Blogger Widgets

[Resenha #1265] Cujo - Stephen King @Suma_BR



Cujo
Stephen King
ISBN-10: 8556510256
ISBN-13: 978-8556510259
Páginas: 276 (Capa dura)
Ano: 2016
Editora: Suma de Letras 
Idioma: Português
Classificação: 5 estrelas
Skoob
Compre: Amazon

Sinopse:
Frank Dodd está morto e a cidade de Castle Rock pode ficar em paz novamente. O serial-killer que aterrorizou o local por anos agora é apenas uma lenda urbana, usada para assustar criancinhas. Exceto para Tad Trenton, para quem Dodd é tudo, menos uma lenda. O espírito do assassino o observa da porta entreaberta do closet, todas as noites. Você pode me sentir mais perto… cada vez mais perto. Nos limites da cidade, Cujo – um são bernardo de noventa quilos, que pertence à família Camber – se distrai perseguindo um coelho para dentro de um buraco, onde é mordido por um morcego raivoso. A transformação de Cujo, como ele incorpora o pior pesado de Tad Trenton e de sua mãe e como destrói a vida de todos a sua volta é o que faz deste um dos livros mais assustadores e emocionantes de Stephen King




Resenha:

Cujo é muito mais que uma história de um cão raivoso, mostra o drama doméstico de duas famílias que estão passando por momentos complicados. O grande conhecimento de King em introduzir doses de terror, medo e tensão nesses simples acontecimentos do dia a dia é que torna seus livros tão eloquentes e arrepiantes.

As duas famílias chaves na história são os Trentons e os Cambers. Vic é o patriarca da família Trenton, é um publicitário que está passando por crises no trabalho e em casa. Ele está perto de perder seu melhor cliente e descobre que sua esposa Donna o está traindo. Eles possuem um filhinho de quatro anos chamado Tad que acredita piamente que um monstro mora em seu armário. 

“O monstro naquela escuridão, agachado no mesmo lugar de antes, sorria para ele... Gosto de você, Tad. Acho que vou voltar todas as noites a partir de agora, e a cada noite vou chegar um pouquinho mais perto da sua cama, até que, qualquer noite dessas, antes que você consiga gritar, vai ouvir algo rosnando bem ao seu lado, Tad, e serei eu, e eu vou te atacar e depois vou comer você, que vai parar dentro de mim .”

No outro lado da história temos a família Camber. Eles são donos de Cujo, um gentil cão São Bernardo. Joe Camber é um mecânico que possui um relacionamento abusivo com sua esposa Charity. No momento ele está muito bravo com a esposa que ao ganhar na loteria deseja levar seu filho Brett de dez anos para uma visita a sua irmã em outro estado. Ela suborna o marido e ele permite sua ida, afinal com a ausência dos dois ele poderia se divertir também. Charity vê a oportunidade de assim se libertar de seu esposo e mostrar uma vida diferente para seu filho do qual ele está acostumado.



No meio de tudo temos Cujo, que ao perseguir um coelho e meter o nariz aonde não era chamado, foi mordido por um morcego e contraiu raiva. Logo o cão está agindo de maneira esquisita, espumando pela boca, e ficando completamente perturbado com uma dor de cabeça que deixa suas pensamentos incoerentes tornando os homens seu inimigo.


Mas afinal, quando os caminhos dessas famílias se cruzam? Donna e Tad vão de carro para o mercado e o motor começa a apresentar problemas. Donna decide levar o automóvel a oficina de Joe e chegando lá o veículo morre de vez. Porém ela não encontra Joe e sim um enorme cão raivoso que de melhor amigo do homem não tem nada, é apenas uma enorme máquina mortífera de matar insana. Os dois se vêem presos dentro do carro, sair não era opção, afinal do lado de fora, um São Bernardo de quase 100 kgs os aguardavam completamente enfurecido.

“O cão olhava-a com os dentes arreganhados. Era como se estivesse fazendo uma careta para ela. Ele se chamava Cujo, mas o nome de sua dentada era morte.”


Cujo é um livro inacreditável, King prepara o leitor de maneira gradativa para um passeio emocional alucinante, munido de muito drama, emoção e horror. O suspense do romance conduz a um cruel e terrível desfecho, e eu me vi completamente atormentada pelo destino dos protagonistas.  Uma super leitura para quem curte o gênero. 

A capa é dura e possui relevo da pata do cachorro, bem como de uma arranhadura causada pela mesma. Fonte e diagramação impecável! Uma leitura aprovadíssima!



1 comentários:

  1. Eu adorei esse livro! foi um daqueles que conseguiu atormentar meu sono! kkk

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...