Blogger Widgets

[Resenha #1191] O Ceifador - Neal Shusterman @editoraseguinte


O Ceifador
Scythe # 1
Neal Shusterman
ISBN-13: 9788555340352
ISBN-10: 8555340357
Ano: 2017
Páginas: 448
Idioma: português 
Editora: Seguinte
Skoob
Classificação: 4 estrelas
Compre: Amazon

Sinopse: A humanidade venceu todas as barreiras: fome, doenças, guerras, miséria... Até mesmo a morte. Agora os ceifadores são os únicos que podem pôr fim a uma vida, impedindo que o crescimento populacional vá além do limite e a Terra deixe de comportar a população por toda a eternidade. Citra e Rowan são adolescentes escolhidos como aprendizes de ceifador - papel que nenhum dos dois quer desempenhar. Para receberem o anel e o manto da Ceifa, os adolescentes precisam dominar a arte da coleta, ou seja, precisam aprender a matar. Porém, se falharem em sua missão ou se a cumplicidade no treinamento se tornar algo mais, podem colocar a própria vida em risco.




Resenha:

O Ceifador se passa num futuro perfeito, um futuro onde a fome, a instabilidade econômica, a desigualdade social e o crime foram todos derrotados. Até a morte se tornou uma coisa do passado, pode-se até rejuvenescer para seus 20 anos, e caso sofra algum acidente e morra, você será revivido em poucos dias. Graças à computação atingindo seu ápice, agora os humanos são governado por uma inteligência artificial chamada de Nimbo-Cúmulo, que controla tudo e mantém a sociedade funcionando perfeitamente, já que esta é justa e honesta. 

As pessoas estão felizes, embora aborrecidas, porque não há literalmente nada a aprender, porque tudo é conhecido pela Nimbo-Cúmulo. A população não pare de crescer, e com isso o controle da população é uma obrigação. Assim, os Ceifadores foram criados, uma organização treinada para matar (no livro eles chamam de coletar) uma cota diária de pessoas com o intuito de diminuir a superpopulação.



A pessoa que é escolhida para se tornar um ceifador deve renunciar sua vida antiga, seu nome de batismo, se dedicar apenas aos propósitos da Ceifa, seguir os dez mandamento do ceifador e deve prestar contas somente para a sua organização, pois a Nimbo-Cúmulo não se mete nos assuntos dos ceifadores. Mas sabemos que onde há poder há corrupção e abusos e nesse sistema aparentemente perfeito também tem suas falhas.

Nesse livro, vamos acompanhar a jornada de dois jovens aprendizes, Citra Terranova e Rowan Damisch, ambos escolhidos como aprendizes pelo ceifador Faraday. Nenhum deles queria ser ceifador que, na opinião de Faraday, os torna bons candidatos para a ocupação. Eles aceitam o cargo para que suas famílias ganhem imunidade e não serão coletados enquanto eles estiverem em treinamento. Eles são empurrados para este mundo desconhecido que nunca quiseram e devem encontrar uma maneira de sair de seu aprendizado com sua humanidade e seus ideais intactos. Isso prova ser mais um desafio do que eles jamais imaginaram ser possível.


Citra e Rowan são grandes personagens, eles são bem desenvolvidos e reais, enquanto eles lutam com diferentes aspectos de sua formação. Além dos personagens, porém, o que chama a atenção sobre este livro é a construção de mundo complexa e cheio de nuances e questões morais. Este é um mundo utópico: onde o crime, a pobreza e o ódio foram substituídos pela complacência e pela paz. Em um mundo assim, porém, o que acontece com a humanidade? Quando não temos nada para lutar, o que nos tornamos? E quando podemos rejuvenescer quantas vezes quiser, mas retendo todas as suas memórias e experiências, muitas vezes, isso pode resultar num cansaço com o mundo. 

"Quanto mais vivemos, mais rápido os dias parecem passar. Como é perturbador viver para sempre. Um ano parece durar apenas semanas. Décadas voam sem nenhum acontecimento que as marque. Ficamos acomodados na monotonia sem sentido da vida, até que, de repente, nos encaramos no espelho e vemos um rosto que mal reconhecemos implorando que nos restauremos e sejamos jovens novamente."

O Ceifador é uma história repleta de ação e com uma construção de mundo fascinante, com suas lições sobre moralidade e mortalidade, bem como seu excelente desenvolvimento de caráter de personagens, este livro examina temas que vão desde as questões mais amplas, por exemplo, o que significa ser humano, o que somos agora, se não podemos morrer?, para o mais pessoal e específico, por exemplo, para os narradores Citra e Rowan, como posso tirar a vida de alguém para sempre?. O Ceifador é um exame rico da mortalidade, moralidade, e do sentido da vida, quando todos vivem no conforto para sempre. Super recomendo!


1 comentários:

  1. Simplesmente adorei. Quando li a sinopse imaginei que se podia esperar algo grandioso! Lindas fotos!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...