Blogger Widgets

[Resenha #1259] O Dia do Curinga - Jostein Gaarder @cialetras @editoraseguinte


O Dia do Curinga
Jostein Gaarder
ISBN-13: 9788535910247
ISBN-10: 8535910247
Ano: 2007
Páginas: 341
Editora: Companhia de Bolso
Skoob
Classificação: 5 estrelas
Compre: Amazon

Sinopse: O ponto de partida deste livro de Jostein Gaarder é a história de um garoto chamado Hans-Thomas e seu pai, que cruzam a Europa, da Noruega à Grécia, à procura da mulher que os deixou oito anos antes. No meio da viagem, um livro misterioso desencadeia uma narrativa paralela, em que mitos gregos, maldições de família, náufragos e cartas de baralho que ganham vida transformam a viagem de Hans-Thomas numa autêntica iniciação à busca do conhecimento - ou à filosofia. O dia do Curinga é a história de muitas viagens fantásticas que se entrelaçam numa viagem única e ainda mais fantástica - e que só pode ser feita por um grande aventureiro: o leitor. Do autor de O Mundo de Sofia.




Resenha:

Nesse livro vamos conhecer a história de Hans-Thomas e seu pai, um filósofo, que estão prestes a embarcar numa aventura de carro da Noruega com destino a Atenas, Grécia, em busca da mãe de Hans-Thomas, que saiu de casa à oito anos para "se encontrar" e seguir sua carreira de modelo e nunca mais deu notícias, o objetivo da viagem é tentar trazê-la de volta, será que eles vão conseguir?

"Somos superinteligentes: sabemos construir bombas atômicas e foguetes para ir à Lua. Mas nenhum de nós se pergunta de onde veio. A gente simplesmente se contenta em estar por aqui, dividindo com os outros este espaço."

"Vivemos nossas vidas num incrível mundo de aventuras, pensei. Apesar disso, a grande maioria das pessoas considera tudo isso ‘normal’. Em compensação, vivem em busca de algo fora do normal: anjos ou então marcianos. E isso se explica pelo simples fato de que elas não consideram um enigma o mundo em que vivem. Para mim a coisa era completamente diferente. Para mim, o mundo era um sonho muito estranho, e eu vivia em busca de uma explicação racional qualquer para esse sonho."

"eu, um ser enigmático, vivo, mas que apesar disso nada sabia de si. Experimentei a sensação de ser uma criatura viva num planeta vivo dentro de uma Via Láctea."


Durante a viagem, pai e filho encontram um anão que lhes dá uma lupa e lhes indica como chegar na cidade de Dorf, lá encontram com um padeiro que lhes oferece pães, e num desses pães Hans-Thomas encontra um pequeno livro que fala sobre a existência de uma ilha mágica, e essa história tem relação com a sua própria vida. Assim, paralela à viagem, outra história é contada, a história do misterioso livrinho. Iremos ver mitos gregos, maldições, náufragos, entre outras e as cartas de baralho que ganham vida, transformando a viagem de Hans-Thomas e de seu pai em uma à busca do conhecimento e de si mesmos. 

Este livro é dividido em 53 capítulos, que são as cartas do baralho, e o Curinga é o ponto chave da narrativa. Os personagens foram extremamente bem desenvolvidos, a escrita é excepcional e a ideia de uma história dentro de outra história foi fantástica. Somos levados por vários questionamentos filosóficos, me senti dentro de uma aula de filosofia, mas de uma maneira legal. 

O Dia do Curinga é uma história instigante e cativante. Nos faz refletir sobre o amor, família, suas escolhas, o que é ser humano, Deus, enfim, uma infinidade de pensamentos filosóficos. O uso das cartas do baralho pelo autor foi muito bem pensado, e quando terminamos de ler, entendemos todas as pontos soltas ao longo da história e por fim, tudo faz sentido. Este livro é definitivamente o tipo de livro para se ler várias e várias vezes. Mais que recomendo a todos esse livro. 

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...