bom humor e mostrou como as aparências enganam.


Bem-Vindo a Christmas, Califórnia é o décimo conto do livro. Escrito por Kiersten White, o conta é narrado por Maria, uma jovem entediada e que detesta o fato de ter nascido em uma das muitas cidades cujo nome é Christmas. Porém, quando o novo cozinheiro da lanchonete de sua mãe aparece, muita coisa começa a mudar. Esse conto é divertido e com um final muito bom.

Outro conto que certamente está entre os meus preferidos é Estrela de Belém, de Ally Carter, que conta a história de Lydia, uma garota misteriosa que troca passagens de avião com uma desconhecida no aeroporto e acaba indo parar na cidadezinha de Bethlehem, cercada por uma família que representa tudo o que ela sempre quis ter. Porém, fingir ser outra pessoa pode ter consequências.


“Em se tratando de um conto de Natal, este não é tão triste quanto poderia ser. Não sou Tiny Tim. Não houve espíritos dos Natais passados, presente e futuros. Dito isso, nesta história também não há anjos e duendes, reis magos nem pastores. Nem mesmo o Papai Noel aparece.” p. 288


Por último, temos A Garota que Despertou o Sonhador, da autora Laini Taylor. Esse conto misterioso fecha com chave de ouro o livro e conta a história de Neve, uma menina que fala sozinha e que não tinha grandes expectativas para o dia 1º de dezembro. Afinal, a tradição presente na Ilha das Penas dos homens deixarem presentes para suas amadas em cada um dos 24 dias anteriores ao Natal não lhe importava nem a afetava. Porém, é fim de ano e tudo pode acontecer.

Ufa! Muita coisa, né?! Cada conto é um presente e alguns nos deixam com aquele gostinho de quero mais. Alguns contos são bastante lentos e arrastados, enquanto outros são rápidos e dinâmicos. Tem conto para todos os gostos. Vale mencionar que, apesar do foco serem os casais, alguns contos vão bem mais além, trazendo assuntos como família, diferenças, sonhos, preconceito e solidão.


3 comentários:

  1. Esse livro é muito legal! Eu li apenas 3 histórias no ano passado, as três primeiras, mas achei muito legal, são histórias curtinhas e encantadoras, e como cada uma tem um autor você não se cansa da narrativa.
    Vou ver se esse ano consigo ler todo haha
    Beijos
    Eating Peanuts

    ResponderExcluir
  2. Eu tenho muita vontade de ler este livro.
    Acho a capa e a premissa maravilhosa *_*

    ResponderExcluir
  3. Eu gosto muito dos contos desse livro! :)

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...